Leite materno é mágico e amamentar é incrível, segundo a ciência

4 min


6k shares
Leite materno

O leite materno é basicamente mágico, segundo a ciência. Disto, eu não tenho dúvidas.

Sabemos que o leite materno é o melhor alimento para o bebê, o mais completo e adequado. Bem como totalmente adaptado as necessidades do bebê. Que outro alimento seria capaz de mudar como um organismo vivo de acordo com as necessidades individuais de cada bebê? Nenhum!

>> Cheirinho de bebê: a ciência explica porque é irresistível

Se existisse a liga dos alimentos heróis, certamente que o leite materno seria um dos maiores de todos os tempos.

Esta sensação de poder existente no leite materno, mães que amamentam comprovam diariamente quando amamentam seus bebês. Elas notam as diferenças e sabem o quanto o leite materno é ideal e supre as necessidades de seus filhos, ainda que muitos ao seu redor digam o oposto.

Uma mãe sabe: leite materno é incomparável e inabalável.

Para muitos não basta apenas o que a mãe sabe, é preciso mais. E eu gosto de mais, de ciência e pesquisas científicas, para embasar tudo o que já sabemos sobre as maravilhas da amamentação para mãe e bebê.

Vamos ver o que a ciência diz sobre a mágica do leite materno:

1. Leite materno de adapta as necessidades do bebê de acordo com seu sexo.

Leite materno para meninas podem ter menos gordura e proteína do que para meninos, pois suas necessidades biológicas são diferentes. Não se preocupe se você amamenta gêmeos de sexos diferentes, o leite materno vai se equilibrar para atender os dois bebês.

>> Diferenças no leite entre mães de meninos e meninas?

Um estudo de 2012 publicado na revista Nature descobriu que mães empobrecidas no Quênia produziam leite de maior qualidade para filhas x filhos – o que levou os pesquisadores a supor que isso é porque as meninas têm uma chance melhor de aumentar o perfil da família por meio de casamentos benéficos.

2. A composição do leite muda com a idade do bebê

De acordo com um estudo publicado na revista Pediatrics, os teores de gordura e energia no leite de mães que estão em lactação há mais de um ano foram “significativamente aumentados” do que a gordura e energia do leite de mães amamentando bebês mais jovens.

Além disso, outros estudos já associaram mudanças no leite materno para se adaptar a bebês prematuros.

>> Benefícios da amamentação para prematuros

3. Leite materno se adapta com maior quantidade de anticorpos caso o bebê fique doente

Segundo uma pesquisa, se um bebê fica resfriado, o número de leucócitos no leite aumenta para ajudá-lo a combater a doença. Há ainda fortes sugestões científicas de que o refluxo da boca do bebê através do mamilo da mãe pode carregar sinais que indicam a necessidade de mais anticorpos. A boca do bebê envia sinais para o corpo da mãe.

Veja nesta imagem cedida por uma mãe ao nosso portal, como o leite muda para atender o bebê:

Cor do leite materno

>> O leite de mãe se adapta às necessidades do bebê

Quer mais? Quando a mãe beija seu bebê, seus lábios recolhem informações sobre quais são as necessidades do bebê e aumenta os anticorpos também. Incrível e mágico? Muito! Leia mais sobre isto aqui: Beijo de mãe aumenta imunidade de bebês

4. Amamentar reduz a incidência de doenças!

Estudos mostram que crianças amamentadas crescem e experimentam taxas mais baixas de asma e alergias, e a razão pode ser porque os ácidos graxos de cadeia curta encontrados no leite materno são capazes de revestir cólons de bebês e levar a respostas imunológicas mais fortes. Um estudo recente sugeriu que as proteínas humanas encontradas no leite materno podem ajudar na luta contra o câncer.

>> Substância no leite da mãe mata células cancerosas, estudo sugere

5. O leite humano é especialmente projetado para que nossos bebês se tornem mais inteligentes

Embora todas as mães de mamíferos produzam oligossacarídeos no leite materno, as mães humanas possuem uma quantidade muito maior de oligossacarídeos – com cerca de 200 variedades de Oligossacarídeos do Leite Humano (HMOs). Até então, não se sabia o motivo, principalmente porque nossos bebês não conseguem digerir uma quantidade tão grande de oligossacarídeos.

No entanto, pesquisas descobriram que há um motivo para isto, tornar nossos bebês mais inteligentes e escrevi mais sobre aqui: Amamentando o Microbioma: como o leite da mãe alimenta bactérias que protegem o bebê

6. Amamentar ajuda o bebê a regular seu ciclo de sono

Você acorda de madrugada para amamentar seu bebê, ele mama várias e várias durante a noite e você não entende qual a razão disso a não ser alimentá-lo, não é mesmo? Outras pessoas ainda acham que é vício (não acredite nunca nisto) ou costume (nem nisto). No entanto, há razões muito maiores.

Leite de mãe é mágico e nada é por acaso.  Amamentar de madrugada faz com quê o leite produzido durante este período possua níveis mais altos de nucleotídeos promotores do sono do que o leite expresso durante o dia.

>> Amamentar de madrugada ajuda o bebê a dormir melhor.

Eu poderia listar uma série de outros benefícios, inclusive, com artigos e pesquisas que já mencionei aqui mesmo em meu portal. Eu poderia além disso, dizer que amamentar é fácil e simples, mas todas sabemos que não é. Amamentar é um grande desafio para a mãe e ela precisa de apoio, incentivo e muita informação durante o processo.

Precisa inclusive pedir ajuda sempre que achar necessário durante esta jornada tão desafiadora. Pode ser reconfortante saber que, apesar dos desafios diários, há um pouco de mágica com muito embasamento científico no que você esta oferecendo para seu filho todos os dias.

Imagem de capa: Tammy Nicole Photography

Leia também:

 

 


Like it? Share with your friends!

6k shares

What's Your Reaction?

Uau Uau
0
Uau
Gostei Gostei
0
Gostei
Amei Amei
3
Amei
Ouwn Ouwn
0
Ouwn

Deixe um Comentário

comments

error: Este conteúdo é protegido pelas leis de direitos autorais, não copie, compartilhe. :)