Crescer sorrindo: 5 dicas para ter o bebê mais feliz do pedaço

2 min


306 shares
crescer

Crescer e sorrir, eis a receita infalível para que pais, mães e cuidadores sintam-se satisfeitos na criação.

Ver um filho crescer cheio de alegria é maravilhoso. Poder proporcionar uma vida feliz para nossos filhos, melhor ainda. Saber que este desabrochar esta acontecendo de forma alegre, acalma nossos corações.

>> Felicidade na vida: 5 coisas que podem te fazer feliz segundo a ciência

Diminui nossa ansiedade em tentar, a todo custo, proporcionar o melhor para nossos pequenos estreantes do mundo.

5 dicas para seu bebê crescer cheio de alegria:

1. Conexão e vínculo para crescer feliz

Sentir que faz parte da família e se conectar traz bem estar e felicidade. Até para o bebê, que sente muito mais do que os adultos estas conexões. E para isso, estar perto dos que o amam, interagir e brincar irá consolidar este vínculo. Amamentar e até cantar para o bebê é uma ótima forma de fortalecer vínculos.

>> Cantar para o bebê aumenta o vínculo e causa bem estar

2. Não se preocupe em deixar seu bebê feliz

Pois é! Estou falando de um sentimento geral de felicidade na vida do bebê e não de um bebê que precisa sorrir o tempo inteiro. O bebê irá chorar, ficar mal humorado e cansado. Isto é normal em sua vida como na de todos. A questão é: em termos gerais, seu bebê brinca, interage e sorri? Não tente compensar os momentos de tensão, deixe que seu bebê se expresse e o acolha com amor.

3. Converse com ele de forma positiva

Ser positiva e ter reações positivas irão mostrar para o seu bebê o lado bom da vida. O ensinará que ser feliz é mais gratificante do que ser rabugento. Elogie seu pequeno bebê e todas as suas conquistas, mesmo que ele não te entenda muito bem. Acredite, ele vai entender seu tom e postura. Nada melhor do que ter alguém que acredita em nós e nos dá força para continuar tentando.

>> Disciplina positiva: entenda o que é e seus benefícios

4. Faça seu bebê se sentir valorizado

À medida que seu filho pequeno cresce, sentir que sua voz é ouvida, sentir-se amado e seguro, o ajudará a sentir-se valorizado e amado.

5. Certifique-se de que você também está feliz

Cuidar de sua própria felicidade é importante para poder transmiti-la. Como mãe, talvez seja difícil arranjar tempo para si mesma, mas fazer isso irá te dar algumas doses de bem estar emocional. Se colocar em primeiro lugar de vez em quando, vai te ajudar a ganhar fôlego para a jornada materna.

Cerca de 1 em cada 10 mães experimenta depressão pós-parto – e muitas a ignoram totalmente.

>> Depressão Pós-Parto (DPP): o que é e como agir

Você pode sentir-se chateada ou culpada por estar triste em um momento que todos esperam que você esteja feliz, mas a depressão pós-parto não é sua culpa. Fale com o médico que não a julgará por ter esses sentimentos. Ele sabe que isso acontece com muitas mães e indicará um tratamento para que você possa melhorar.


Like it? Share with your friends!

306 shares

What's Your Reaction?

Uau Uau
1
Uau
Gostei Gostei
6
Gostei
Amei Amei
2
Amei
Ouwn Ouwn
3
Ouwn

Deixe um Comentário

comments

error: Este conteúdo é protegido pelas leis de direitos autorais, não copie, compartilhe. :)