Comida para Bebê de 1 Ano: quais são suas expectativas?

3 min


133 shares
comida para bebê de 1 ano

Fazer comida para bebê de 1 ano é uma tarefa simples.

A comida para bebê de 1 ano deve ter apenas um critério que esta acima de qualquer outro: ser saudável. Se for caseira, melhor ainda.

No entanto, há alguns desafios entre fazer uma comida para bebê de 1 ano e o bebê realmente comer esta comida.

Isto porque, geralmente, mães acreditam que o bebê come menos do que deveria e tem pouco interesse na comida.

>> Perda de apetite com um ano de idade: meu bebê não come!

É preciso ter claro que o leite humano fornece praticamente toda a proteína, açúcar e gordura que a dieta do bebê precisa para ser saudável, e também contém muitas substâncias que beneficiam o sistema imunológico.

>> Composição do leite materno e seus mistérios

Essas substâncias protegem seu bebê contra uma ampla variedade de doenças e infecções. A fórmula não pode oferecer essa proteção. Segundo a orientação da Sociedade Brasileira de Pediatria, a fonte ideal de nutrição até o primeiro ano de vida, é a amamentação.

>> Leite materno é o principal alimento do bebê até 1 ano de idade

Durante os primeiros seis meses de vida, é necessário que a amamentação se mantenha exclusiva para em seguida, adicionar gradualmente alimentos sólidos.

>> Como começar a introdução alimentar do seu bebê

A amamentação deve começar o mais cedo possível após o nascimento, geralmente dentro da primeira hora. Recém-nascidos devem ser amamentados sempre que mostrarem sinais de fome, aproximadamente de 8 a 12x ou mais em 24h.

>> Amamentação na primeira hora de vida: a melhor boas vindas ao bebê

A quantidade de tempo para cada alimentação e a frequência da alimentação variam amplamente para cada par mãe-bebê. É importante reconhecer sinais de que o bebê está recebendo leite, principalmente após os primeiros dias de vida. Estes sinais incluem quatro a oito fraldas molhadas e três a quatro fezes soltas por dia.

>> Seu bebê está recebendo leite materno suficiente?

Pesquisas científicas recomendam a amamentação como a única fonte de nutrição para o seu bebê por cerca de seis meses. Quando você adicionar alimentos sólidos à dieta do bebê, continue amamentando até pelo menos 24 meses.

>> Benefícios da amamentação acima de um ano: porquê continuar é uma ótima opção

Se o seu bebê de 1 ano de idade não se alimentar da forma que você acredita ser necessária, se pergunte se suas expectativas de alimentação estão alinhadas com a necessidade real de alimentação do seu bebê. Verifique com o médico do seu filho sobre suplementos de vitamina D e ferro durante o primeiro ano.

>> Precisa dar vitamina D para bebês amamentados exclusivamente?

>> Precisa dar suplemento de ferro para bebês? Quais são as recomendações?

Pais com alergias alimentares são frequentemente aconselhados a evitar alimentos que comumente causam reações alérgicas (como leite de vaca, laticínios e alimentos feitos de amendoim ou outras nozes).

Mas uma pesquisa recente descobriu que a introdução tardia de certos alimentos pode realmente aumentar o risco do seu bebê para alergias alimentares e alergias inaladas. No entanto, leite de vaca e derivados, devem ser introduzidos na dieta do bebê apenas após 1 ano.

>> Alergia à proteína do leite de vaca (APLV): o que é e será que meu filho tem?

Você deve discutir qualquer preocupação com seu pediatra. As recomendações atuais são que carnes como peru, frango e carne bovina, devem ser adicionadas como um dos primeiros sólidos para a dieta do bebê amamentado.

As carnes são boas fontes de proteína, ferro e zinco de alta qualidade e fornecem maior valor nutricional do que cereais, frutas ou vegetais.

Se a sua família segue uma dieta vegana, consulte o pediatra e uma nutricionista para determinar os alimentos substitutos com aporte nutricional adequado para seu bebê.

Quantidade adequada de comida para bebê de 1 ano

Mães costumam ter expectativas de alimentação acima da quantidade que um bebê realmente consegue comer. É preciso entender que o estômago do bebê é pequeno. O bebê come apenas o necessário para se sentir saciado.

De acordo com o Instituto PENSI, os bebês precisam apenas de algumas colheradas quando começam a comer sólidos.

Como esses primeiros alimentos são destinados a complementos e não substitutos para o leite materno, é importante entender que não é necessário regular mamadas para o bebê. Uma mãe que amamenta pode amamentar seu bebê antes, durante e depois das refeições sem nenhum problema.

>> Leite materno não é um vilão na alimentação e sim um apoio importante


Like it? Share with your friends!

133 shares

What's Your Reaction?

Uau Uau
0
Uau
Gostei Gostei
0
Gostei
Amei Amei
6
Amei
Ouwn Ouwn
0
Ouwn

Deixe um Comentário

comments

error: Este conteúdo é protegido pelas leis de direitos autorais, não copie, compartilhe. :)