Pense duas vezes antes de deixar estranhos beijar seu bebê

2 min


1.8k shares
beijar seu bebê

Antes de deixar estranhos beijar seu bebê é melhor pensar duas vezes no risco que isto pode representar.

Ninguém resiste a bochechas gordinhas de bebê. Bebês realmente fazem as pessoas desenvolverem um sentimento de empatia e aquela vontade de apertar e beijar, no entanto, deixar um estranho beijar seu bebê pode não ser uma boa idéia, além de ser bem estranho.

Claire Henderson, uma mãe em Doncaster do Reino Unido, recentemente postou fotos de seu bebê hospitalizado com feridas de herpes. Infelizmente, o bebê tinha sido beijado perto dos lábios e os médicos encontraram o vírus da herpes no queixo, bochechas e lábios.

Como sabemos, estas feridas são causadas pelo vírus da herpes e muitas pessoas têm herpes sem nem mesmo saber.

Existem dois tipos diferentes de vírus da herpes, o vírus da herpes oral (HSV-1) e o vírus do herpes genital (HSV-2). Mais de metade da população carrega a versão oral do vírus da herpes.

E o perigo para os bebês é que com menos de três meses de idade, eles são incapazes de combater o vírus e ele pode se tornar um risco mortal em pouco tempo.

A Academia Americana de Pediatria adverte que a herpes em bebês pode causar doenças graves. Em crianças mais velhas e adultos, o vírus da herpes pode simplesmente executar o seu curso, evocar feridas e depois passar. Mas a herpes em bebês, especialmente recém-nascidos, sempre requer hospitalização e tratamento. O vírus em uma forma (HSV-1) pode ser passado para o bebê através de beijos e até mesmo de mãe para filho durante o nascimento pela herpes genital.

Em recém-nascidos, o vírus ataca o “fígado, pulmões e sistema nervoso central, bem como a pele, olhos e boca”, diz a AAP. Mesmo com medicação e tratamento adequado, a AAP adverte que a herpes pode causar “doença grave e até mesmo a morte”. E naturalmente, qualquer um que tenha pego herpes pela primeira vez será um portador do vírus para o resto da vida.

De acordo com a AAP, alguns sintomas da herpes em bebês incluem:

  • Erupção cutânea
  • Febre
  • Irritação das pálpebras ou olhos no primeiro mês de vida
  • Glândulas inchadas
  • Perda de apetite

Moral da história:

Não deixe que estranhos ou pessoas que você não conhece bem sobre o histórico médico (ou seja, a maioria, até mesmo parentes) beije seu bebê perto da boca ou na boca, até mesmo nas bochechas é questionável. 85% da população é portadora do vírus até mesmo sem saber.

Se você tiver Herpes e ter conhecimento disto, evite beijar seu bebê quando as feridas estiverem ativas, espere sarar antes. Ao menor sinal de feridas nos lábios, evite beijar qualquer um de seus filhos lhes dando selinhos ou beijos muito próximos a boca. Esta é uma medida de segurança para manter a saúde de seu bebê e crianças em dia.

Claro que se você não tiver a doença ou feridas na boca, beijar seu bebê além de saudável é também aconselhado, veja aqui: Beijo de mãe aumenta imunidade de bebês.

Leia também:

Fontes:
Herpes Simplex Virus (Cold Sores). (August, 2015).HealthyChildren.org. American Academy of Pediatrics. Accessed online October 9, 2015: https://www.healthychildren.org/English/health issues/conditions/skin/Pages/Herpes-Simplex-Virus-Cold-Sores.aspx.
David W. Kimberlin, MD & Jill Baley, MD. (February 2013). Guidance on Management of Asymptomatic Neonates Born to Women With Active Genital Herpes Lesions. Pediatrics. Accessed 9, October 15: http://pediatrics.aappublications.org/content/131/2/e635.full.pdf.
Key Statistics for Herpes Simplex Virus Type 1 (HSV 1). Centers For Disease Control and Prevention. Accessed 9, October 2015: http://wwwn.cdc.gov/nchs/nhanes/bibliography/results.aspx?catid=42&name=Herpes%20Simplex%20Virus%20Type%201%20(HSV%201). 


Like it? Share with your friends!

1.8k shares

What's Your Reaction?

Uau Uau
0
Uau
Gostei Gostei
1
Gostei
Amei Amei
1
Amei
Ouwn Ouwn
0
Ouwn

Deixe um Comentário

comments

error: Este conteúdo é protegido pelas leis de direitos autorais, não copie, compartilhe. :)