Para Namorar Meu Filho

3 min


Para Namorar Meu Filho
Para Namorar Meu Filho

Garotas, hoje o papo é sério! SERÍSSIMO!

Já faz tempo que vejo circular pelos feeds das mães uma lista muito esquisita, tipo um código de Hamurabi das Sogras, confesso que primeiramente dei uma passadela de olho e como milhões de outros conteúdos do mesmo tipo, ignorei muitos pontos, pois achei bem “delusional“, coisa de louco mesmo..ai me lembrei…as sogras existem e muitas delas fazem questão absoluta de seguir esse Código Penal de Maluquice, por isso mães novas…vamos conversar!

As sogras assombram a vida das noras há muitos e muitos séculos. Elas são tão primitivas quanto os dinossauros, pois nascida uma criança, nasce uma mãe e uma futura sogra de alguém. É INEVITÁVEL. É claro que não dá pra generalizar, mas sogra é sempre sogra…não tem jeito.
Então, não deveria causar espanto a coleção de histórias de sogras de todos os tipos que ouvimos nas rodinhas tagarelas da mulherada, vi até um grupo de apoio se formar num quarto improvisado para troca de fraldas em uma festinha de um ano. A cada segundo novas adeptas adentravam no QG e desabafavam, se abraçavam e se apoiavam. As sogras são danadas!

E a cada dia que passa fico mais estarrecida com os testemunhos que a gente ouve por ai. Tem coisa que pareceria até mentira se eu não tivesse presenciado ou até vivido alguns desses relatos, razão a qual sempre disse aos amigos mais próximos que por favor, se por acaso me verem sendo a sogra do capeta, me policiem, me impeçam…me amarrem! A lista maluca que eu li continha 10 ítens de uma loucura esquizofrênica, que além das doidices normais sobre serem as rainhas soberanas na vida dos filhos, trazem até o despropósito da seguinte sentença: “meu filho foi criado para não desrespeitar as mulheres, eu não!” ou “se quer fazer parte da família, dê razão para mim”. E qual é o ponto de tudo isso? Qual razão? Isso não é uma guerra!

Mães, acordem!!! Somos modernas, poderosas e independentes, não dá pra querer filho na barra da saia a vida toda. E se esse for o seu objetivo de vida, mude já para um plano de aposentadoria que envolva praia, sol, manicure e um baralho talvez, mas não um escravo de mãos o dia todo contigo te olhando. Os nossos filhos não são nossa propriedade, de forma alguma!

Sim, nós os parimos, amamentamos e cuidamos. Amamos cada dobrinha das pernas gorduchas e sofremos algumas madrugadas de choros estridentes. Investimos parte da nossa vida para fazê-los felizes, mas esse é o papel das mães.

Na maternidade não cabem relações vampirescas de obrigações ou endeusamentos das mães…as mães são apenas mães, nos cabe somente o amor e o zelo. Quando os meninos crescem e viram barbados, continua nos cabendo amor infinito, mas o zelo tem limite. Como adultos crescidos e criados eles estarão comendo, usando casaco no frio e escovando os dentes e como adultos que são, farão as suas próprias escolhas, certas ou erradas, mas decididas por eles. Confie na educação dada por você!

Leia também:

Nessa loucura de sogras possessivas e mães que perderam a sua função de zelo integral, ficam os pobres meninos, que se apequenam em meio a uma guerra por um amor que é vasto e tem para as duas. O amor pela mãe é uma coisa e pela esposa é outra. Nós escolhemos ter os nossos filhos, mas são eles que escolhem as suas esposas. Eles e somente eles. Não adianta espernear, fazer lista maluca, amarrar na boca do sapo, fazer chantagens loucas ou criar situações desagradáveis. Mesmo quando essas táticas de guerra surtem efeitos e o casamento afunda, tenha certeza absoluta que, no fundo eles sempre tem conhecimento do “dedo da santa mãezinha”.

Por isso meninas eu também fiz a minha lista de “Para Namorar o meu Filho”, no caso tenho dois meninos e já tenho pretendentes à nora batendo na minha porta, mas na minha lista eu só elenquei um ponto: Para namorar o meu filho, seja imensamente feliz com ele! E é só o que eu posso desejar, pois quando o objetivo é a felicidade e existe amor entre os dois…tudo vai dar certo!

Portanto, libertem-se mães e deixem os meninos amarem livres. Eles vão amar de qualquer maneira, então… entre na onda e deseje o bem!
Isso sim é amor de mãe, todo o resto…só coisas de sogra.


Like it? Share with your friends!

What's Your Reaction?

Uau Uau
0
Uau
Gostei Gostei
0
Gostei
Amei Amei
0
Amei
Ouwn Ouwn
0
Ouwn

Deixe um Comentário

comments

error: Este conteúdo é protegido pelas leis de direitos autorais, não copie, compartilhe. :)