Tempo de leitura deste artigo:5 minutos

Como os pais geralmente acabam ficando de lado ou não sabem como agir na chegada do bebê, preparei uma lista com 10 dicas para novos pais participarem mais.

Nesta lista de 10 dicas para novos pais participarem mais, não há nada que você, novo pai não seja capaz de fazer e muito menos ações que somente mães podem desempenhar. Na verdade, o que cabe unicamente a mãe é somente a amamentação, de resto, o pai pode e deve participar de tudo.
Aliás, até mesmo durante a amamentação da mãe ele pode ser um parceiro ativo cuidando para que o entorno da nova mãe esteja tranquilo e confortável para que ela possa desempenhar a função da amamentação com mais facilidade e disposição.

Vamos as dicas?

 1. Lembre-se: bebês não quebram, não tenha medo de segurar o seu!

Se você não sabe como segurar um bebê, pergunte a mãe ou quem saiba por perto como fazer e logo se tornará um expert nesta atividade tão deliciosa que é dar colo para o bebê.

2. Novas mães muitas vezes têm altos e baixos emocionais que não são previsíveis.

Seja solidário e ofereça um ouvido quando possível. Aprenda os sinais de alerta da depressão pós-parto e procure ajuda se a situação estiver saindo de controle.

3. Apoie-a com amamentação.

Diga a ela que você está orgulhoso dela e a proteja de comentários que até podem ser bem-intencionados, mas negativos sobre a amamentação. Aprenda sobre os benefícios da amamentação para estimulá-la a conseguir em vez de desestimular a prática. Este é um momento muito importante e cheio de expectativas para as novas mães. Veja a quantidade de artigos de incentivo á amamentação aqui: Incentivo à amamentação

4. Cuide das outras crianças e peça ajuda da família.

Assim a mãe pode se concentrar em sua recuperação e no novo bebê em vez de ter várias funções para desempenhar ao mesmo tempo. E com a ajuda da família, as outras crianças podem ter um pouco mais de atenção, o que provavelmente vão precisar neste momento de mudanças.

5. Pais também podem experimentar o baby blues ou depressão pós-parto.

Muito em sua vida mudou e é importante perceber isso e obter ajuda se você precisar também. A depressão pós-parto e o baby blues não afeta apenas a mãe, pode afetar também o pai, esteja atento para perceber e se cuidar o mais rápido possível.

6. Lembre-se que a única coisa que você não pode fazer é amamentar.

Você pode trocar fraldas, acalmar um bebê chorando, carregar o bebê, brincar com o bebê, dar banho e qualquer coisa para o bebê que precise ser feito..

7. A casa precisa ser cuidada por alguém, que tal você?

Fazer comida para a família, colocar roupas para lavar, lavar as louças entre todas as outras atividades da casa que são responsabilidade de TODA a família e não apenas da mãe. Faça estas coisas, não se coloque em uma posição onde “segura o bebê” para a mãe cuidar de tudo, ela também precisa se recuperar. Ela acaba de gerar e colocar no mundo uma vida, saca? 

8. Tenha os contatos para pedir ajuda caso precise.

Guarde os contatos de todos os profissionais que vocês podem precisar em um atendimento de emergência como pediatra, consultora de amamentação e até mesmo amigos e pessoas da família que se colocaram a disposição para ajudar em qualquer coisa.

9. A mãe vai precisar de sono e cuidados extras enquanto seu corpo se recupera.

Levante-se com o bebê quando você puder, troque, acalme, traga o bebê para ela no meio da noite para ela amamentar. Se você tiver que voltar para o trabalho logo, faça contato com ela durante o dia. A surpreenda na volta com um lanche para todos em vez de terem que se preocupar com janta e outras atividades. A elogie e seja positivo.

10. A vida vai mudar, mesmo.

Lembre-se que um novo bebê na família sempre vai agitar a sua vida um pouco e a de todos os outros da família, mesmo se não for o seu primeiro bebê. Se adaptar as mudanças tão grandes na chegada de um bebê leva tempo. Dê a si mesmo um intervalo se você precisar dele também.

Leia também:

Deixe um Comentário

comments