Pode amamentar gripada? Dr. Jack Newman explica

2 min


203 shares
Pode amamentar gripada

Geralmente mães me perguntam se pode amamentar gripada.

Eu não entendo de onde surgiu o mito de que não se pode amamentar gripada, mesmo porque, qual seria a relação? A grande questão é que muitas mães acreditam que podem passar gripe para seus filhos pelo leite, mas isto não é possível.

Além disso, quando estamos gripados, não importa o quanto de distância mantemos de uma pessoa, se estamos no mesmo ambiente, ela corre o risco de ficar gripada da mesma forma. Logo, a idéia de que esta “separação” protege os bebês não é real.

Segundo o Dr. Jack Newman, pode amamentar gripada sem problema algum!

Veja o que ele diz sobre gripe em mães que estão amamentando:

“A gripe é infecciosa, como a maioria das infecções virais, antes que a pessoa perceba que estão doentes. Diz-se que o período de incubação da gripe é de 1 a 4 dias. Portanto, uma pessoa pode ser infecciosa 1 a 4 dias antes mesmo de perceber que foram infectados.

Mães e bebês lactantes partilham o seu ambiente e, assim, onde a mãe pegou a infecção, também é provável que o bebê também tenha pego.

Além disso, só porque você desenvolve uma febre, ou tosse, não significa automaticamente que você tenha gripe, mesmo porque o inverno é temporada de muitas infecções respiratórias superiores virais que nem sempre são fáceis de distinguir uma de outra.

Como também, nem todas as pessoas se apressam para fazer testes para a gripe ao menor sintoma, por isso, o diagnóstico será atrasado na maioria das pessoas quando se percebem doentes.”

Separar uma mãe do seu bebê e proibir a amamentação tem sérias consequências possíveis:

Para bebês assim como para crianças, não dar o peito pode ser emocionalmente traumático, sem necessariamente prevenir a doença no bebê ou criança, que o bebê ou criança já pode ter sido infectado antes mesmo dos sintomas aparecerem.

O estresse da separação pode efetivamente aumentar o risco de doença no bebê e na criança. Não ser capaz de amamentar é igualmente traumático para a mãe e pode significar que no momento em que se está doente, seu sofrimento aumenta e a tarefa de manter sua ejeção de leite pode ser prejudicada.

Veja aqui: Estresse seca o leite materno? Efeitos na amamentação

Há também a proteção imunológica que a amamentação proporciona para o bebê durante a amamentação.

Veja aqui: Leite materno se adapta às necessidades do bebê

Porque a gripe é diferente da maioria das outras infecções?

Não é. Na verdade, é bem sabido que os bebês que são amamentado permanecem saudáveis mesmo quando a mãe adoece com uma doença infecciosa e se eles ficam doentes, a amamentação ajuda-os a melhorar mais rapidamente.

Nenhuma outra organização, incluindo a OMS, alguma vez incluiu gripe na lista de doenças que exigem parar a amamentação.

Veja aqui: Pode amamentar doente? Lista de doenças maternas

As mães lactantes que contraíram gripe devem receber tratamento adequado e continuar amamentando. Caso o seu tratamento inclua medicamentos antivirais, saiba que a maioria são compatíveis com a amamentação e você pode consulta-los aqui: Amamentação e o uso de medicamentos

Não faz sentido parar de amamentar para proteger o bebê de uma possível gripe, todos os integrantes da família estão expostos e possivelmente infectados com o vírus da gripe, independente de apresentar os sintomas.

Continue amamentando seu bebê e lhe transmitindo os anticorpos contra a gripe que seu corpo esta produzindo através do leite materno (sim, é isto que acontece, por isso é importante continuar amamentando seu bebê). Assim o corpo dele tem mais chances de combater e impedir que a doença se instale, pois estará mais fortalecido.

Leia mais:

 

Referência:
Jack Newman, MD, FRCPC, 2017. Acesso: Ibc Online


Like it? Share with your friends!

203 shares

What's Your Reaction?

Uau Uau
0
Uau
Gostei Gostei
0
Gostei
Amei Amei
0
Amei
Ouwn Ouwn
0
Ouwn

Deixe um Comentário

comments

error: Este conteúdo é protegido pelas leis de direitos autorais, não copie, compartilhe. :)