Carta ao pai que não participa

2 min


495 shares
carta ao pai que não participa
carta ao pai que não participa

Você tem dividido as tarefas domésticas e os cuidados do filho com sua parceira? Esta é uma carta ao pai que não participa.

Não adianta dar desculpas do tipo: “trabalho fora…” por quê essa desculpa já esta ultrapassada e não é uma justificativa. Enquanto você sai para o seu trabalho, sua parceira tem trabalho dobrado em casa.

Ela não tem tempo de comer com os colegas da firma, ter um horário de almoço em paz sem ser chamada a cada 5 minutos, porque ela esta o tempo inteiro de olhos atentos no filho, nas coisas ao seu redor, atendendo os chamados constantes de “mamãe”.

Em casa o lance é “heavy”, tudo é preciso resolver correndo, para garantir a segurança do filho que não pode ficar sozinho em nenhum momento. Banheiro é sempre acompanhada, mesmo nas horas que o que mais se queria era privacidade.

Se você consegue ter um momento em paz no seu trabalho onde seus pensamentos voam, saiba que na vida de uma mãe não há esta possibilidade. Os pensamentos maternos estão sempre cheios e se convergindo com tudo que é preciso organizar, fazer e providenciar diariamente.

A cabeça esta sempre cheia de uma lista interminável de tarefas para executar e que não podem esperar.

Seu trabalho é estressante? Troca um dia com sua parceira pra ver como seus conceitos vão mudar.

A grande maioria dos pais já ficam exaustos com 3 ou 4 horas sozinhos com os filhos. Mães passam 24h por dia dedicadas aos filhos, todos os dias.

E o fim de semana? Você se despede dos colegas, não vê a hora do fim do expediente, tem o caminho de volta pra casa tranquilo com a beleza do fim de semana livre.

Sua parceira não tem isso, cuidar do filho é o dia todo, sem pausa, sem fins de semana, não tem a hora do cafezinho na copa, nem aquela fugidinha básica da mesa pra bater papo e andar pela firma. Trabalhar fora de casa é moleza perto do trabalho de cuidar dos filhos diariamente, saiba disto.

Leia também:

O cansaço de uma mãe além de físico é também emocional.

O tempo inteiro sendo cobrada pelo mundo para ser perfeita e fazer tudo direito sendo que ninguém nunca ensinou nada disto pra ela, o tempo inteiro sendo julgada como culpada por tudo que dá errado quando ela sequer pode dividir as obrigações.

Um filho não nasce sozinho, uma casa não é habitada só pela mãe quando ela é casada. O pai também é responsável pelas tarefas domésticas e cuidados com o filho a partir do momento que coloca ele no mundo.

Todos os pais deveriam saber quais são suas obrigações com os filhos, assim como as mães sabem. Existem coisas que a gente não precisa dizer, as pessoas sabem que é obrigação delas.

Se sua parceira trabalha fora e quando chega tem que dar conta de tudo porque você senta no sofá e vai “fazer suas coisas”, volta lá pra cima e tenta ler esta carta várias vezes pra ver se entende como essa atitude é errada.

E para o pai que participa de tudo: é sua obrigação. Ninguém sai por aí falando: “olha que mãe legal, levou o filho pra passear”.

Veja aqui o que não cuidar e participar da vida do seu filho pode causar: Socorro, meu filho não quer saber do pai
E aqui a visão de um pai que participa: O quê consome todo o meu tempo ao cuidar dos filhos


Like it? Share with your friends!

495 shares

What's Your Reaction?

Uau Uau
0
Uau
Gostei Gostei
0
Gostei
Amei Amei
0
Amei
Ouwn Ouwn
2
Ouwn

Deixe um Comentário

comments

error: Este conteúdo é protegido pelas leis de direitos autorais, não copie, compartilhe. :)