Tempo de leitura deste artigo:8 minutos

Quando falamos de amamentação, o termo livre demanda é muito usado e muitas mães não entendem muito bem o que ele significa. É importante esclarecer este termo porque ele pode fazer diferença no processo de amamentação.


A livre demanda geralmente deixa dúvidas em muitas mães porque quando dizemos que amamentar em livre demanda é atender as necessidades do bebê e oferecer o peito sempre que ele solicitar ou quando a mãe achar que deve oferecer, ainda assim não parece para muitas o que é, de fato, fazer isso.


Se o seu bebê é recém-nascido:

Isto significa que você vai amamentar a maior parte do tempo e que terá poucas horas de descanso ou que provavelmente terá que aprender a comer com uma mão só, tomar banhos rápidos e não se afastar por muito tempo do bebê durante a amamentação em livre demanda.

Simplesmente porque RNs mamam muito. Este muito varia de bebê para bebê e pode ser desde um bebê que mama de 2h em 2h até um bebê que mama de 40min em 40min. E quer saber? É normal. Sim, muito normal e não há nada de errado com o seu bebê.

Ele mama muito porque seu estômago é muito pequeno e se esvazia muito rápido ao mesmo tempo que seu corpo não faz idéia de quanto precisa produzir para satisfazer seu bebê e em grande parte dos casos produz acima do necessário, por isso os vazamentos, peito ingurgitado, duro e dolorido.

Amamentar em livre demanda o recém-nascido significa sobrevivência e adaptação porque este mamar muito dele, sinaliza para o seu corpo, que ainda esta aprendendo sobre o ritmo de mamada do bebê, o quanto precisa produzir de leite.

Seu corpo precisa receber este sinal do seu filho para definir a quantidade da sua produção de leite e aí sim, começar a produzir de acordo com a demanda real do bebê.

Se o seu bebê tem mais de 3 meses:

Ainda assim a livre demanda é importante porque continua respondendo para o seu corpo o quanto ele deve produzir de leite para o seu filho. Provavelmente a demanda nesta idade pode até dar uma diminuída e espaçada, é quando você sente que seu peito esta meio murcho.

Atenção: neste momento muitas mães se enganam e acham que não estão produzindo leite suficiente, mas não é isso, sua máquina interna de produção de leite na verdade acaba de perceber que seu filho precisa de um pouco menos de leite do que ela vinha produzindo até então e estabiliza esta produção para a quantidade necessária. Leia mais aqui: Crise dos 3 meses em bebê: o leite diminui aos 3 meses? O que esta acontecendo?

Nosso corpo trabalha economicamente e sem desperdícios. Não se precipite, observe os sinais do seu corpo, se conheça e tudo dará certo.

Se o seu bebê tem mais de 6 meses:

A dúvida chega: e agora, como faço livre demanda com introdução alimentar? Como você vinha fazendo desde sempre. Amamentando sempre que seu bebê solicitar, não importa se for antes, durante ou depois das refeições.

O leite materno continua sendo o principal alimento do bebê até 1 ano de idade e definitivamente: não interfere na absorção de ferro. Falei sobre isto aqui: Leite materno não é um vilão na alimentação e aqui: Leite materno é o principal alimento do bebê até 1 ano de idade

Principalmente se você voltou ao trabalho, a amamentação em livre demanda vai ser uma forte aliada para manter sua produção de leite. Ainda que seu peito produza menos por não estar amamentando durante o dia, esteja certa: seu peito vai produzir nos momentos em que você chega em casa ou antes de sair e nos fins de semana.

Porque sua máquina interna ao longo destes meses foi muito esperta e estabeleceu uma produção de leite contínua que recebe sinais rapidamente do seu bebê mamador. Esta máquina interna hoje sabe que tem dias que seu bebê mama mais, outros menos e esta sempre alerta para saber quando deve ou não produzir.

Sua máquina interna não produz mais excessos e pode ser que você sinta mais uma murchada no seu peito, isto significa que agora esta máquina é expert e muito experiente, produz leite sob demanda enquanto o bebê mama. Uau!

Então se você passar o dia todo sem amamentar, provavelmente não vai produzir muito, vai produzir menos do que produziria se estivesse em casa, mas quando chegar em casa, além da produção contínua em baixa demanda, sua máquina interna liga os motores e começa a produzir durante a mamada. Sensacional o corpo humano! Veja aqui: Peito murcho não tem leite? Saiba a verdade sobre isto

Leia também:

Mas o meu bebê já tem mais de 1 ano e agora?

Agora você pode manter a livre demanda do mesmo jeito porque provavelmente seu bebê não anda comendo muito bem, né? E não se espante, não tem nada a ver com a amamentação.

Se um médico te disser isto, fuja dele e procure outro. A maioria dos bebês nesta idade diminuem o ritmo de alimentação e passam a comer menos e ficar mais seletivos. E sem querer te desanimar: isto pode durar até 2 anos ou mais.

Serão fases e mais fases em uma luta diária para que ele se alimente bem. O que você precisa saber sobre isto é que é normal, a maioria dos bebês passam por isto e que um bom acompanhamento com pediatra e nutricionista para estabelecer uma dieta adequada para o seu bebê vai ser importante.

O bebê geralmente sabe o quanto ele precisa comer, nós é que temos expectativas muito altas. Se ele come de forma saudável (sem doces, guloseimas, biscoitos, industrializados e junk-food) não há com o que se preocupar. Respire fundo e pense: ainda bem que mama no peito e em livre demanda! Veja aqui: Meu filho não come nada, só quer saber do peito: será mesmo?

Você chegou até os 2 anos amamentando, parabéns! 

Nesta fase provavelmente seu bebê mama menos, ou não! Não é regra mamarem muito menos, mas sim, pode ser que mamem menos, neste caso administrar a livre demanda fica mais fácil porque seu bebê tem outros interesses além do peito materno.

Então, se você chegou até aqui na livre demanda porque mudaria isto? Em time que esta ganhando não se mexe. Claro que a partir de agora você pode tentar fazer alguns acordos e se não puder parar para amamentar e tentar distrair seu bebê com outras atividades.

O que não configura livre demanda?

Bebês que usam chupetas e mamadeiras não estão em livre-demanda. 

Se o seu bebê é um destes ou você pensa em usar alguns destes itens, não se ofenda. A informação é importante.

Não tem como sua máquina interna saber o quanto deve produzir de leite se o que o bebê suga é uma chupeta ou toma leite na mamadeira, simplesmente porque nenhum sinal esta sendo enviado para o seu corpo e é aí que mora o perigo.

Se teu corpo não recebe este sinal do bebê, nos momentos em que ele esta com outro bico na boca, não vai produzir porque vai entender que não precisa produzir.

Por isto muitas mães percebem diminuição do leite do peito quando fazem uso de chupetas e mamadeira.

Vira um ciclo vicioso onde a causa vira efeito e vice-versa. E neste momento muitas começam a complementar porque acham que não produzem suficiente. Veja mais sobre isto aqui: O ciclo de problemas: chupeta, mamadeira e baixa produção de leite materno

E o bebê que nunca pede para mamar?

Se o seu bebê for um recém-nascido, neste caso a livre demanda também significa oferecer o seu peito para o seu bebê sempre que você achar que deve. Se percebeu que esta passando mais de 2h de mamada durante o dia e nada, pegue o bebê e amamente. Se o seu recém-nascido esta dormindo a noite quase inteira, mas ganha peso e esta saudável, não precisa acordar ele para mamar, siga o fluxo de oferecer durante o dia caso ele demore a solicitar.

Se o seu bebê não é mais recém-nascido e estiver saudável, crescendo, ganhando peso normalmente e sendo acompanhado por um bom e atualizado pediatra, não precisa oferecer o peito, você pode esperar até que ele solicite. Durante o dia e a noite.

Viu como precisamos da livre demanda no processo de amamentação?

Ela é importante e uma forte aliada para te fazer produzir leite na quantidade exata que seu bebê precisa e ainda te ajuda a atender as necessidades físicas e emocionais do bebê, porque muito mais do que alimentar um bebê, amamentar é nutrir emocionalmente.

Muitas vezes seu bebê vai pedir peito não por fome, mas por aconchego e nesta hora a livre demanda te ajuda no processo. Fez “nhé”, dá o peito. Se revirou demais, abriu a boquinha, resmungou, esta mexendo a cabeça pra lá e pra cá procurando? Só tem uma resposta pra isso: dá o peito.

Deixe um Comentário

comments