1,2,3 respira… serás mãe por toda uma vida

1 min


825 shares
serás mãe por toda uma vida
serás mãe por toda uma vida

A maternidade transforma, isto é tão claro como água límpida. Não há como negar que depois dos filhos a vida muda, as vezes vira de cabeça pra baixo, faz parte.

Ninguém melhor do que uma mãe para encontrar a luz no fim do túnel, para acender uma chama de esperança nos momentos mais caóticos e insanos da maternidade.

Ninguém melhor do que uma mãe para ensinar a persistência, a flexibilidade, a calmaria em meio a gritos, berros e até mordidas. Ninguém melhor que uma mãe para respirar tão fundo a ponto de transmutar de uma situação estressante para doces pensamentos de paz, ainda que sejam: 1,2,3…respira.

1,2,3…respira. Isto tudo vai passar.

As crianças crescem e saem voando do ninho como passarinhos, quando você menos espera, esta ali, um ninho vazio. Vai doer. Respira. Tente começar tudo de novo, ainda que a rotina se torne uma repetição contínua do caos e do tédio andando de mãos dadas, um sorriso banguela ou até mesmo dos primeiros dentinhos nascendo fazem tudo valer a pena.

A maternidade ensina a ser feliz com as simplicidades da vida, no final, parece que são elas as que realmente mexem com o íntimo de cada ser. A maternidade ensina que descobrir uma vila é preciso, onde habitam outras mães que você possa compartilhar, abraçar, se sentir uma igual e de vez em quando, pedir socorro. Ainda que seja uma vila virtual, nada mais justo em tempos modernos e tão corridos.

1,2,3…respira. A maternidade te dá baldes e mais baldes da mais pura paciência, porque mel mesmo, somente após 1 ano (quem é mãe vai entender).

É como ter entrado na fila de distribuição de paciência por várias vezes seguidas e estocado, mesmo assim você a consome em gotas moderadas. O horizonte expande, ainda que você esteja apenas dentro de casa, ninguém melhor do que você para perceber com clareza as sutilezas da vida, afinal, para entender “bebênes”, é preciso ser sutil.

Urgência? Apenas se  for para atender uma necessidade do filho, geralmente todo o resto pode esperar. Mundo espera, meu bebê acabou de descobrir uma florzinha! O mundo espera, pode deixar. Ao menos o seu, sim.

1,2,3…respira. Você pode ser mãe por uma, duas ou mais de três vezes seguidas, mas a experiência em cada uma delas vai ser única.

Curta. Você pode viver histórias parecidas na criação de cada filho, de qualquer forma, eles serão sempre distintos e será uma riqueza grandiosa ver um pouco de você mesma em tantos detalhes, em tantas diferenças.

1,2,3…respira. A vida é breve, o tempo passa, mas a maternidade é pra sempre.

Relaxe, coloque as pernas para o ar de vez em quando e ria sozinha de momentos que vão ficar guardados para sempre no seu coração, mesmo porque, até mesmo os filhos esquecem das sapequices, risadinhas, baguncinhas e conquistas, depois, você vai se divertir contando tudo para eles, acredite. Nada mais libertador do que vasculhar a memória e num momento de troca e harmonia, ter guardado nas lembranças histórias que só quem cria vai saber. “Quando você era criança…” você vai dizer.

Leia também:


Like it? Share with your friends!

825 shares

What's Your Reaction?

Uau Uau
0
Uau
Gostei Gostei
0
Gostei
Amei Amei
0
Amei
Ouwn Ouwn
0
Ouwn

Deixe um Comentário

comments

error: Este conteúdo é protegido pelas leis de direitos autorais, não copie, compartilhe. :)