Mulheres Grávidas: 17 coisas surpreendentes para saber

São apenas 9 meses para aprender a maior quantidade de coisas sobre o feto e o desenvolvimento da gravidez.4 min


mulheres grávidas
Advertisements

Mulheres grávidas descobrem a cada dia um mundo novo de informações.

Desde desenvolvimento do bebê até as mudanças de seu próprio corpo, a vida das mulheres grávidas nem sempre é fácil.

E por isso, elas precisam se informar muito para acompanhar tantos desafios que vem junto com a alegria de gestar um bebê.

Advertisements

>> Minha Gravidez Semana a Semana

A maioria das mulheres grávidas são advertidas a respeito de uma série de coisas. Umas reais, outras mitos. O que fazer, o que não fazer. Há muita informação disponível. Mas qual seguir?

9 meses é pouco tempo para tantas mudanças. Há tanto o que fazer, há tanto com o quê se acostumar.

Veja 17 coisas que mulheres grávidas podem ou não fazer, precisam ou não saber:

1. Ganho de peso na gravidez

Um mulher grávida não precisa comer por dois. Seu ganho de peso precisa ser acompanhado para evitar a diabetes gestacional e fazer exercícios durante a gravidez, é uma prática saudável.

>> Ganho de Peso na Gravidez: saiba o peso ideal para ganhar

Advertisements

>> Diabetes Gestacional: O que é, sintomas, dieta e tratamento

2. Beba café com moderação

O Colégio Americano de Obstetras e Ginecologistas recomenda que as mulheres grávidas limitem-se a 200 miligramas ou menos de cafeína por dia, o equivalente a duas xícaras de café.

3. Evite o fumo passivo e não fume

Fumo passivo é estar por perto de pessoas que fumam e respirar a fumaça do cigarro delas. Fumar também é prejudicial.

A fumaça de cigarro na gravidez esta associada a asma, dificuldades de aprendizagem e problemas respiratórios mais tarde nas crianças e baixo peso ao nascer.

Além dos bebês terem 2 vezes mais chances de desenvolver problemas de atenção e agressividade durante os primeiros 5 anos.

Advertisements

>> Fumar durante a amamentação: prejudica o bebê?

4. Fique atenta aos antidepressivos que você toma

Cerca de 13% das mulheres tomam antidepressivos durante a gravidez. No entanto, é preciso rever a medicação com o obstetra para garantir que ela não interfira na saúde do feto.

Problemas como defeitos congênitos, parto prematuro, problemas comportamentais e abortos estão relacionados com o uso de antidepressivos na gravidez.

Advertisements

5. Verifique suas taxas de vitamina D

Baixos níveis de vitamina D desencadeiam problemas de saúde para mãe e bebê. A revisão de mais de 30 estudos relacionou baixos níveis de vitamina D a um aumento do risco de diabetes gestacional, pré-eclâmpsia e menor peso ao nascer.

>> Hipertensão Gestacional e Pré-Eclâmpsia: sintomas e tratamento

Advertisements

Advertisements

Like it? Share with your friends!

What's Your Reaction?

Uau Uau
0
Uau
Gostei Gostei
0
Gostei
Amei Amei
1
Amei
Ouwn Ouwn
1
Ouwn
error: Este conteúdo é protegido pelas leis de direitos autorais, não copie, compartilhe. :)