Educação Finlandesa, a melhor do mundo

3 min


Educação Finlandesa
Educação Finlandesa

O que você deseja: que uma escola prepare seus filhos para as provas ou para a vida? Na educação finlandesa, um dos objetivos é preparar os alunos para a vida.

Conhecido como o país das melhores escolas por ter o melhor sistema educacional e por três vezes ao ano apresentarem os melhores índices de desempenho comparados a todas as escolas do mundo, também possui os alunos que mais leem no planeta.

Estes mesmos alunos ficaram em segundo lugar em ciências naturais e quinto lugar em matemática e pasmem: são os que passam menos tempo estudando por dia. Como isto é possível?

As escolas tem como fundamento 7 princípios básicos que servem para a vida:

1. Igualdade

Entre todos da comunidade: escolas, matérias, pais, alunos e de direitos da crianças

2. Gratuidade

Nenhuma taxa é cobrada dos pais relacionadas ao ensino, nem livros e lanches oferecidos aos alunos. Até mesmo as visitas fora da escola a museus e atividades extra-curriculares são gratuitas.

3. Individualidade

O aluno é acompanhado de forma individual pelo professor que exerce o ensino de acordo com suas capacidades. Os exercícios costumar ser diferentes, as tarefas em sala diferentes e os desafios são dados de acordo com o empenho e andamento do aluno em sala de aula. Se um aluno tem dificuldades, os professores estão disponíveis para ajudá-lo antes ou depois das aulas.

4. Educação prática

Não existem provas durante o ano letivo das escolas da Finlândia, apenas uma prova é aplicada ao fim do período médio mas ela não influência na avaliação geral do aluno. Além de os alunos aprendem coisas práticas sobre a vida: como calcular impostos, montar um portfólio, montar um site, cuidar de sua renda pessoal e familiar, localizar o lugar onde vivem, etc.

5. Confiança

Existe um sistema centralizado de educação no país mas cada pedagogo aplica este sistema da forma como achar que vai obter mais sucesso no programa, os professores não são supervisionados e nem direcionados no ensino. Os alunos tem liberdade em escolher se querem ou não participar das tarefas em sala de aula porque subentende-se que o interesse pelo assunto deve partir do próprio aluno.

6. Liberdade 

estuda quem quiser estudar. Se matérias mais complexas não são do interesse do aluno e ele se satifaz com uma atividade mais simples porém útil, ninguém o desdenha por isto e o orienta a se empenha no que escolheu mesmo assim. Todas as atividades tem o mesmo valor e são honráveis. Os alunos são avaliados e orientados através de testes vocacionais para ajudá-los no caminho.

7. Independência

Se você quer aprender, vá atrás. Todos os temas estão nos livros. Não se ensina a decorar fórmulas, mas a buscar o conhecimento através da pesquisa e curiosidade no assunto abordado. Os conflitos entre alunos são resolvidos entre eles para que aprendam a se comunicar e resolver seus problemas, os recursos estão todos disponíveis, basta usá-los.

Educação Finlandesa- Saunalahti school in Espoo, Finland Photo by Andreas Meichsner for Verstas architects
Educação Finlandesa- Saunalahti escola em Espoo, Finlândia. Fotografia por Andreas Meichsner

O sistema de acompanhamento dos pais é online onde todos funcionários da escola adicionam informações a respeito do aluno, as notas não tem peso e servem apenas para acompanhar o desempenho de cada um, não existem uniformes e cada um pode ir vestido como quiser e se sentir a vontade, inclusive de pijamas, quando é possível pelo clima as aulas são dadas ao ar livre nos terrenos da escola ou em bosques, dever de casa é raro e a recomendação para os pais é que levem seus filhos a museus, teatros e curtam atividades de lazer juntos.

Leia também:

Um exemplo e provavelmente uma educação com uma forma sólida e inteligente de abordagem, este tipo de escola desperta interesse e vontade nos alunos em participar. Se esta dando certo? Parece que sim, veja os números de países com melhor desempenho estudantil.

A OCDE (Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico) mantém um ranking da educação em 36 países, a Finlândia ocupa a primeira posição seguida por Japão e Suécia. Já o Brasil amarga na 36º posição a frente apenas do México. 🙁

Referências: via, via


Like it? Share with your friends!

What's Your Reaction?

Uau Uau
0
Uau
Gostei Gostei
0
Gostei
Amei Amei
0
Amei
Ouwn Ouwn
0
Ouwn

Deixe um Comentário

comments

error: Este conteúdo é protegido pelas leis de direitos autorais, não copie, compartilhe. :)