Como Não Engravidar: 15 maneiras de evitar um bebê

5 min


como não engravidar

É preciso estar ciente de suas opções de controle de natalidade para saber como não engravidar.

Há muitos tipos de contraceptivos disponíveis e alguns métodos que ensinam como não engravidar. No entanto, o único método 100% confiável é abster-se do sexo. O que não é o caso, certo?
Uma mulher pode ficar grávida toda vez que fizer sexo sem contracepção, inclusive na primeira vez.
>> Como calcular o período fértil: conheça seu ciclo

A maioria dos métodos contraceptivos exigem receita médica ou é preciso se consultar com um médico para saber se o anticoncepcional não irá te fazer mal. Lendo a bula, é possível ver muitos efeitos colaterais.

>> Nidação ou Menstruação: 5 dicas para saber a diferença

O que são métodos de barreira?

São aqueles que impedem que o espermatozóide chegue até o óvulo. Eles podem ser comprados sem receita médica e estão acessíveis gratuitamente em postos de saúde. Eles incluem:

1. Preservativo masculino (camisinha)

Não apenas proteção contra uma possível gravidez, mas também contra doenças sexualmente transmissíveis (dst).

Quando o preservativo é colocado corretamente, ele possui 80% de eficácia contra a gravidez.

>> Fertilização In Vitro (FIV): Tudo o que você precisa saber

Como colocar um preservativo masculino corretamente:

  1. Escolha o tamanho correto.
  2. Coloque o preservativo na cabeça do pênis ereto. Se não for circuncidado, puxe o prepúcio para trás primeiro.
  3. Aperte a ponta do preservativo para remover o ar.
  4. Desenrole o preservativo no pênis, tomando cuidado para não rasgá-lo.
  5. Após a relação sexual, segure a base do preservativo no lugar antes de sair da vagina.
  6. Remova o preservativo e descarte-o. Nunca reutilize um preservativo.

2. Preservativos femininos

Também podem ser comprados sem receita médica e usados em vez do masculino. Nunca os dois tipos ao mesmo tempo.

Possuem cerca de 79% de eficácia contra uma possível gravidez.

Como colocar um preservativo feminino corretamente:

  1. Segure a camisinha com a abertura voltada para baixo
  2. Aperte no meio do anel menor que esta voltado para cima e forme um ‘8’. Isto permitirá que ele entre mais facilmente.
  3. Escolha uma posição confortável.
  4. Colque o anel em forma de ‘8’ dentro da vagina deixando cerca de 3 cm para fora
  5. Remova o preservativo e descarte-o. Nunca reutilize um preservativo.

3. Diafragma

Usado junto com um espermicida, ele é colocado dentro da vagina.

  • Possui cerca de 90% de eficácia contra uma possível gravidez.
  • Pode ser usado junto com a camisinha.

Deve ser inserido algumas horas antes da relação e ficar no lugar por 6 horas após a relação. E removido após 24h.

Diafragmas não protegem contra doenças sexualmente transmissíveis.

4. Capuz cervical

É exatamente como o nome diz, um capuz que é colocado dentro da vagina e posicionado na entrada do colo do útero.
Um médico precisa determinar o tamanho mais adequado. Mulheres que tiveram filhos podem ter a eficácia reduzida.
Capuz cervical não protege contra doenças sexualmente transmissíveis.
  • Deve ser usado junto com espermicida.
  • Pode ser usado junto com a camisinha.
A eficácia fica em torno de 70 a 85% de controle contra uma possível gravidez.

5. Esponja Contraceptiva

Funciona como o capuz cervical, mas em formato de esponja. Feita de espuma de poliuretano e contendo espermicida. Ela é colocada dentro da vagina para bloquear a entrada de espermatozóides.

Esponjas não protegem contra doenças sexualmente transmissíveis.

  • Eficácia de 76 a 88% contra uma possível gravidez.
  • Pode ser usada junto com a camisinha.

6. Espermicida

Este método é uma substância química que inativa os espermatozóides. Pode ser comprado sem receita. Pode ser usado junto com outros métodos, menos com a esponja.

  • Eficaz em até 71% contra uma possível gravidez.
  • Deve ser inserido próximo ao colo uterino até 10 min antes da relação e é eficaz por até 60 min.
  • Espermicidas não protegem contra doenças sexualmente transmissíveis.

O que são métodos contraceptivos hormonais?

Estes métodos possuem hormônios que impedem a concepção. Interrompem a ovulação e podem tornar o colo do útero espesso impedindo a passagem de espermatozóides.

  • Não protegem contra doenças sexualmente transmissíveis
  • Alguns medicamentos só são vendidos com receita médica
  • Possuem efeitos adversos em muitas mulheres

7. Pílulas anticoncepcionais

  • Não protegem contra doenças sexualmente transmissíveis
Existem dois tipos de pílulas:
    • As combinadas, com estrogênio e progestina.
  • E as conhecidas como mini-pílulas com apenas um hormônio, o levornogestrel ou progestina.

Também existe o anticoncepcional de emergência, conhecido como pílula do dia seguinte. Este só deve ser tomado após a relação desprotegida. Em dose única ou dois comprimidos, dependendo da marca.

>> Pílula do Dia Seguinte: como usar, preço e tudo que você precisa saber

8. Adesivo contraceptivo

  • Não protege contra doenças sexualmente transmissíveis

É um adesivo com hormônio que pode ter de 90% até 99% de eficácia. Pode ser usado no braço superior, nádegas e estômago.

Usado por até 3 semanas e depois removido para que o ciclo menstrual aconteça. Pode causar irritação de pele.

9. Injeção

  • Não protege contra doenças sexualmente transmissíveis

A injeção anticoncepcional mais conhecida é a Depo-Provera. Aplicada por um médico a cada 12 semanas ou na farmácia. Pode ter até 90% de eficácia.

Depois de descontinuado o uso, a fertilidade pode demorar até 10 meses ou mais para voltar ao normal.

10. Anel vaginal

  • Não protege contra doenças sexualmente transmissíveis

Conhecido como NuvaRing possui cerca de 95% a 99% de eficácia contra a gravidez. Trata-se de um anel de plástico colocado na vagina por 3 semanas que libera hormônios no corpo.

Deve ser removido por 7 dias durante um mês para que o ciclo menstrual aconteça.

Dispositivos e implantes intra-uterinos

  • Não protegem contra doenças sexualmente transmissíveis

Os DIUs e os implantes uterinos são de longo prazo. Nas opções de DIU, existe a versão com e sem hormônios. Possuem cerca de 99% de eficácia contra a gravidez.

11. DIU de Cobre ou DIU Mirena (hormonal)

O DIU é um pequeno dispositivo em forma de T que é inserido no útero pelo colo do útero. Pode ser usado por até 5 anos e possui a versão de cobre e a versão com hormônios.

Saiba mais sobre eles aqui >> DIU de cobre e DIU Mirena: Saiba tudo sobre eles

12. Implante hormonal

O implante hormonal é uma pequena aste do tamanho de um palito inserida no braço. Ele libera o hormônio progesterona que impedem uma possível gravidez.

  • Deve ser substituído a cada 3 anos.
  • A eficácia pode ser de até 99% contra uma possível gravidez.

Outros métodos

13. Planejamento familiar natural ou Tabelinha

  • Não protege contra doenças sexualmente transmissíveis

O período fértil é quando há a possibilidade do óvulo ser liberado para ser fertilizado pelo espermatozóide.

Veja como acompanhar seu período fértil aqui >> Como calcular o período fértil: conheça seu ciclo

Além disso, é possível fazer o acompanhamento do período e ovulação de outras formas como:

Este tipo de planejamento familiar tem um nível de eficácia de até 76% contra uma possível gravidez.

14. Contracepção de emergência ou Pílula do dia Seguinte

  • Não protege contra doenças sexualmente transmissíveis

Quando nenhum método contraceptivo esta sendo usado ou o controle de natalidade foi falho (como ter relações nos dias férteis), existem as pílulas do dia seguinte que podem ser tomadas até 72h após para reduzir os riscos da gravidez.

Quanto mais cedo tomar, mais eficaz. Saiba mais aqui >> Pílula do Dia Seguinte: como usar, preço e tudo que você precisa saber

15. Esterilização Vasectomia ou Laqueadura

  • Não protege contra doenças sexualmente transmissíveis

Homens podem fazer uma vasectomia e mulheres podem fazer a laqueadura. Estes procedimentos são eficazes em até 99% contra uma possível gravidez, no entanto, a fertilidade pode ser afetada.

A vasectomia pode ser revertida em alguns casos.

A laqueadura é permanente. Mesmo assim, em casos raros, o fechamento e selamento das trompas de falópio feito na laqueadura, pode se reconectar e resultar em um gravidez.

Quando fazer um teste de gravidez

Sempre que houver uma suspeita de possível gravidez, a mulher pode fazer um teste de gravidez de farmácia ou um teste de sangue para detectar uma possível gravidez.

Saiba se você pode estar grávida >> Teste de Gravidez Online: Será que você esta grávida? Tire dúvidas


Like it? Share with your friends!

What's Your Reaction?

Uau Uau
2
Uau
Gostei Gostei
2
Gostei
Amei Amei
2
Amei
Ouwn Ouwn
1
Ouwn
error: Este conteúdo é protegido pelas leis de direitos autorais, não copie, compartilhe. :)