Tempo de leitura deste artigo:5 minutos

Você já ouviu em grupos maternos esse papo de quê cebola em quarto de bebê para tosse é um santo remédio?

Mito ou verdade? Fui pesquisar, claro. Aqui no portal nosso compromisso maior é com a informação passada de forma correta. Muitas mães vão garantir que a cebola em quarto de bebê para tosse fez efeito com elas e que realmente funciona. Precisamos ter muito cuidado com esses hoax de internet, principalmente quando o assunto é saúde de bebê, pois algumas coisas podem ser prejudiciais.

Você sabe o que é um hoax de internet?

Dá-se o nome de hoax (“embuste” numa tradução literal, ou farsa) a histórias falsas recebidas por e-mail, sites de relacionamentos e na Internet em geral, cujo conteúdo, além das conhecidas “correntes”, consiste em apelos dramáticos de cunho sentimental ou religioso; difamação de pessoas e empresas ou supostas campanhas.

Muitos sites de maternidade falam da cebola milagrosa para tosse. MUITOS.

Pesquisei e descobri que a maioria dos grandes sites de maternidade acreditam na cebola e repassam a história para um número infinito de mães leitoras todos os dias, muito cuidado com isso! Dica materna é bacana, quando esta embasada, dica por dica as vezes pode ser perigoso.

Mas afinal, funciona mesmo?

A principal idéia a respeito da cebola é sobre ela ser um imã de bactérias e puxar para si todas as bactérias do ambiente, além de ter propriedades expectorantes.

Porém não existe nenhum estudo científico que comprove que a cebola tenha o poder de sugar as bactérias do ar e o fato dela não poder ser consumida após ter sido cortada e guardada é simplesmente porque não devemos consumir alimentos abertos sem estarem devidamente guardados em recipientes ou na geladeira por que ao longo do tempo eles vão perdendo a validade, como o fabricante e a vigilância sanitária determinam.

Lembrando que qualquer alimento que fique exposto vai acumular bactérias ou desenvolver novas porque é isto que acontece com alimentos expostos normalmente.

E o que os médicos dizem?

Fui falar com o Pediatra Dr. Flavio Melo e segundo ele “as propriedades benéficas de saúde da cebola tem a ver com vários componentes, os nutricionais, fibras prebióticas, os frutanos, essencialmente, que alimentam as bactérias da flora, vitamina C, B9, B6 e potássio; e os bioativos, que são os compostos organo-sulfúricos (que dão o cheiro ao serem cortadas e fazem chorar quando reagem com o O2) e a quercetina, que atuam como antioxidantes, diminuindo a reação inflamatória e melhorando a resposta imune, consequentemente.

Existem alguns estudos clínicos com aplicação direta, essencialmente como auxiliar na hipertensão, e em doenças alérgicas, como a asma. Mas não são estudos com grandes grupos. Essencialmente, comer cebola é ótimo, cortar e fazer um lambedor com mel (para maiores de 1 ano), idem, mas nada de ser “imã” de bactérias ou ter efeito específico nos vírus respiratórios. Na fitoterapia tradicional sempre foi utilizada para os fins descritos”.

Leia também:

Dr. Drauzio Varella, diz que a tosse é um mecanismo de defesa do organismo.

Um local no corpo (seios nasais, brônquios, bronquíolos e alvéolos pulmonares) com acúmulo de secreção (local quente e úmido), o local ideal para a proliferação bacteriana.

Por isso, devemos ter cuidado e critério com a inibição da tosse e perguntar ao pediatra se a inibição é saudável para a situação da criança. As vezes é melhor passar 2 ou 3 dias mal dormidos com a criança tossindo, do que 10 dias no hospital.

A verdade é que alguns alimentos podem apresentar potencial fitoterápico, mas isso não exclui a necessidade de um diagnóstico e tratamento médico.

E cortar a cebola e deixar no quarto não tem comprovação científica alguma de quê faça algum efeito no tratamento contra a tosse dos bebês. Se o seu bebê estiver com tosse, seja ela de qual tipo for, converse com o seu pediatra para que ele avalie o histórico do seu bebê e determine o melhor tratamento.

E chega de ficarmos reféns de mitos, ok?

Veja o que o site e-farsas fala a respeito da história da cebola “sugar bactérias do ambiente”: E-farsas e o mito da cebola.

Update: algumas mães questionaram o fato de nem todas terem acesso a um pediatra.

Ora, o SUS dispõe de atendimento médico em casos emergenciais nos PS e consultas regulares nos postos de saúde. Se uma criança esta com tosse persistente, é preciso levar no médico sim, amigas maternas. Mesmo que seja no PS.

Funcionando ou não para muitas, colocar cebola no quarto do bebê, por mais que cesse a tosse naquele dia, não significa que a criança esta curada do motivo da tosse, ok?

Deixe um Comentário

comments