Filho único: 10 características surpreendentes que ele tem

É preciso parar de julgar e expressar que filhos únicos são crianças mimadas ou superprotegidas, lembre-se de que somos todos diferentes.3 min


601 shares
filho único

Basta você decidir que terá um filho único, que começa a ouvir algumas coisas.

A primeira frase mais ouvida por pais de filho único é:

“Ele precisa de um irmãozinho para brincar! Ele ficará sozinho na vida! Ele será egoísta por não ter irmãos!”

E não pára por aí. Ter um filho único é ouvir algo mais horroroso ainda, como se o filho morrer, você ficaria sem nenhum outro para “substituir”.

De fato, não há tristeza maior na vida dos pais do que a perda de um filho. Mas nenhum filho substitui outro. Os pais irão sofrer da mesma forma, tendo ou não outros filhos.

>> Me respeite, tenho filhos! A desafiadora jornada dos pais

No entanto, deixando esta desagradável situação a parte, vamos falar sobre ciência.

Não há base científica sobre ser filho único ter uma personalidade diferente em relação a sociabilidade ou solidariedade em relação aos que possuem irmãos.

>> Ser filho único não é solidão, ter irmãos nem sempre é ter amigos

É no seio familiar que uma criança será orientada a desenvolver sua própria personalidade.

Pais podem desenvolver características superprotetoras com 1, 2, 3 ou mais filhos. E assim, desencadearem problemas em uma família inteira. Enquanto que pais que assumem uma criação leve e tranquila, podem fazê-lo com um filho também. Não há regra.

>Seu filho é um problema ou você esta com um problema?

A ciência comprova:

Em uma investigação, concluiu-se que filhos únicos possuem mais autoestima e realização comparados aos que possuem irmãos. Isto porque passam mais tempo com adultos e se concentram em ser mais autônomos e independentes.

>> Os filhos vão crescer sem perceber, nós desejaremos mais tempo

10 Características do filho único

1. Criatividade

Um estudo realizado na China, afirmou que filhos únicos são mais criativos e inteligentes, pois, possuem mas contato com os pais recebendo mais atenção e elogios.

É possível considerar que a falta de uma outra criança para brincar (irmão) de forma constante, faz o filho único desenvolver melhor sua imaginação, inventividade e criatividade.

2. Generosidade

Por não precisar defender seus objetos constantemente dos outros e quando as emprestam, o fazem com maior confiança e segurança de que serão devolvidos. O filho único sente que tem o suficiente já que não precisa competir com irmãos. Isto os fazem desenvolver a generosidade mais rápido.

>> 10 formas de incentivar seu filho sobre empatia

3. Aprende com a solidão

Na maior parte do tempo o filho único inventa e cria suas próprias brincadeiras. Eles experimentam a solidão e se adaptam a ela.

Você já percebeu que nós, que crescemos com irmãos, temos uma tendência a ter medo da solidão?

4. Melhor desempenho escolar

Os pais podem gastar mais tempo para ajudar o filho único com os deveres escolares. Além disso, podem acelerar seu desenvolvimento intelectual lingüístico e emocional, porque têm o modelo de adultos a imitar.

5. Laços afetivos mais fortes

Os pais tem mais tempo de qualidade para dedicar ao filho único, já que não precisam se dividir entre outros filhos. Isto aumenta o vínculo entre pais e filho.

>> Frases que fortalecem o vínculo com seu filho

6. Maior autonomia

Os pais observam com maior atenção e dão mais liberdade para o filho único tomar suas próprias decisões de forma supervisionada. Tarefa que é mais difícil com mais de 1 filho. Assim, eles aprendem mais rápido, tomam decisões e possuem mais liberdade para aprender com erros e acertos.

7. Maior auto-estima

Presença dos pais, apoio e maior tempo disponível, resultam em maior confiança e segurança do filho perante seus pais. Isto desenvolve a auto estima do filho único mais rapidamente.

>> Auto-estima das crianças se estabelece aos 5 anos de idade, diz estudo

8. Amizades mais sólidas

Em comparação as crianças que cresceram com irmãos, o filho único desenvolve amizades mais sólidas com laços de amizades profundos, estabelecendo um apego semelhante a irmandade com demonstrações de lealdade, confiança e empatia.

9. Maior segurança

O filho único recebe a reafirmação de suas ações pelos adultos de forma constante, isto o torna mais seguro.

10. Responsável

Eles aprendem imitando as atitudes dos pais e estão constantemente observando a vida adulta. Basicamente, são mais maduros para sua idade e portanto, mais responsáveis.

Claro que, estas características tratam de uma família funcional. Onde os pais são presentes, atenciosos e fazem uso de uma disciplina positiva. Famílias disfuncionais e problemáticas, criam problemas no desenvolvimento dos filhos, sendo eles únicos ou não.

>> Disciplina positiva: entenda o que é e seus benefícios

É preciso parar de julgar e expressar que filhos únicos são crianças mimadas ou superprotegidas, lembre-se de que somos todos diferentes e desenvolvemos características diferentes.


Like it? Share with your friends!

601 shares

What's Your Reaction?

Uau Uau
2
Uau
Gostei Gostei
1
Gostei
Amei Amei
5
Amei
Ouwn Ouwn
0
Ouwn
error: Este conteúdo é protegido pelas leis de direitos autorais, não copie, compartilhe. :)