10 conselhos para mães de meninos: eles podem mostrar seus sentimentos

3 min


524 shares
10 conselhos para mães de meninos
10 conselhos para mães de meninos

Eu sou mãe de um menininho ruivinho muito carinhoso, esperto e charmoso e por isso resolvi escrever 10 conselhos para mães de meninos, que é o que sigo em casa e me ajuda a ter um norte em sua criação.

Hoje em dia é preciso ter em mente que existem questões muito delicadas e é preciso ter cuidado quando se cria meninos ou meninas para não frustá-los com preconceitos que estão arraigados em nossa criação, mas que sabemos e queremos ao menos tentar fazer diferente.

1. Não prive seu filho de brincar com o brinquedo que ele quiser.

Todos os brinquedos são de criança e não deveriam ter gênero determinado ou cores que determinam isto. Se o seu filho quiser brincar com uma boneca, a única coisa que pode se tornar quando crescer é um bom pai. 😉

2. Deixe que seu menino use as cores que quiser.

Sem preconceitos de cores, da mesma forma que as meninas lamentam as vezes encontrarem apenas coisas rosas para elas, os meninos também lamentam o mundo inteiro ser azul para eles. Diversifique, sem neura.

3. Meninos também choram.

Não diga para seu filho que “meninos não choram”, isto é muito triste e cruel porque eles também choram e não podem ser privados disto desde cedo, o permita sentir!

4. Eles também podem ser sensíveis e tímidos.

Esqueça os estereótipos de que menino é bagunceiro e meninas são comportadas. Isto não é real e rotular seu filho não é saudável para ele, falamos sobre isto aqui: não rotule seu filho. Eu era uma menina-moleca. Subia em árvore, brincava de carrinho de rolemã, pipa, entre outras coisas e fui feliz fazendo tudo isto. 😉

5. Deixe seu menino ter amigas.

Algumas pessoas entoam em coro: menino brinca com menino e menina com menina. Não faça isto, somente quando convivemos com as diferenças é que aprendemos a lidar com elas e respeitá-las. Se o seu menino tiver amigas meninas ele também vai aprender a tratá-las como igual e isso é muito legal.

6. Meninos também precisam de abraços, beijos e muito carinho.

Alguns estudos indicam que meninos tem menos contato físico com os pais do que as meninas, porque são meninos e a cultura preconceituosa acaba dizendo que meninos precisam ser “fortes”, assim os pequenos acabam tendo menos abraços, beijos e demonstrações de afeto que as meninas. Fique atenta, não deixe isto acontecer em sua casa: abrace, beije, elogie e dê muito carinho para o seu menino.

7. A agressividade ser coisa de meninos não é real.

Apesar deles terem doses maiores de testosterona, isso não significa que seja normal bater nas pessoas pelo seu gênero. Todas as crianças passam por fases em que batem tanto nos pais quanto em outras crianças, não entenda isto como uma característica apenas dos meninos, ensine que não pode bater em ninguém e siga o jogo.

8. Eles falam menos?

Muitas pessoas dizem que meninas falam mais rápido que os meninos e que eles são mais calados mesmo, não entenda isto como regra. Existem meninas que falam menos que os meninos e vice-versa. Muitas características das crianças estão relacionadas a sua personalidade e ao entorno em que vivem e não ao seu gênero. Desapegue!

9. Não pense que eles “mamam” mais que as meninas e são gulosos.

Esta é mito, mitão. Daqueles que mães cantam em coro umas para as outras e digo isto com conhecimento de causa (em amamentação). Bebês no geral mamam muito, a todo momento, principalmente nos primeiros meses e isto não tem nada a ver com ser menino ou menina, mas sim com as características de cada um, dinâmica familiar e a própria realidade da amamentação.

Então não pense que o comportamento da mamada esta relacionada com o fato de se ter um menino. Aproveite e veja o que já escrevi sobre isto: Qual o comportamento do seu bebê durante a mamada

10. Ensine os afazeres domésticos.

O quê? Isto significa independência. Um dia seu bebê poderá morar sozinho, quem sabe, e saber se virar em uma casa é essencial, ou melhor, um dia ele pode se casar e saber fazer as coisas para dividir as obrigações com sua parceira é mais do que importante.

O blog do Google, Think Google escreveu sobre Masculinidade Tóxica, o que nos faz entender em números o cenário da vida de um menino que vira homem.

Acesse o link e veja como os meninos sofrem quando são privados dos sentimentos e criados com regras do tipo: “isso é coisa de menino ou menina”, aqui: A Nova Masculinidade e os Homens Brasileiros

Vamos tentar evitar os rótulos e preconceitos. Eles irão crescer e serão o tempo inteiro testados para mostrar sua masculinidade em grupos de amigos e lugares que frequentarem, ainda que eles não queiram demonstrar nada a ninguém.

O ensine a ter segurança sobre quem ele realmente é e mostre que ele não precisa provar nada para ninguém.

Leia também:

 


Like it? Share with your friends!

524 shares

What's Your Reaction?

Uau Uau
0
Uau
Gostei Gostei
0
Gostei
Amei Amei
0
Amei
Ouwn Ouwn
0
Ouwn

Deixe um Comentário

comments

error: Este conteúdo é protegido pelas leis de direitos autorais, não copie, compartilhe. :)