Deixem que as mães sejam mães

2 min


4.7k shares
mães sejam mães

A maioria das mães conhecem a cena: o bebê chega em casa em seus braços e de repente lhe aparecem diversas outras “mães” e ninguém deixa que as mães sejam mães.

É muito difícil para a mulher que esta no pós parto ainda ter que lidar com tantas mães postiças querendo assumir o seu lugar. Desde a avó até a vizinha, amiga da vizinha, colega distante e uma amiga da amiga. Todas parecem saber mais do que você mesma a respeito de como alimentar e cuidar do bebê.

Como se já não bastasse o momento frágil e delicado que o pós parto é, o aprendizado e as dificuldades para se amamentar, a mãe se vê em uma redoma de palpites e pitacos, interferências que acabam por estressar ela e consequentemente o bebê. A maioria das pessoas geralmente acham que estão fazendo um favor a nova mãe e desconsideram o fato dela talvez não querer palpites e dicas.

Muitos desconsideram o fato das novas mães saberem o que fazem e já terem pesquisado a respeito de tudo que sentiram necessidade de saber e muitos ignoram o fato de, principalmente, as novas mães desejarem um estilo de criação diferente do que a maioria a indica.

  • A mãe recém-nascida precisa ser ouvida e respeitada.
  • A mãe recém-nascida precisa de espaço e tempo para construir com o seu bebê o vínculo e para aprenderem juntos.
  • A mãe recém-nascida precisa sentir o instinto materno que a guiará em uma série de decisões daqui para frente e para isto é preciso silêncio. Silêncio para que ela possa ouvir e dar voz ao seu instinto, para que ele aflore e lhe dê segurança e firmeza ao mesmo tempo em que a transborda de amor.
  • A mãe recém-nascida precisa estar com o seu bebê nos braços e poder olhar para ele com atenção e paciência para identificar sua necessidades.
  • E acima de tudo, a mãe recém-nascida precisa ter a oportunidade de tentar, ainda que cometa alguns erros, para que ela aprenda e descubra que tipo de maternagem ela vai adotar.

Permita que a mãe recém-nascida materne, faça silêncio, abra espaço e só opine se for perguntado. Não lhe tome o bebê dos braços, eles ainda são um só. Deixe que ela cuide de seu bebê e se você quiser realmente ajudar: cuide da mãe.

Leia também:

 

 


Like it? Share with your friends!

4.7k shares

What's Your Reaction?

Uau Uau
0
Uau
Gostei Gostei
0
Gostei
Amei Amei
0
Amei
Ouwn Ouwn
0
Ouwn

Deixe um Comentário

comments

error: Este conteúdo é protegido pelas leis de direitos autorais, não copie, compartilhe. :)