Tempo de leitura deste artigo:6 minutos

Desde o início da maternidade ouvi falarem sobre os terríveis 2 anos, mas para mim também são os Wonderful Twos ou maravilhosos 2 anos de idade.

Digo Wonderful Twos em resposta aos Terrible Twos e para fazer um balanço mais justo da situação. Você pode ler um artigo completo e bem grande sobre o outro lado aqui: Terrible Twos: será só um chilique?

Primeiro vou começar desconstruindo a base de tudo: meu filho não é terrível e não esteve terrível com 2 anos de idade. Sua fase dos 2 anos foi um Wondeful Twos. A maioria das crianças não são terríveis, estão apenas aprendendo a lidar com esse mundão louco que a gente vive. Aprendendo também a se enquadrarem em nossas regras sociais e absorver tudo o que podem do mundo ao seu redor.

Se a criança tem um lar amoroso, gentil, tranquilo e receptivo aos seus mais variados sentimentos, inclusive os de frustração, ela vai aprender a responder com amor e gentileza tudo isto. Não imediatamente, mas vai por mim, ela vai aprender com o tempo.

Claro que como mãe eu vivencio momentos estressantes e frustrantes quando meu filho tenta me desafiar e mostrar para mim que ele também pode tomar decisões por si só. Pois é, eles cismam que sabem o que é melhor para eles já nesta idade. Mas isto esta longe de ser um momento terrível.

A questão é: como você tem administrado estes momentos?

Se eu parar para pensar nos momentos que vivo em casa com o meu pequeno ruivo, vou ter mais boas histórias para contar do que momentos teoricamente terríveis. As vezes temos esse defeitinho de focar muito no lado negativo da vida e isto pode ser ruim para você e para o seu filho.

Foca na foca! Ops, não. Foca na luz, na energia boa, nos bons momentos e em todas as coisas legais que seu pequeno bebê de 2 anos já sabe fazer.

Perceba o quanto de lá para cá você se tornou uma mãe muito mais serena e tranquila para resolver as questões do dia a dia e o quanto você se sente mais segura para tomar as melhores decisões para o seu filho. Aquele medo todo que vem da maternidade no pós-parto, já foi embora a muito tempo, não é?

Eu não estou falando daqueles momentos em que você esta querendo arrancar os cabelos e sair correndo pelada fugindo do mundo porque estes são os menores momentos perto de todos os outros grandiosos momentos que você compartilha com seu filho diariamente.

Meu filho por exemplo, fica feliz com tão pouco!

Crianças no geral precisam de muito pouco para serem felizes, já notou? Um beijo de pum na barriga as vezes dá conta do recado. Um passeio no parque, que seja no playground do prédio ou até mesmo uma voltinha no quarteirão. Já reparou o quanto eles ficam felizes e animados com isso?

A frase favorita do Felipe quando tinha 2 anos de idade era: Uau!
Tudo era um “uau”.

Ele ficava encantado com as menores coisas do dia, da vida, do mundo. E este encantamento era traduzido nesta pequena palavrinha que mostra o quanto aquilo foi grande pra ele. Uau! Ser mãe é um Uau!

Com 2 anos de idade, tudo é um grande “Uau” para o seu filho, vai por mim.

Os bebês de 2 anos ou mais cantam, dançam, se surpreendem sem inibição e sem medo. São inocentes e cheios de vida. Pequenos descobridores do mundo. Verdadeiros exploradores das pequenas grandes coisas da vida que vivem passando despercebidas para os olhos dos adultos.

Elas falam oi para estranhos, dão tchau para o resto do mundo quando a gente, as vezes passa lado a lado e nem um olhar damos. Deveríamos aprender mais com elas sobre educação e gentileza, não é? Muitos não respondem estas gentilezas do meu filho na rua, mas tenho em meu coração que este é um problema daquela pessoa, ela sim merece pena por isto e não meu filho por ter ficado sem resposta. Ele tem a mamãe dele ao lado para contornar aquela situação e dizer que “tudo bem”, aquela pessoa não alcançou a beleza e inocência da infância.

Ele não parece incomodado com isso, quando eu digo: a pessoa não ouviu ou a pessoa estava com pressa. Ele fica satisfeito e aquele pequeno adulto amargo não é capaz de estragar seu bom humor ou seu dia. Ele diz “oi” para o próximo e o próximo e o próximo.

Já percebeu no quanto a gente se incomoda e sofre por dentro quando não temos uma resposta de “bom dia”? Devíamos aprender mais com eles. Provavelmente eu repito aquilo que ele já sabe: “tudo bem”.

Os 2 anos são divertidos.

É nesta fase que seu filho aprende mais palavras e números, que começa a fazer associações. Aprende o nome do papai e da mamãe. Ué? Não era mamãe e papai os seus nomes? Meu filho quando aprendeu meu nome, ficou repetindo sem parar e juntou “mamãe suelen”. Até hoje é assim que ele me chama as vezes.

Ele conta para as pessoas meu nome, o nome dele, o do pai, quantos anos tem. Aposto que o seu nesta fase também anda fazendo umas graças como esta.

Crianças nesta idade finalmente começam a aprender a comunicar suas necessidades e desejos, você não precisa mais ficar desesperada tentando adivinhar tudo, ele mesmo te mostra de uma forma ou de outra. O meu com 2 anos de idade mal falava e é normal viu, mas ele se comunicava de outras formas comigo. Eu tinha melhores respostas de como conseguir atendê-lo, melhor do que quando era bebezinho.

As crianças de 2 anos não são terríveis. Elas tem o tempo delas para aprender a entender como o mundo funciona, assim como nós temos. Os 2 anos de idade são maravilhosos demais para serem taxadas apenas como uma fase ruim.

Leia também:

 

Deixe um Comentário

comments