O Boticário lança comercial polêmico de empoderamento feminino

3 min


O Boticário lança comercial polêmico
O Boticário lança comercial polêmico

O Boticário lança comercial polêmico de empoderamento e acaba gerando divergências de opiniões a respeito.

Ao que parece, há um esforço da marca em se aproximar dessa nova geração de mulheres fortes e independentes a respeito de seus corpos e vontades. Não muito distante a marca criou campanhas falando sobre a diversidade e adoção no dia dos pais. Aqui O Boticário celebra a diversidade com uma campanha sobre casais gays e em outro comercial aborda o tema da adoção de filhos no dia dos pais.

Então O Boticário resolveu falar sobre a vida das mulheres. É incrível o quanto é difícil para muitas marcas falarem para a mulher, mesmo as marcas que tem um sua maioria o público feminino. E isto não é uma crítica as mulheres, muito pelo contrário, é um questionamento a respeito do quanto estas marcas estão realmente interessadas em conhecer as mulheres para falar com elas sem cair no senso comum.

Veja a campanha que a marca fez para suas consumidoras, com o tema “Acredite na Beleza”

Obviamente que a campanha dividiu opiniões inclusive das mulheres. Teve quem amou e teve quem odiou a campanha dando a ela uma conotação machista e a acusando de ser unilateral porque deu a entender na abordagem que o casamento teoricamente acabou porque a mulher não se arrumou e isto é machista demais, convenhamos. Outras mulheres adoraram falando que se sentir bonita é essencial e que elas sim, gostariam de ir bem arrumadas na assinatura do divórcio para mostrar para o ex o que ele estava perdendo (querendo ou não voltar com ele). Para algumas mulheres isto é importante e não podemos negar que faz parte também do processo de cura de algumas feridas internas para muitas pessoas, ainda que não seja essencial na vida de muitas pessoas porque não somos feitos apenas de aparência ou casca, somos muito mais do que isto. A forma como o empoderamento e a autoconfiança foram abordados soa incômoda para muitas.

Em uma situação de divórcio ir “divando” assinar os papéis talvez passe a mensagem de querer mostrar que se é bonita e vale a pena (e não, não é por isto que uma mulher vale a pena) ou que “olha o que você esta perdendo” como se a mulher fosse um produto. S recuperar de algo do tipo, para muitas não teria nada a ver com mostrar isto para o outro. Se um homem não é capaz de te amar por quem você realmente é, não será chapinhas, make e roupas que farão muita diferença no processo. E mais, não tem problema algum ficar despedaçada com um divórcio, separações são tristes e chorar faz parte também do processo de cura. Como também não tem problema algum ir bem arrumada e se sentindo por cima da situação simplesmente se isto fizer bem para sua auto-estima.

Leia também:

Ainda que a campanha faça valer o desejo de superação de algumas mulheres baseadas na beleza e, sim, esta é a forma mais óbvia da marca mostrar isto já que vende produtos de beleza, ao que parece para muitas mulheres pareceu forçado. Ainda mais porque os casais não parecem ser reais, ou a pergunta que não quer calar: que casal em plena separação iria topar isto?

De qualquer forma, uma campanha publicitária não tem a obrigação de ser realista, vamos deixar isto para os documentários, filmes baseados em fatos reais (ainda assim enfeitados) e novelas (ainda assim um exagero estereotipado). Publicidade mexe com os desejos, expectativas e sonhos das pessoas dando uma amostra mais tangível em forma de imagem como seria estes desejos trazidos do país das maravilhas para a vida real. As vezes funciona muito bem, outras vezes não. Principalmente quando a linha tênue entre superação que poderia ser abordada de ambos os lados tem um viés machista e objetifica a mulher ou quando essa linha tênue parece ter sido ultrapassada para uns e para outros não. A do Boticário funcionou para muitas mulheres e por isto bater na tecla cada vez mais do empoderamento seja importante, porque é estranho o quanto muitas mulheres acharam a campanha maravilhosa (alerta de mulheres tendo expectativas demais em provar coisas para quem elas não precisam provar nada, porque elas não são obrigadas). Bola fora ou bola dentro a discussão foi lançada e isto nos incentiva a dar um passo a frente. Se é empoderante ou não? Há controvérsias.

 


Like it? Share with your friends!

What's Your Reaction?

Uau Uau
0
Uau
Gostei Gostei
0
Gostei
Amei Amei
0
Amei
Ouwn Ouwn
0
Ouwn

Deixe um Comentário

comments

error: Este conteúdo é protegido pelas leis de direitos autorais, não copie, compartilhe. :)