Do choro do bebê à fala: comunicar, interagir, amar e consolar

2 min


572 shares
choro do bebê
choro do bebê

O choro do bebê é uma forma de se comunicar com você.

Ainda que muitos pais não consigam ouvir o choro do bebê por muito tempo, isto faz parte da natureza para que os pais busquem soluções que acalmem o bebê.

Seu bebê começou a chorar e você se desesperou para tentar entender o que estava acontecendo? Te incomoda o choro do bebê, te deixa inquieta, as vezes confusa e te movimenta pela busca de soluções.

As vezes o bebê só precisa chorar. Sem motivo aparente, como todo ser humano. Ainda assim, é preciso consola-lo.

Somos, desde que nascemos; serem que se comunicam. Que diferente do animal irracional, busca na expressão e comunicação verbal e gestual, uma forma de nos conectar com o outro.

Bebês sempre encontram um jeito se comunicar com os pais. O choro é um destes jeitos. E ele é uma comunicação poderosa.

Ao longo do tempo, a interação comunicacional vai tomando uma dimensão mais complexa e precisa através da fala e dos gestos.

A fala é apenas uma ferramenta de comunicação. Não por menos, surdos desenvolveram uma forma de se comunicar com as LIBRAS (linguagem brasileira de sinais), existem especialistas em leitura labial e em linguagens extra-verbais.

Um bebê gesticula, grita, chora, acena, bate palmas. Possui várias expressões como o sorriso, a cara de bravo, de sério, de triste. Seus resmungos e até mesmo seu olhar comunicam.

Tudo é comunicação. Tudo no ser humano desde seu nascimento e nos anos seguintes é uma grande expressão para se comunicar e interagir com o outro.

Leia também:

Somos como uma teia de conexões e interação. Uma existência plena e cheia de vínculo, nos conecta, nos dá prazer e nos faz sentir menos sozinhos no mundo.

Quando o bebê chora, o que ele busca é: conexão, consolo, interação e vínculo.

A linguagem expressa pelo choro do bebê, o gesticular e se expressar corporalmente excede as limitações de países e são universais. A busca do ser humano, desde os primeiros dias de vida, é por formas para se comunicar e interagir com o outro.

A comunicação não verbal é parte da dinâmica familiar e faz parte do vínculo entre as pessoas, principalmente entre mães e seu bebês.

A comunicação não se trata apenas da fala, mas também de todo o gestual que utilizamos na interação com o todo. Bebês fazem uso destes gestuais e do choro, o tempo inteiro. Olhe pra ele.

Quando seu bebê for um adolescente, ele provavelmente irá voltar para a comunicação não falada para tentar expressar seus sentimentos.

Você vai perceber nos gestos, na postura e até mesmo em uma respirada que mais vai parecer como uma bufada, seu estado de espírito.

Respire fundo e olhe nos olhos do seu filho. Escute o que ele quer te dizer sem palavras desde bebê até quando crescer.

Se comunique.
Façam coisas juntos.
Olhe nos olhos.
Dedique um tempo para conversar, abraçar e amar seu bebê.
Será olhando como você se comunica que ele irá aprender.

Uma das grandes maravilhas do ser humano é sua capacidade de buscar a interação. Buscar experiências e compartilhar emoções, mesmo sem dizer uma palavra.

Lembre-se que não se fabrica tempo.

O tempo junto esta cada vez mais escasso e o vínculo se perde em meio a tantas obrigações. A vida nos engole a cada dia e toma nosso precioso tempo. Nos desconecta das pessoas que mais amamos por quê esquecemos de olhar para elas.

Slow down! Respire fundo, olhe e ouça seu bebê.


Like it? Share with your friends!

572 shares

What's Your Reaction?

Uau Uau
0
Uau
Gostei Gostei
1
Gostei
Amei Amei
0
Amei
Ouwn Ouwn
0
Ouwn

Deixe um Comentário

comments

error: Este conteúdo é protegido pelas leis de direitos autorais, não copie, compartilhe. :)