Quando oferecer água para bebês? Entenda as recomendações

6 min


316 shares
Quando oferecer água para bebês
Advertisements

Certifique-se de saber se é seguro e quando oferecer água para bebês.

O tempo está quente? Ou você está esperando para que o seu bebê comece a “gostar” de beber água como um hábito de vida? Saber quando oferecer água para bebês é fundamental para que a saúde do bebê não seja comprometida e seu pequeno estômago não fique cheio de água ao invés de leite materno.

Em que idade os bebês podem beber água?

Existem idéias diferentes rodopiando por aí sobre a idade apropriada de dar água para bebês. As recomendações da Organização Mundial de Saúde, do Ministério da Saúde e da Sociedade Brasileira de Pediatria são de que somente após os 6 meses de idade o bebê pode consumir qualquer outra coisa que não seja leite materno ou leite artificial (sim, leite artificial também é exclusivo), NEM água.

Advertisements

Por que não? Bom, se você está amamentando sob livre demanda ou oferecendo quantidades suficientes de fórmula infantil seu bebê vai ter a quantidade adequada de hidratação a partir disso através do leite materno que contêm entre 70% ou mais de água e para bebês que tomam fórmula, ele já recebe a água adicionada a fórmula no momento do preparo.

Além disso, oferecer água antes dos 6 meses de idade pode levar a outros problemas, como:

Perda de peso ou ganho de peso insuficiente na criança.

  • Se o bebê toma água, bebe menos leite materno ou fórmula.
  • Em recém-nascidos, a investigação revela que oferecer água esta ligado a um aumento do risco de icterícia.
  • Uma diminuição na oferta de leite materno porque o bebê bebe mais água e, portanto, menos nutrientes do leite.
  • Intoxicação por água. Embora não seja tão comum, a intoxicação por água é um problema sério que acontece quando alguém (bebê ou adulto) bebe muita água, o que libera o equilíbrio de sais no sangue. Isso pode levar a convulsões e até à morte.

Quanta água os bebês podem tomar?

Provavelmente, quando seu bebê está pronto para alimentos sólidos, (a partir dos 6 meses de idade) você pode considerar oferecer pequenas quantidades de água (2 colheres pequenas ou mais no dia) na própria colher ou em um copo.

Por que um copo? Os bebês foram projetados com um forte reflexo de sucção. A natureza espera que, o que um bebê sugue tenha valor nutritivo. Não é o caso da água. Além disso, usar copos não causam confusão de bicos e desmame.

Veja aqui: Leite no copo para bebês: o melhor método de alimentação depois do peito e aqui: O ciclo de problemas: chupeta, mamadeira e baixa produção de leite materno

Advertisements

Meu bebê pode tomar suco em vez de água?

A resposta é praticamente a mesma sobre a água. Na verdade, quando seu bebê está pronto para beber algo diferente de fórmula infantil ou leite materno, pode ser sábio incentivar a água como uma opção sobre o suco. Os adultos muitas vezes não recebem a ingestão diária de água que eles precisam. Incentivar o seu bebê a beber água em quantidades adequadas é um bom hábito de vida para se construir.

Além disto, pelas novas recomendações, sucos só podem ser oferecidos a bebês a partir de 1 ano de idade e não 6 meses.

E expliquei mais sobre isto aqui: Suco para bebê: a partir de qual idade?

“Mas na minha época, bebês tomavam água desde nascidos e estão vivos até hoje…”

Idéias e opiniões sobre coisas como esta mudam ao longo dos anos. Estou certa de que há outras coisas que você, sua mãe, sua avó fizeram antigamente, que provavelmente acabou muito bem, como muitos avós gostam de lembrar, mas que não é recomendado agora. Algumas destas coisas são extremamente importantes e fazem diferença na saúde do bebê.

Advertisements

Leia mais sobre isto aqui: Comigo foi assim e deu certo: não ajuda, atrapalha.

“Mas onde eu moro faz muito calor!”

Ainda assim, por mais calor que faça, as recomendações são as mesmas sobre a oferta de água para bebês menores de 6 meses de idade.

Bebês que mamam no peito em livre demanda se sentirem sede, vão aumentar a demanda e mamar mais vezes em dias quentes, não negue o peito, pois ele esta matando sua sede além de estar recebendo todos os nutrientes do leite materno.

Advertisements

Bebês que tomam fórmulas, que moram em locais extremamente quentes, é preciso conversar com o pediatra sobre suas recomendações porque provavelmente não dá para encher a barriga do bebê de fórmula toda vez que ele sente sede. Mas isto no caso de bebês que tomam apenas fórmula e não leite materno. E cada caso precisa ser avaliado e conversado com o pediatra do bebê, bem como qual seria a quantidade de água oferecer, caso necessário.

Bebês que fazem alimentação mista: fórmula + leite materno também precisam seguir as recomendações, pois, como dito acima, ele vai solicitar mais o peito caso sinta sede. Se você amamenta e percebe que seu bebê não esta pedindo muito o peito em dias muito quentes, você mesma pode oferecer a aumentar a oferta de leite materno para ele.

Advertisements

“Mas meu bebê vai começar a introduzir alimentos antes dos 6 meses de idade”

Antes de você resolver introduzir alimentos para o bebê antes do estômago dele estar preparado para isto, leia este importante artigo: Introdução alimentar com 6 meses de idade, a melhor opção. E talvez você considere mudar de idéia.

Eu sei, além de informações desencontradas a respeito das novas atualizações, muitas pessoas acham “bonitinho” começar a introduzir alimentos, água e chás na vida do bebê. As vezes até parece uma brincadeira de casinha. Mas espera lá, o bebê é um ser humano e sua saúde deve ser considerada acima de tudo. Por mais engraçadinho, bonitinho e fofo que seja, nada disso vai fazer bem caso não seja a hora adequada.

Advertisements

Calma. Viva a maternagem e a criação com calma, respeitando o tempo de desenvolvimento do seu bebê sem pressa ou desespero, e tudo vai ficar bem.

Precisa dar água para bebês amamentados exclusivamente?

Saiba que não, não precisa dar água para bebês amamentados exclusivamente e nenhum outro tipo de alimento. Nenhum mesmo.

A amamentação exclusiva até o sexto mês de idade sempre deixa muitas dúvidas porque ao longo do tempo as pessoas não consideravam que água, chás e sucos interferiam na amamentação.

Mas interferem negativamente e isso acontece porque ocupam um espaço no estômago do bebê que deveria estar sendo ocupado pelo leite materno que é uma substância muito mais rica e que traz ao bebê muito mais benefícios.

Chá não tem valor nutricional algum. Suco batido e coado também não. Suco para ter algum valor nutricional não pode ser coado, deve ser oferecido com todas as fibras da fruta e mesmo assim, a recomendação da Sociedade Brasileira de Pediatria para o oferecimento de sucos ao bebê é apenas a partir de 1 ano de idade, depois do sexto mês a fruta in natura é a melhor opção.

Veja na imagem como o estômago do bebê é pequeno. E porque ele mama tantas vezes, e; oferecer qualquer outro tipo de líquido a bebês em amamentação exclusiva pode interferir negativamente na sua saúde, inclusive no seu ganho de peso:

Screen Shot 2016-01-15 at 11.44.43 PM

O leite humano reúne em sua composição mais de 150 substâncias diferentes, todas com funções biológicas definidas. A água, que totaliza 87% da composição é o nutriente presente em maior quantidade.” (Almeida, 1999).

O leite materno já tem a quantidade de água necessária, além de todos os nutrientes presentes. O bebê não precisa de água pura pois ela serviria apenas para ocupar espaço em seu pequeno estômago e impedir que ele receba além da água composta no leite materno, todos os nutrientes que o acompanha.

“Portanto, ao longo de uma mamada completa, a criança não recebe um leite único, de composição fixa, com constituintes medianamente distribuídos. Recebe um produto dinâmico, mutável, com características distintas e ajustáveis a cada momento em que se encontra no peito.” (Almeida, 1992b).

Sinais de que o bebê possa estar desidratado e de que é preciso procurar o médico:

• Moleira funda.
• Ausência de xixi (menos de 4 a 6 fraldas em 24h) ou xixi muito escuro.
• Comportamento diferente do normal, podendo ficar desanimado e brincar menos que o de costume.
• Boca seca e falta de lágrimas quando chora

Em dias de calor excessivo é importante aumentar a oferta de leite materno. Bebês amamentados em livre demanda raramente ficam desidratados, pois, geralmente quando sentem sede já solicitam mais mamadas do que o de costume, porém se o seu bebê não solicitar e você perceber que esta muito quente, ofereça mais vezes o peito.

Leia também:

Lembre-se que a livre demanda é quando o bebê solicita e também quando a mãe acha que deve amamentar, não espere o bebê pedir caso você perceba que ele precisa se hidratar.

A única que não pode se esquecer de se hidratar bem com água em dias muito quentes é a mãe, o bebê precisa apenas do leite materno. Confie. A ciência esta ao seu favor e já provou que o leite materno é suficiente, não ceda a pressão de parentes desinformados ou pediatras desatualizados.

Advertisements

Advertisements

Like it? Share with your friends!

316 shares

What's Your Reaction?

Uau Uau
1
Uau
Gostei Gostei
3
Gostei
Amei Amei
8
Amei
Ouwn Ouwn
1
Ouwn
error: Este conteúdo é protegido pelas leis de direitos autorais, não copie, compartilhe. :)