Tempo de leitura deste artigo:6 minutos

Você sabe o que é picos de crescimento e saltos de desenvolvimento no bebê?

São fases que o bebê passa desde que nasce e que podem alterar seu sono, humor e apetite por alguns dias ou semanas. Todos os bebês passam pelos picos de crescimento e saltos de desenvolvimento e estes picos e saltos podem durar até a fase da adolescência.

Os picos de crescimento e saltos de desenvolvimento acontecem quando o bebê esta crescendo e adquirindo novas habilidades, assim seu sistema perceptivo e cognitivo precisam se adaptar a estas mudanças, o que exige esforço das funções cerebrais do bebê.

Os termos parecem complexos, principalmente porque eles costumam acontecer em fases próximas da idade e dependendo até juntos.

O principal é saber o que cada um significa e quando eles podem acontecer. Lembrando sempre que o desenvolvimento do bebê é sempre muito particular de cada um e os picos de crescimento e saltos de desenvolvimento acompanham o ganho de novas habilidades nos bebês e suas mudanças significativas mas nem em todas as crianças acontecem de acordo com a tabela de idade de referência.

O que são os picos de crescimento?

Os picos de crescimento dizem respeito ao crescimento do bebê fisicamente e não ao seu desenvolvimento emocional, é basicamente quando o bebê esta passando por um estirão de crescimento, com isto eles solicitam mamar mais vezes que o habitual e quando já comem outras comidas, se alimentam mal, no entanto, ele pode acordar mais vezes durante a noite justamente para mamar mais.

Os picos de crescimento duram poucos dias e logo o bebê volta ao padrão normal tanto de mamadas quando de sono.

Este pico de crescimento que faz com que o bebê mame mais, nada mais é do que a própria natureza indicando para o corpo da mãe que ela precisa começar a produzir um pouco mais de leite do que o de costume, é um dos famosos sinais que o bebê envia para o corpo da mãe e falei bastante sobre isto neste artigo: O que é livre demanda e por quê precisamos dela.

Nesta fase a mãe pode se sentir insegura com tantas mamadas e achar que seu leite não esta sendo suficiente, mas não se engane, trata-se apenas de um ajuste de demanda, continue confiando que seu leite é suficiente.

Fases em quê os picos de crescimento podem acontecer: 

  • 7-10 dias,
  • 2-3 semanas,
  • 4-6 semanas,
  • 3 meses,
  • 4 meses,
  • 6 meses,
  • 9 meses e por todo o período de crescimento.

E os saltos de desenvolvimento?

Os saltos de desenvolvimento acontecem quando o bebê esta adquirindo novas habilidades intelectuais, motoras e emocionais.

Neste período que antecede a mudança é esperado que o bebê ao ganhar novas habilidades, devido as mudanças em seu sistema cognitivo, precise se readaptar e por isso ele pode se sentir disperso e confuso, o que o faz querer voltar para a sua base (a mãe) solicitando mais colo, mais peito como aconchego e mais atenção por se sentirem mais carentes emocionalmente, também podem dormir mal também.

Eles costumam acontecer um pouco antes do bebê ganhar uma nova habilidade. Você já reparou que depois de uma fase difícil com o seu bebê, ele de repente, começou a engatinhar, falar, andar, e etc? Nem sempre associamos os acontecimentos, mas estão todos interligados.

Leia também:

Os períodos aproximados que as crises de saltos de desenvolvimento costumam acontecer:

5 semanas (1 mês)

A visão melhora, descobrem o ambiente ao redor, seguem objetos com os olhos, podem sorrir, chorar com lágrimas.

8 semanas (quase 2 meses)

Percebem melhor sons, cheiros, sabores, mostra preferência por objetos e brinquedos, músicas e cores.

12 semanas (quase 3 meses)

Enxerga um cômodo inteiro, viram para procurar barulhos, ergue a cabeça, leva as mãos aos rostos e cabelos dos pais, ficam sensíveis a mudança e se sentem mais confortados no colo dos pais.

19 semanas (4 meses e meio)

Este salto é mais longo, nesta fase algumas mães se sentem bem inseguras por achar que o leite não esta sendo suficiente, mas é apenas uma fase de adaptação de demanda, o bebê tem mudanças de temperamento, quer mais colo e atenção, consegue pegar a sacudir brinquedos bem como levá-los à boca, dorme menos, emite sons mais nítidos, busca contato com a mãe na hora da amamentação, vira, se arrasta, busca contato visual com as pessoas, olha para imagens de livros e pode reconhecer o som do próprio nome.

26 semanas (6 meses)

Tem maior coordenação de braços e pernas, pode sentar sem apoio, se assusta sem a mãe, se interessa pela casa e por explorá-la, fica mais curioso sobre objetos e coisas, presta atenção quando conversam com ele, imita vozes, pode rolar, se apoiar para ficar de pé e já possui maturidade digestiva para iniciar a introdução alimentar.

30 semanas (7 meses)

Se sente ansioso com estranho, pode engatinhar, falar sílabas, dar tchau e tenta pegar objetos com as mãos.

37 semanas (8 meses e meio)

Sabe quem é a mãe e o pai, pode falar mamá, papá mas ainda sem saber quem é quem, começa a usar o polegar e dedo indicar (pinça) para pegar objetos, pode engatinhara, começa a entender a classificação de coisas, objetos e animais, aponta coisas, chora mais, pode resistir para trocar a fralda e tem mudanças mais frequentes de humor.

46 semanas (quase 11 meses)

Atende pequenos pedidos, tenta colocar coisas em buracos ou os dedos em buracos, procura o que foi escondido, tenta tirar a própria roupa, tenta falar ao telefone de brincadeira.

55 semanas (quase 13 meses)

Pode andar e falar mais palavras além de papá e mamá, além de todas as habilidades já adquiridas até aqui.

64 semanas (quase 15 meses)

Tenta combinar palavras e gestos pra se comunicar e mostrar o que quer, coloca tampas em panelas e vasilhas, imita pessoas, explora, aponta para o próprio corpo para saber o que é, responde a pedidos, joga bola, puxa brinquedos.

75 semanas (17 meses)

Separa briquedos por cor, tamanho e cor, imita, esconde brinquedos, rabisca, olha livros sózinho.

Lembre-se: estes dados são apenas referências, não se aplicam a todos os bebês, o meu não fez várias das coisas desta lista nos meses indicados, inclusive só passou a dar tchau depois de 1 ano e pouco, andou com 11 meses, falou mamãe e papai depois de 2, ou seja: não é uma regra, cada criança tem o seu tempo de desenvolvimento de acordo com muitas variáveis, inclusive seu entorno e personalidade.

Os picos de crescimento e saltos de desenvolvimento podem acompanhar as crianças em ritmo e intensidades variadas, não compare seu filho com nenhum outro. Tenha paciência, acolha com amor e carinho seu bebê nestas fases difíceis e saiba que elas passam.

Deixe um Comentário

comments