Componentes do leite materno: o melhor alimento para o bebê

5 min


1.3k shares
componentes do leite materno

Os componentes do leite materno são um assunto que fascina o tempo inteiro.

Por mais que os componentes do leite materno possuam muitos nutrientes, anticorpos e uma série de fatores benéficos para o bebê, eles ainda se alteram como um organismo vivo se adaptando as necessidades do bebê o tempo inteiro.

Isto significa que se o seu bebê esta gripado, provavelmente os componentes do leite materno irão se alterar para mais anticorpos específicos para ajudar o bebê a se reestabelecer.

As recomendações de amamentação dos principais e mais importantes órgãos de saúde como OMS e Ministério da Saúde preconizam a amamentação exclusiva até os 6 meses de idade, continuada e como principal fonte de alimentação até 1 ano de idade e complementar por 2 anos ou mais.

O leite materno é ideal para bebês e mães. Para bebês, ele protege contra infecções e reduz as taxas de problemas de saúde posteriores, incluindo diabetes, obesidade e asma.

Para a mãe ajuda o útero a contrair e sangrar para cessar mais rápido após o parto. Reduz o risco de câncer de mama e do ovário e também proporciona uma ótima maneira para as mães se relacionarem com seus bebês.

As vantagens da amamentação são numerosas. O leite materno é, em última instância, a melhor fonte de nutrição para o bebê. Muitos componentes do leite materno ajudam a proteger seu bebê contra infecções e doenças. As proteínas no leite materno são mais facilmente digeridas do que a fórmula ou leite de vaca. O cálcio e o ferro no leite materno também são mais facilmente absorvidos.

Nutrientes encontrados no leite materno

Breve visão geral dos componentes do leite materno e os nutrientes que eles fornecem para o seu bebê:

Proteínas

O leite humano contém dois tipos de proteínas: soro e caseína. Aproximadamente 60% é soro e 40% é caseína. Este equilíbrio das proteínas permite uma digestão rápida e fácil.

Quando o leite artificial possui uma porcentagem maior de caseína, ele se torna mais difícil do que o habitual para o bebê digerir. Aproximadamente 60-80% de todas as proteínas no leite humano são proteínas de soro. Essas proteínas possuem excelentes propriedades de proteção contra infecções.

Proteínas específicas encontradas no leite materno e seus benefícios:

  • A lactoferrina inibe o crescimento de bactérias dependentes do ferro no trato gastrointestinal. Isso inibe certos organismos, como coliformes e leveduras, que requerem ferro.
  • O IgA Secretor protege o bebê de vírus e bactérias, especificamente aqueles a quem o bebê, a mãe e a família estão expostos. Também ajuda a proteger contra E. Coli e, possivelmente, alergias. Outras imunoglobulinas, incluindo IgG e IgM, no leite materno também ajudam a proteger contra infecções bacterianas e virais.
  • A lisozima é uma enzima que protege a criança contra E. Coli e Salmonella. Também promove o crescimento da flora intestinal saudável e tem funções anti-inflamatórias.
  • O Fator Bifidus ajuda no crescimento de lactobacillus. O Lactobacillus é uma bactéria benéfica que protege o bebê contra bactérias nocivas criando um ambiente ácido onde não pode sobreviver.

Gorduras

O leite materno também contém gorduras que são essenciais para a saúde do seu bebê e para o desenvolvimento do cérebro. A absorção de vitaminas lipossolúveis são uma fonte de calorias primárias. São necessários ácidos graxos de cadeia longa para o desenvolvimento do sistema nervoso, retina e do sistema nervoso. Eles são depositados no cérebro durante o último trimestre da gravidez e também são encontrados no leite materno.

Vitaminas

As vitaminas lipossolúveis, incluindo as vitaminas A, D, E e K, são todas vitais para a saúde da criança e estão presentes no leite materno. As vitaminas solúveis em água, como vitamina C, riboflavina, niacina e ácido pantotênico também são essenciais.

Carboidratos

A lactose é o principal carboidrato encontrado no leite humano. Isso representa cerca de 40% do total de calorias fornecidas pelo leite materno. A lactose ajuda a diminuir uma grande quantidade de bactérias não saudáveis ​​no estômago, o que melhora a absorção de cálcio, fósforo e magnésio. Isso ajuda a combater doenças e promove o crescimento de bactérias saudáveis ​​no estômago.

Leite materno é o melhor para o seu bebê.

O leite materno tem a combinação perfeita de proteínas, gorduras, vitaminas e carboidratos. Não há nada melhor para a saúde do seu bebê. Os leucócitos são células vivas que só são encontradas no leite materno. Eles ajudam a combater infecções. São os anticorpos, células vivas, enzimas e hormônios que fazem o leite materno ideal. E estes não podem ser adicionados à fórmula.

Componentes do leite materno em comparação com leite de vaca

Todas as espécies de mamíferos produzem leite, mas a composição do leite para cada espécie varia amplamente e outros tipos de leite geralmente são muito diferentes do leite humano.

Como regra geral, o leite de mamíferos que mamam freqüentemente (incluindo bebês humanos) é menos rico ou mais aguado do que o leite de mamíferos que precisam do leite por menos tempo. O leite humano é visivelmente mais fino e mais doce que o leite de vaca, mas não mais fraco.

O leite de vaca contém muito pouco ferro, retinol, vitamina E, vitamina C, vitamina D, gorduras insaturadas ou ácidos graxos essenciais para bebês humanos. 1, 2, 3, 4

O leite de vaca também contém muita proteína, sódio, potássio, fósforo e cloreto, que podem exigir muita pressão e sobrecarregar os rins imaturos de uma criança.

Além disso, as proteínas, gorduras e cálcio no leite de vaca são mais difíceis de digerir e absorver pelo bebê, o que não acontece com os que tomam leite materno.2, 4, 5

O leite artificial e leite de vaca são nutricionalmente inadequados para o bebê e devem ser usados apenas em situações emergenciais, quando o bebê não tem disponível o leite de sua mãe. Alguns bebês são alérgicos à proteína do leite de vaca e este problema pode estar associado a fórmulas infantis derivadas do leite de vaca.6

O que tem em um copo (60ml) de leite materno em comparação ao leite de vaca?

componentes do leite materno

Leia também:

Referências bibliográficas:
1. Department of Health, 1994. Weaning and the weaning diet. Report of the Working Group on the Weaning Diet of the Committee on Medical Aspects of Food Policy. London: HMSO. Report on Health and Social Subjects No 45.
2. FSA, 2002. McCance and Widdowson’s The Composition of Foods, 6th summary edition. Cambridge, England, Royal Society of Chemistry.
3. MedlinePlus Medical Encyclopedia: Cow’s milk for infants and children
4. Martinez GA, Ryan AS, Malec DJ (1985). “Nutrient intakes of American infants and children fed cow’s milk or infant formula”. American Journal of Diseases in Children139 (10): 1010–8. doi:10.1001/archpedi.1985.02140120056027.
5. Osborn, David A.; Sinn, John Kh; Jones, Lisa J. (15 March 2017). “Infant formulas containing hydrolysed protein for prevention of allergic disease and food allergy”The Cochrane Database of Systematic Reviews3: CD003664. ISSN 1469-493XPMID 28293923doi:10.1002/14651858.CD003664.pub4.
6. U.S. Department of Agriculture, Agricultural Research Service. 2004. USDA National Nutrient Database for Standard Reference, Release 17. Nutrient Data Laboratory Home Page, http://www.nal.usda.gov/fnic/foodcomp.


Like it? Share with your friends!

1.3k shares

What's Your Reaction?

Uau Uau
0
Uau
Gostei Gostei
0
Gostei
Amei Amei
3
Amei
Ouwn Ouwn
1
Ouwn

Deixe um Comentário

comments

error: Este conteúdo é protegido pelas leis de direitos autorais, não copie, compartilhe. :)