Cocô do bebê: o mecônio, cores diferentes e tudo que você precisa saber

7 min


cocô do bebê

Somente virando mãe para se preocupar com o cocô do bebê e suas cores.

É sério, o cocô do bebê é um tema muito falado entre mães. Imagine o diálogo: “oi, tudo bem? O cocô do meu bebê esta verde e do seu?” – No mundo das mães, esta é uma conversa totalmente normal.

É universal que mães e pais comecem a falar sobre o cocô do bebê tanto quando perguntam sobre a previsão do tempo.

O cocô do bebê – a cor, consistência e quantidade – pode fornecer pistas importantes para a saúde do seu bebê.

Antes de mais nada, vamos esclarecer: côco, coco ou cocô?

A palavra côco não existe na língua portuguesa.
Cocô trata-se das fezes. No caso deste artigo, as do bebê. Falaremos sobre o cocô do bebê.
Coco sem acento é a fruta derivada do coqueiro.

Mecônio: o primeiro cocô do bebê

Mecônio é o nome dado as primeiras fezes do bebê assim que nasce. Ele tem a cor quase preto, é pegajoso e composto de tudo o que o bebê ingeriu dentro do útero. Com os dias e a amamentação, o cocô do bebê muda de cor para algo mais laranja, amarelo e aguado.

Se o bebê não estiver fazendo cocô nos primeiros dias de vida, pode ser um sinal de que ele não está recebendo quantidade adequada de leite materno ou leite de fórmula. Neste caso, o pediatra precisa ser consultado imediatamente.

>> Seu bebê está recebendo leite materno suficiente?

Quantas vezes um recém nascido deve fazer cocô?

A expectativa é que o bebê faça cocô depois de todas as mamadas, tanto no peito quanto na mamadeira. No entanto, bebês que mamam apenas no peito podem ficar sem fazer cocô por até 7 dias e isto ainda é considerado normal.

O cocô do bebê que mama no peito é amarelo, escorregadio e líquido. O do bebê que usa fórmula pode ser mais escuro e mais espesso.

Após a sexta semana, há uma mudança e o bebê começa a fazer um pouco menos de cocô, em vez de fazer após cada mamada. Os hábitos vão mudando ao longo do tempo e conforme o bebê cresce.

>> Como cuidar de um recém-nascido: dicas para quando seu bebê chegar

Cocô do bebê amamentado:

O leite materno é digerido de forma diferente da fórmula, não é incomum que um bebê amamentado faça xixi regularmente (criando de seis a oito fraldas molhadas por dia), mas não fazer cocô por vários dias. É comum um bebê amamentado passar dois ou três dias sem fazer cocô e é possível que ele fique até sete dias.

Se o bebê esta tranquilo e sua barriga está macia, ele provavelmente está bem. Se a barriga estiver rígida e o bebê desconfortável, pode ser um sinal de que ele está constipado.

>> Leite materno é forte: não tenha dúvidas a respeito disto

Cocô do bebê alimentado com fórmula:

O cocô do bebê que usa fórmula é mais pastoso e sua cor pode variar de amarelo a marrom esverdeado ou marrom. Eles fazem cocô pelo menos uma vez ao dia. Se o bebê não fizer cocô por dois dias ou mais, isto significa constipação.

É importante falar com o pediatra sobre isso, pois estar constipado usando fórmula pode significa algum tipo de alergia alimentar ou necessidade de troca de fórmula.

>> Alimentação com fórmula para bebês: o que é preciso saber

Cor do cocô – o que significa cada cor

A cocô do bebê também é um indicativo de sua saúde. No entanto, é preciso entender as variações para não entrar em pânico. A alimentação do bebê pode interferir no processo, por exemplo: se uma criança tiver comido beterraba no almoço, é preciso ficar atento para não confundir isso com sangue.

cocô do bebê

Cocô de bebê verde escuro e verde claro

Bebês que usam fórmula tende a ter cocô verde amarelado e escuro. O ferro que contêm na fórmula pode ser o causador desta tonalidade. Quando o bebê esta com dentes nascendo ou se recuperando de um problema de estômago, esta cor aparece.

Quando esta cor esta associada a mamadas (de fórmula) exigentes e desconforto, é preciso estar atenta a possíveis alergias alimentares ou APLV.

>> Alergia à proteína do leite de vaca (APLV): o que é e será que meu filho tem?

Para um bebê amamentado, pode sinalizar outra coisa. Cocô de bebê verde claro em uma criança amamentada, especialmente se for espumante, pode significar que ele está tomando muito do primeiro leite e não o suficiente do leite mais gordo. Tente manter o bebê em um seio por mamada ou ordenhe um pouco de leite antes dele mamar veja se isso resolve o problema.

>> Tipos de leite materno: saiba quais são e os benefícios

Cocô de bebê branco a tons de cinza

Este pode ser um sinal de quê o fígado ou a vesícula biliar não esteja funcionando corretamente. Pode acontecer em bebês que mamam no peito e que usam fórmula e definitivamente merece atenção redobrada. É preciso entrar em contato com o pediatra.

Cocô de bebê laranja

Alimentos causar esta tonalidade. Desde cenoura, medicamento com corantes e alimentos coloridos artificialmente. Em bebês amamentados, quando a mãe come ou toma coisas coloridas, pode acontecer de seu leite ter este tom e o cocô do bebê também. Esta tonalidade geralmente não indica nenhum tipo de problema.

>> Cor do leite materno: existe uma cor normal e padrão?

Cocô de bebê vermelho ou sangue no cocô do bebê

Linhas vermelhas no cocô do bebê podem ser desde pedaços de beterraba, se o bebê já se alimenta. Ou sangue causado por rachaduras nos mamilos durante a amamentação.

>> Sangue no leite materno: causas e como resolver

Manchas vermelhas também podem aparecer se o bebê estiver constipado e se esforçar muito para fazer cocô. Um cocô sangrento ou vermelho vivo, pode indicar uma infecção, alergia, lesões ou outras preocupações médicas e o pediatra precisa ser consultado. O sangue no cocô também pode estar associado a um sintoma de APLV, junto com outros sintomas.

Cocô de bebê preto

Recém-nascidos fazem o mecônio como primeiro cocô e ele tem uma tonalidade quase totalmente preto. Se a partir do terceiro dia de vida, o bebê ainda fizer cocô nesta tonalidade, é provável que não esteja recebendo leite suficiente.

>> Seu bebê está recebendo leite materno suficiente?

Cocô preto em bebês mais velhos, pode indicar resquícios do suplemento de ferro que o bebê toma. O sangue também pode deixar o cocô com uma tonalidade quase preto, pois ele muda sua tonalidade quando passa para o intestino. Converse com o pediatra.

Cocô de bebê amarelo, alaranjado e em tons marrom

Estas cores são normais. Em alimentação com fórmula ou leite materno. O ideal é que as tonalidades sejam de amarelo para marrom e estará tudo bem. Amarelo ou laranja brilhantes, podem indicar corantes alimentares, medicamentos ingeridos tanto pela mãe quanto pelo bebê. Não há preocupações neste caso.

Como ajudar o bebê constipado a fazer cocô

Razões comuns pelas quais o bebê não está fazendo cocô:

  • Desidratação
  • Comer alimentos ricos em amido, farinhas e que prendam o intestino (raízes, batatas, bananas, etc)
  • Mudança de horário devido a uma viagem ou nova rotina
  • Alergia ou intolerância alimentar

Em bebês mais velhos, especialmente aqueles que estão em introdução alimentar, a constipação costuma ser uma adaptação aos novos alimentos. Invista em alimentos que soltem o intestino.

>> Papinha de ameixa laxante para o bebê

Também pode indicar uma mudança na rotina: o bebê só vai fazer cocô na creche nova, por exemplo, quando se sentir a vontade lá.

O que fazer para ajudar o bebê a fazer cocô:

1. Bicicletinha 

Movimentar as perninhas do bebês delicadamente como se ele estivesse andando de bicicleta. Isto estimula o sistema digestivo. Bebês mais velhos não precisam deste truque já que engatinhar, andar, rolar e escalar ajuda a manter tudo em movimento.

2. Banho

O banho morno estimula e relaxa os músculos, ajudando os intestinos a se movimentarem.

3. Água

A constipação pode ser sinal de desidratação, então, tomar água resolve. Se o bebê mama no peito, pode ser sinal de quê ele precisa mamar mais vezes ou receber a fórmula mais vezes.

>> Moleira do bebê: quais os cuidados que devemos ter?

4. Frutas, grãos integrais e vegetais

O alto teor de fibras contido nos vegetais ajudam a lidar com a constipação. Grãos integrais como arroz integral, ajudam a amolecer o cocô do bebê. Ameixas, pêssegos, pêras, mamão e frutas que soltam o intestino podem ajudar bebês maiores que já estão na introdução alimentar.

>> Papinha de ameixa laxante para o bebê

Bebês que menores de 6 meses não devem fazer uso de alimentos, por isso, outras estratégias devem ser utilizadas.

>> Introdução alimentar com 6 meses de idade: a melhor opção

Pode usar supositórios em bebês para constipação?

Supositórios só devem ser usados com indicação médica e seu uso deve ser restrito. O uso constante “vicia” o intestino do bebê a só funcionar com ele, o que não é, de forma alguma, recomendado. Bebês menores de 1 ano não devem usar. Evite o uso sem indicação médica e tente outras estratégias.

Tipos de cocô de bebê

Diarréia em bebês

O cocô do recém nascido e de poucos meses geralmente tende a ser mole e líquido. Apesar de parecer, não é uma diarréia. A medida que o bebê cresce, o cocô líquido fica mais pastoso.

Bebês maiores com cocô líquido é sinal de diarréia. Ela pode ser causada por alergias alimentares, APLV, dentes nascendo ou problemas estomacais (algo que a criança comeu e não fez bem). Hidratar a criança é essencial.

Se a diarréia for acompanhada por febre ou se o bebê tiver menos de 3 meses de idade, é importante levar ao médico.

>> Nascimento dos dentes no bebê: como aliviar, odontopediatria e mais

Muco no cocô do bebê

Um sinal comum de dentição ou um resfriado, muco ocasional não é preocupante. No entanto, for frequente ou em grande quantidade, pode ser um problema gastrointestinal e o médico deve ser informado.

Cocô de bebê espumoso

No bebê amamentado, o cocô muito espumoso pode indicar que o bebê esta mamando mais o primeiro leite, com mais água e lactose. Para resolver isto, ordenhar o excesso de leite das mamas antes das mamadas pode ser suficiente. Amamentar na mesma mama por duas vezes seguidas, pode diminuir o excesso de produção de leite nas mamas.

>> Produzir muito leite: hiperlactação é um problema para mãe e bebê

Em um bebê alimentado com fórmula, cocô espumoso pode indicar uma infecção ou alergia. Aliado com outros sintomas, geralmente. E requer que o médico seja informado e consultado.


Like it? Share with your friends!

What's Your Reaction?

Uau Uau
1
Uau
Gostei Gostei
0
Gostei
Amei Amei
1
Amei
Ouwn Ouwn
0
Ouwn

Deixe um Comentário

comments

error: Este conteúdo é protegido pelas leis de direitos autorais, não copie, compartilhe. :)