Tempo de leitura deste artigo:4 minutos

Você já se perguntou como os bebês aprendem a amar? O que é preciso para que o amor seja uma constante na vidinha que se inicia do pequeno bebê?

Vamos parar um momento para pensar em como os bebês aprendem a amar e como ser amado e amar os outros se torna algo essencial até mesmo para a manutenção da saúde física e emocional de qualquer pessoa.

Como você e seu bebê tem se entendido neste início de jornada juntos para você? Como ele vai aprender que entre pessoas que se amam, o cuidado que uns tem com os outros, faz parte de um processo de aprendizado desde o começo da vida e assim criamos o vínculo e fortalecemos nossos relacionamentos familiares?

Bebês, desde recém nascidos são muito sensíveis ao amor e carinho, tudo aquilo que fazemos por eles, todo o cuidado e respeito que temos por nossos pequenos é recebido por eles como pequenas provas diárias do grande amor que sentimos por eles.

1. O que posso fazer para meu bebê aprender sobre o amor?

Dar colo, sorrir, conversar, cantar uma bela canção, ninar, alimentar a até mesmo trocar fraldas e cuidar para que o bebê esteja confortável, pode parecer uma pequena parte de sua rotina cansativa e exaustiva, mas para o bebê, cada pequena coisinha do dia, é uma grande prova de amor.

2. Como os bebês demostram seu amor e carinho?

Bebês menores de um ano demonstram seu amor de forma sutil com olhares e sorrisos ou eles podem chorar quando saem do seu colo para o de outra pessoa. Por mais que muitos associem este choro com “birra”, na verdade, o bebê esta apenas te mostrando que te ama acima de todos os outros e que gostaria de estar junto de você e não de outras pessoas naquele momento.

Seu bebê às vezes tenta tocar seu rosto (especialmente nariz) ou até mesmo rostos de outros amigos bebês? Os bebês estão tentando descobrir outros povos e suas emoções, que são mostradas frequentemente em expressões faciais. Esta curiosidade sobre os outros é também um estágio de amor e carinho.

3. O amor é aprendido com a obtenção “do suficiente”.

Mesmo se você amar seu filho incondicionalmente, há sempre alguns momentos difíceis. Criar um filho é um desafio diário cheio de muitas emoções distintas: de repente há muitos sorrisos, mas também há as lágrimas e as frustrações que nem sempre são amorosas, mas estes momentos não tornam o filho menos amoroso ou não significa que ele não te ame mais do que tudo.

Esses momentos são importantes para o seu filho aprender limites e limites ensinam as crianças a se preocuparem com os outros. Então, não busque a perfeição. Seu trabalho é atender às necessidades de seu filho  de forma “suficiente”.

4. Dê palavras aos sentimentos.

Entender as emoções ajuda as crianças a compreender os outros. Quando seu filho empurra outra criança, você pode perguntar ao seu filho: “vamos verificar se ela está bem?”, em vez de pedir ao seu filho para pedir desculpas.

Mesmo que você queira que seu filho seja capaz de se desculpar, é mais importante aprender como os outros se sentem por causa do que ele fez do que pedir desculpas de forma automática. Você também pode indicar seus sentimentos e fazer uma conexão com um evento, dizendo: “você acabou de deixar a mamãe realmente feliz porque você guardou seus brinquedos na caixa!”

Saber como os bebês aprendem a amar tem muito mais a ver em como você o ama e demonstra isso todos os dias do que qualquer outra coisa.

Nossos bebês irão aprender a amar a si mesmos, você e todos os outros ao seu redor de acordo com o amor que damos para eles todos os dias.

Leia também:

Deixe um Comentário

comments