Mães que trabalham em casa: 6 maneiras de aliviar o estresse

4 min


287 shares
Mães que trabalham em casa

Ficou confusa com o “mães que trabalham em casa” e acha que estou falando das que fazem home-office?

Não apenas. Quando falo sobre mães que trabalham em casa, me refiro a todas. Ora, toda mãe que esta em casa, sem um emprego externo, esta trabalhando também. O dia inteiro, sem folga a semana inteira, mesmo nos fins de semana. Pois criar uma criança e administrar uma casa sozinha dá muito trabalho.

Ainda que estar em casa com os filhos e vê-los crescerem seja maravilhoso e muito gratificante, quando aliamos isso a todas as outras funções diárias, o cansaço e o estresse podem tomar conta. Principalmente em dias mais pesados quando o filho fica doente, esta irritado ou há uma série de atividades domésticas em atraso.

A maioria das mães se movimentam desde as primeiras horas do dia quando o filho acorda, até o fim do dia quando ele finalmente cai no sono. E ainda assim, quando o filho finalmente dorme, muitas ainda vão adiantar o que não deu para ser feito durante o dia.

Ser mãe em tempo integral é um trabalho muito amado e olhando de fora, parece que é fácil para muitos, mas não é tão simples assim.

Toda mãe, tanto as que trabalham em casa como as que trabalham fora, dão o melhor pelo seus filhos e tentam corresponder as expectativas o tempo inteiro.

As dicas a seguir vão ajudar as mães que trabalham em casa a manter alguma sanidade e alívio do estresse em suas vidas ativas.

1. Planeje e organize-se.

Ser organizada é uma habilidade vital para ser mãe em tempo integral, assim como é para as mães que trabalham fora. Se você se antecipar a tudo que pode te causar estresse com mais organização diária, você terá menos crises. Simplifique a rotina para ter menos agitação e não esquecer coisas. Veja aqui: 7 maneiras de simplificar sua rotina familiar

2. Defina seus limites.

Ser mãe é estar de plantão dia e noite, todo dia. E porque você tem a sensação de não estar em um trabalho habitual, apesar de trabalhar muito, acaba fazendo todas as atividades diárias sem parar. É preciso definir limites e se desapegar de alguns “serviços” diários para se dar um tempo de descanso. Mães geralmente fazem o trabalho de duas pessoas ou mais, mas é importante definir as prioridades para não entrar em exaustão.

3. Permaneça conectada com seus filhos

Uma das principais razões pelas quais as mulheres escolhem ficar em casa é para passar mais tempo com seus filhos durante todo o dia e desfrutar dos momentos especiais de seus anos de crescimento.

Além disso, o trabalho doméstico precisa ser feito, o jantar precisa ser feito e as crianças precisam de atividades sociais. Infelizmente, às vezes as mães acabam tentando mais do que cumprir esses padrões cozinhando refeições gourmet, mantendo a casa impecável e entram em círculos viciosos de atividades que que se tornam mais estressantes do que deverias ser!

Lembre-se do que é realmente importante: o tempo de qualidade com seus filhos! Se você achar que está trabalhando demais para manter tudo perfeito, deixe a casa para depois um pouco, encontre receitas rápidas e fáceis e apenas se divirta com seus filhos. Eles crescem tão rápido!

4. Se cuide

Como você já sabe, se você não está no seu melhor fisicamente e emocionalmente, você não será o seu melhor para seus filhos.
Para manter o tipo de resistência necessária para acompanhar as crianças o dia todo, é importante que as mães cuidem de si mesmas da maneira como cuidam de seus filhos: recebendo bastante sono, comida saudável e pelo menos com algum “tempo sem fazer nada”. Também é importante desfrutar de tantos abraços quanto os que você dá em seus filhos, para recarregar suas energias.

5. Divida as tarefas!

Muitas vezes fazemos tudo o que diz respeito aos cuidados da casa e cuidados infantis sem nenhuma ajuda. Torne seu trabalho mais fácil ao listar e dividir a ajuda que vai precisar das crianças de acordo com a idade delas e não se esqueça de solicitar (sim, as vezes precisamos deixar muito claro pra eles) a parceria do seu parceiro na divisão de tarefas.

Crianças podem varrer um chão, tirar pratos e ajudar cozinhar refeições. Mesmo as crianças pequenas podem ajudar com certas tarefas domésticas, como recolher seus brinquedos. Participar das tarefas domésticas, além de ensinar seus filhos que isso é obrigação de todos da casa, vai lhes dar autoconfiança.

6. Foco no gerenciamento do estresse

Quando estão estressadas, as mães que ficam em casa muitas vezes se vêem exaustas emocionalmente para além de tudo, se conectarem com seus filhos ou parceiros(a), o que pode tornar tudo mais conflituoso. Portanto, ter uma postura pró-ativa sobre o gerenciamento do estresse é muito importante.

Exercícios de respiração e técnicas de reformular uma situação estressante (diferentes maneiras de olhar para uma situação estressante) podem ajudar no pico do problema, as melhores estratégias a longo prazo da gerência do estresse são exercícios regulares ou meditação, um passatempo, um círculo social de suporte (amigas mães são uma boa estratégia porque vão te entender), aliviam significativamente o estresse de mães que estão em casa.

Além dessas práticas de gerenciamento de estresse para mães, é importante (e muitas vezes esquecido) pensar no estresse das crianças em mente (sim, elas também se estressam). Mesmo as crianças pequenas podem se beneficiar de práticas de alívio do estresse como respiração profunda, tempo de silêncio com a mãe e massagem.

Leia também:


Like it? Share with your friends!

287 shares

What's Your Reaction?

Uau Uau
0
Uau
Gostei Gostei
0
Gostei
Amei Amei
0
Amei
Ouwn Ouwn
0
Ouwn

Deixe um Comentário

comments

error: Este conteúdo é protegido pelas leis de direitos autorais, não copie, compartilhe. :)