Gravidez ectópica: sintomas, causas, riscos e tratamento

2 min


gravidez ectópica

gravidez ectópica ocorre quando o óvulo fertilizado se fixa em um local diferente do útero.

Geralmente a gravidez ectópica ocorre na tuba uterina e por vezes, é designada como uma gravidez tubária. As trompas de falópio não servem para manter um embrião e fazê-lo crescer.

Por este motivo, um óvulo fertilizado em uma gravidez tubária não se desenvolve e precisa ser removido.

A gravidez ectópica acontece em média de 1 a 50 gestações.

O que causa uma gravidez ectópica?

  • Infecção ou inflamação das trompas de falópio
  • Tecido cicatricial de uma infecção anterior ou um procedimento cirúrgico
  • Cirurgias na área pélvica que causam aderências
  • Crescimento anormal ou defeito congênito

>> Parto Cesárea: tudo o que você precisa saber

Quem corre o risco de ter uma gravidez ectópica?

Existem alguns fatores de riscos para que uma gravidez ectópica possa acontecer, eles são:

  • Idade da mulher entre 35 a 44 anos
  • Gravidez ectópica anterior
  • Cirurgia pélvica ou abdominal anterior
  • Doença Inflamatória Pélvica (DIP)
  • Vários abortos induzidos
  • Engravidar depois de ligadura nas trompas ou enquanto um DIU estiver no lugar
  • Fumar
  • Endometriose
  • Tratamentos de fertilidade ou uso de medicamentos para fertilidade

>> Ultrassom Morfológico na gravidez: o que é e como funciona

Sintomas de uma gravidez ectópica:

Os sintomas comuns de gravidez também podem estar relacionados a uma gravidez tubária. Além disso, outros sintomas podem indicar o problema:

  • Dor aguda ou penetrante na pelve, abdômen e até no ombro e pescoço. Esta dor pode ir e vir e variar de intensidade.
  • Sangramento vaginal mais pesado ou mais leve que o período menstrual normal.
  • Problemas gastrointestinais.
  • Fraqueza, tontura ou desmaio.

É preciso consultar um médico no caso de sangramentos e dores agudas que durem mais do que alguns minutos.

>> Nidação ou implantação: o que é e quais os sintomas?

Como se descobre uma gravidez tubária?

A gravidez ectópica ou tubária são descobertas em exames feitos por um médico. O exame pode ser feito através de ultrassom e medindo os níveis de HCG e progesterona em seu sangue. Níveis muito baixos de HCG e progesterona, geram suspeitas.

Tratamento para gravidez ectópica:

Infelizmente uma gravidez deste tipo não permite o desenvolvimento do feto e coloca em risco a saúde da mulher. Por este motivo, ela é interrompida. Medicamentos podem ser usados para que o corpo absorva o tecido da gravidez e salve a tuba uterina para possíveis tentativas futuras.

>> Concepção: como acontece o encontro entre óvulo e espermatozóide

Em alguns casos de rompimento da tuba uterina, cirurgias de emergência podem ser necessárias.

O médico também pode realizar uma laparoscopia com cirurgia geral. Este procedimento remove a gravidez ectópica, repara ou remove a trompa de falópio. Depende da gravidade do caso.

É possível engravidar novamente após uma gravidez ectópica?

Sim, é possível. Tudo depende de seu quadro médico e os motivos de você ter tido o problema. Se as trompas de falópio se mantiverem íntegras, as chances de uma nova gravidez bem sucedida são de 60%.

>> Como calcular o período fértil: conheça seu ciclo

Referências:

MedlinePlus [Internet]. Bethesda (MD): National Library of Medicine (US); [updated 2006 Feb 21]. Pregnancy Loss; [updated 2006 Feb 22; reviewed 2006 Feb 7; cited 2006 Feb 22]. Available from: http://www.nlm.nih.gov/medlineplus/pregnancyloss.html Williams Obstetrics Twenty-Second Ed. Cunningham, F. Gary, et al, Ch. 10. MedlinePlus [Internet]. Bethesda (MD): National Library of Medicine (US); [updated 2006 Feb 21]. Ectopic Pregnancy; [updated 2010 Feb 21;] Available from http://www.nlm.nih.gov/medlineplus/ency/article/000895.htm


Like it? Share with your friends!

What's Your Reaction?

Uau Uau
0
Uau
Gostei Gostei
0
Gostei
Amei Amei
0
Amei
Ouwn Ouwn
0
Ouwn

Deixe um Comentário

comments

error: Este conteúdo é protegido pelas leis de direitos autorais, não copie, compartilhe. :)