Parto Cesárea: tudo o que você precisa saber

6 min


parto cesárea

O parto cesárea é indicado apenas em situações de risco a mãe e ao bebê.

No entanto, no Brasil, há taxas altas de parto cesárea. Seja por agendamento antecipado ou por motivos que não são realmente indicações para este tipo de cirurgia.

Considerando todos os riscos x benefícios do parto cesárea, é importante que a saúde do bebê e da mãe estejam sempre em primeiro lugar quando esta é a escolha.

Há pessoas que ainda agendam seus partos, mas com as novas diretrizes, muitos médicos estão deixando para fazer isso apenas quando a gestação ultrapassa a semana 40. O que já é um ganho para mãe e bebê.

O que é um parto cesárea?

Muitos dizem que cesárea não é parto, pois parto é a via de nascimento normal e cesárea é uma cirurgia. De fato, em termos médicos, talvez sim. Mas quando se trata do nascimento de um bebê, nada é bem colocado quando vemos apenas os termos médicos. Ou, quando esquecemos a relação emocional que existe com o ato do nascimento em si, independente da via de parto. Certo?

Então, não vamos nos apegar ao que é ou não um parto, segundo os termos médicos. Vamos focar em questões mais relevantes neste artigo. Combinado?

Uma cesariana é uma maneira do bebê nascer. Esse tipo de parto é feito por uma incisão cirúrgica no abdômen e no útero para permitir que um bebê ou bebês nasçam com segurança quando o parto vaginal não é o caminho mais seguro.

O ideal é que um parto cesárea não seja planejado, mas que aconteça em caso de emergência durante o curso do trabalho de parto normal.

Quando uma cesariana é necessária?

1. Prolapso de cordão- com dilatação não completa.
2. Descolamento prematuro da placenta com feto vivo – fora do período expulsivo.
3. Múltiplos como trigêmeos, quadrigêmeos, etc.
4. Placenta prévia parcial ou total (total ou centro parcial).
5. Apresentação córmica (situação transversa) – durante o trabalho de parto (antes pode ser tentado o versão).
6. Ruptura de vasa praevia.
7. Herpes genital com lesão ativa no momento em que se inicia o trabalho de parto.
Fonte: Amorim & duarte (2012)

Riscos do parto cesárea

Uma cesariana é uma cirurgia abdominal importante. Nos casos em que há uma necessidade real, é mais fácil pesar os benefícios em relação aos riscos.

Principais de riscos para a mãe:
  • Infecções
  • Coágulos de sangue
  • Lesão cirúrgica do trato urinário
  • Hemorragia
Riscos para o bebê:
  • Dificuldades respiratórias
  • Aumento do risco de estar na unidade de terapia intensiva neonatal (UTIN)
  • Prematuridade acidental por ocasião da realização da cirurgia
Riscos potenciais para futuras gestações:
  • Ruptura uterina (onde a cicatriz se separa durante a gravidez ou em trabalho de parto)
  • Aumento do risco de colocação placentária anormal em futuros partos, incluindo placenta prévia
  • Cirurgia de emergência para histerectomia
  • Risco de que a placenta cresça através da parede uterina
  • Risco de que a mãe não seja autorizada a tentar um parto vaginal, mesmo que seja uma candidata apropriada devido a políticas hospitalares ou de casas de parto
  • Risco de descolamento da placenta (onde a placenta se separa prematuramente da parede uterina)

Há muitas mulheres que conseguem ter partos normais após uma cesárea. Isto é totalmente possível para muitas. Embora existam riscos adicionais de uma cesariana, deve-se notar também que este é o procedimento cirúrgico mais comum no Brasil. Isso significa que há trabalho constante e melhorias, quando possível, para reduzir esses riscos em todas as frentes.

Aulas de parto:

Fazer aulas de parto com doulas, casas de parto e profissionais atualizados, pode ser útil para te informar sobre como evitar uma cesárea desnecessária.

A decisão pela cesárea:

A cesárea pode ser decidida depois do início de trabalho de parto ou anteriormente devido a situações que exijam a cesárea planejada. O ideal é que sempre que possível, o parto normal seja a primeira opção e que a mãe espere entrar em trabalho de parto.

>> Parto normal: como é, como acontece e você vai sentir muita dor?

Como é o parto cesárea?

Se você não tiver uma epidural (por ter tentando antes o parto normal), você receberá uma anestesia epidural ou raquidiana ou, mais raramente, uma anestesia geral (o que a fará “dormir” para a cirurgia). Após a anestesia, você fará a cirurgia para o nascimento do seu bebê.

A cirurgia começa esfregando seu abdômen e preparando os instrumentos. Seus braços geralmente serão colocados em tábuas que se projetam para longe do corpo. Eles podem ou não ser amarrados nessas placas. 

Diferentes camadas de pele serão cortadas. Essas camadas incluem a pele, o músculo, a fáscia (gordura), o peritônio, o útero e o saco amniótico. Há também outras coisas acontecendo durante esta parte, incluindo a bexiga sendo protegida, sangramento dos vasos sanguíneos estão sendo cauterizados para evitar perda adicional de sangue. Esta é uma das razões pelas quais seu obstetra irá usar uma segunda pessoa para ajudá-lo. Pode ser outro médico da clínica ou alguém contratado pelo hospital que trabalha como assistente de sala de cirurgia (outro médico, assistente médico, enfermeiro registrado, etc.).

Na hora do nascimento, você pode sentir pressão e puxadas. O anestesista ou anestesista está ao seu lado e o ajudará a lidar com essas sensações e com quaisquer outras coisas que você possa sentir durante a cesariana, que nunca deve ser dor.

Se o bebê estiver bem, você poderá colocar o bebê em contato pele a pele com você e iniciar a hora de ouro, momento em quê o bebê é colocado no peito para mamar.

>> Amamentação na primeira hora de vida: a melhor boas vindas ao bebê

Enquanto tudo isso acontece, o médico termina a cirurgia. Ele remove a placenta e começa a costurar suas camadas de pele. Isto costuma levar mais tempo do que a cirurgia em si.

A cesariana pode fazer você pensar que não tem opções. Isso não é verdade. Ainda há muitas questões para você decidir antes de dar à luz.

Perguntas a serem feitas sobre o parto cesárea:

  • Quem pode ir com você para a sala de cirurgia?
  • Pode ter doula para apoiar você e / ou seu parceiro durante ou após o nascimento?
  • Seu bebê será entregue diretamente a você após a cirurgia? (É um direito seu que o bebê vá direto para seu colo, mesmo após a cesárea e tenha a primeira hora de vida nos braços da mãe e todos os outros procedimentos adiados, caso ele tenha nascido bem).
  • Você pode tirar fotos?

Pós-parto cesárea

Como é a recuperação do parto cesárea?

Após o nascimento, você vai se recuperar em uma área do hospital chamada de sala de recuperação. Geralmente haverão outras mães nesta sala se recuperando. Após a primeira hora, você normalmente vai para a sala de pós-parto para monitoramento menos intensivo.

Uma das melhores coisas a fazer para acelerar a recuperação é levantar e andar. Muitas mulheres podem fazer isso quando a dormência desaparece, com algum apoio da equipe. Esse movimento ajuda a curar e diminui o risco de algumas complicações, como coágulos sanguíneos.

A internação típica após um parto cirúrgico é de cerca de quatro dias.

Medicamentos para dor

Você receberá medicação para dor. O controle da dor é muito importante para a sua recuperação. Você não deve pular a medicação. É seguro tomar estes medicamentos durante a amamentação e uma parte importante da sua recuperação. >> Amamentação e o uso de medicamentos

Sua incisão será dolorida e a maioria das mulheres dirá que andar nas primeiras vezes após o parto é doloroso. Lembre-se que caminhar é uma coisa boa, pois acelera a cura.

Sexo após o parto cesárea

Após a quarentena (40 dias pós parto), você pode fazer sexo. Mais saiba que isso é uma folga física, às vezes, você não está emocionalmente pronta e tudo bem. Converse com seu parceiro sobre todas estas mudanças.

>> Sexo depois dos filhos: como fica o casal

Amamentação pós parto cesárea

Amamentar após uma cesárea é totalmente possível e não interfere na produção de leite. O que pode dificultar um pouco é a separação com o bebê (peça para ter a primeira hora de vida com o bebê) e dificuldades no posicionamento por causa da cirurgia. Vencidas estas questões como o medo da cirurgia recente, tudo dará certo.

Tente encontrar uma posição confortável para você e o bebê. Peça ajuda se tiver problemas e confie em você.

>> Posições para Amamentar: as tradicionais

Como evitar uma cesárea?

Cesarianas feitas para verdadeiras emergências médicas não podem ser evitadas. Durante a gestação, informar o médico sobre seus desejo sobre o tipo de parto é a discussão perfeita. Há também maneiras de ter um parto vaginal, certificando-se de que seu médico tem uma taxa baixa de cesárea e isto realmente faz muita diferença. Verifique no seu plano se saúde qual a taxa de cesárea do médico que te atende e do hospital que você pretende ter o bebê.

Se você for ter seu bebê em um hospital público, tente se informar na maternidade quais são os procedimentos para cesárea e se possível, tente encontrar um hospital que tenha o selo de Amigo da Criança. Veja a lista aqui >> Lista de Hospitais Amigo da Criança


Like it? Share with your friends!

What's Your Reaction?

Uau Uau
0
Uau
Gostei Gostei
0
Gostei
Amei Amei
0
Amei
Ouwn Ouwn
0
Ouwn

Deixe um Comentário

comments

error: Este conteúdo é protegido pelas leis de direitos autorais, não copie, compartilhe. :)