Ser mãe é se desprender da vida de antes

2 min


3.1k shares
Ser mãe é se desprender
Ser mãe é se desprender

Ser mãe é se desprender da vida de antes, principalmente das coisas que você podia fazer sem um bebê.

Nada mais será como antes e embora você sinta saudade daquele tempo que ficou no passado uma coisa é certa: você jamais trocaria este presente por nada, nem mesmo pelo passado saudoso e mais fácil vivido.

Porque sim, ser mãe pode ser difícil, a maternidade chega sem te dar tempo para se preparar e mesmo que você tenha gestado a idéia junto com o bebê, quase nada do que você imaginou é a realidade da vida de uma mãe.

Ser mãe é se desprender de horários pré-determinados para comer, beber, ir ao banheiro e dormir. Sim, as necessidades fisiológicas as vezes precisam esperar e como precisam! Por que quando você vira mãe automaticamente você passa a ocupar o segundo lugar em suas prioridades pessoais, isto se tiver um filho só, se tiver mais do que um, o seu lugar prioritário pode cair para segunda, terceira ou quarta posição.

A maternidade te ensina a nunca mais olhar uma mãe que esta em apuros com desdém e julgamentos tolos, te ensina que mães tem dias mais difíceis do que os seus dias mais agitados no trabalho e apesar desta correria toda, pedir demissão do posto de mãe é uma coisa que jamais passaria pela sua cabeça porque ser mãe é o melhor e mais gratificante trabalho do mundo.

Mães aprendem a ter paciência em abundância, se esforçam além dos seus limites. Uma dor de cabeça, cólica ou gripe não as derrubam porque existem coisas mais urgentes. Ahhh, a urgência materna. Mães são urgentes, tudo precisa ser feito logo, sem perdas desnecessárias de tempo. Até mesmo aquela passeada na internet é planejada em minutos, segundos…Os acessos são devidamente pensados para que se encaixem nas atividades diárias sem comprometer a rotina ou não rotina com o filho, porque uma mãe desprendida pode também se dar ao luxo de não viver numa rotina fixa e isso não significa que as coisas não estejam acontecendo como devem acontecer, é só o esquema familiar que ela escolheu e que o mundo deve respeitar.

Leia também:

Mães se desprendem do prato feito e se satisfazem com o resto da fruta deixada pelo filho. Comem sem neuras o grão de arroz que sobrou no cantinho rosado e fofo da boca do bebê e não ligam de dividir o copo de suco, ainda que babado. Mães são mesmo desprendidas das bobagens desta terra. E por falar em terra, elas sentam na grama do parque e sujam o short de terra sim, carimbo de uma tarde divertida, o que mais seria?

Mães se desprendem de si mesmas quando se doam integralmente aos momentos vividos ao lado do filho. Se desprendem do tempo e da vida lá fora quando amamentam seus filhos e sabem que ali, em seu peito ele encontra um refúgio seguro e confortável. A beleza de tudo é quando elas descobrem que estar alí também é recanto sagrado onde se encontram consigo mesmas e percebem que o que era antes não se foi, mas transformou-se em soma a quem ela é hoje, transmutou. Mães se desprendem dos casulos de outrora e ganham asas como presente materno. Mães podem voar longe quando se desprendem de si mesmas e se entregam ao amor materno.

Que a maternidade seja base de um novo começo. Seja grande, alada e desprendida.


Like it? Share with your friends!

3.1k shares

What's Your Reaction?

Uau Uau
0
Uau
Gostei Gostei
0
Gostei
Amei Amei
1
Amei
Ouwn Ouwn
0
Ouwn

Deixe um Comentário

comments

error: Este conteúdo é protegido pelas leis de direitos autorais, não copie, compartilhe. :)