Translucência Nucal: o que é este exame e para quê serve

O exame de translucência nucal pode fornecer informações importantes sobre o desenvolvimento do feto.1 min


translucência nucal

O que é translucência nucal?

Translucência nucal é uma quantidade de fluído sob a pele na nuca do bebê. Durante o exame, a quantidade do líquido é medida em uma ultrassonografia de translucência nucal.

>> Ultrassom na gravidez: saiba quais são e para quê servem

Quando fazer o exame de translucência nucal?

Por que fazer um exame de translucência nucal?

O exame serve para verificar a possibilidade do bebê ter Síndrome de Down, síndrome de Edward (trissomia do cromossomo 18), trissomia do cromossomo 13 e muitas outras anomalias cromossômicas, bem como problemas cardíacos .

Os resultados apresentam quais as chances. Por exemplo, se o exame indicar que suas chances de ter um bebê com síndrome de Down é de 1000, isso significa que para cada mil bebês em seu nível de chances, um poderá ter a síndrome.

Uma chance de 1 para 150 é considerada alta.

Outros testes como a amniocentese, pode indicar com certeza problemas genéticos e presença da síndrome.

>> Amniocentese ou Teste do Líquido Amniótico: Saiba Tudo

O exame de translucência nucal possui menos riscos comparados a exames mais invasivos, por isso ele é solicitado primeiro. Além disso, ele é combinado com um exame de sangue e outros fatores.

>> Exame de Sangue de Gravidez: Saiba Tudo

Quem precisa fazer?

O exame de translucência é feito no primeiro trimestre de gravidez. Ele é seguro e opcional. No entanto, é importante fazer. É uma forma de identificar possíveis defeitos congênitos e cardíacos.

>> Primeiro Trimestre de Gravidez: Dicas e Cuidados

Isto ajuda a família a se preparar para o nascimento do bebê, pois, o conhecimento dos possíveis riscos permitire um maior monitoramento durante a gravidez, além de oferecer opções de parto (hospital especial, disponibilidade do cirurgião pediátrico).

>> Tipos de parto: normal, natural, cesárea e curiosidades

O que o teste faz?

São duas etapas. A primeira é um exame de sangue para verificar os níveis de proteína plasmática A associada à gestação e gonadotrofina coriônica humana (HCG).

A segunda etapa é um exame de ultrassonografia que avalia o tamanho do osso nasal do bebê e o fluído atrás do seu pescoço.

Todos estes resultados combinados fornecem parâmetros para o médico detectar a presença de problemas através de porcentagem de risco e não um diagnóstico.

Lembre-se que o teste não fornece um diagnóstico, apenas uma possível chance e sua porcentagem.


Like it? Share with your friends!

What's Your Reaction?

Uau Uau
0
Uau
Gostei Gostei
0
Gostei
Amei Amei
0
Amei
Ouwn Ouwn
0
Ouwn
error: Este conteúdo é protegido pelas leis de direitos autorais, não copie, compartilhe. :)