Tempo de leitura deste artigo:4 minutos

O tempo passa e uma tristeza toma conta do coração da mãe quando ela se dá conta que esta chegando a hora da temível e triste separação com o seu bebê. E como lidar com a volta ao trabalho e amamentação ao mesmo tempo?

Voltar ao trabalho parece ser como um corte que se abre no meio do peito e é difícil até respirar quando se pára pra pensar nisso. É injusto, muito injusto. As mães deveriam ter mais tempo para ficar com os seus filhos.

Que tipo de sistema é esse que recomenda a amamentação exclusiva por pelo menos 6 meses, mas sequer propicia o ambiente para que ela aconteça de forma confortável para as mães? É um sistema falho, nós sabemos. E diariamente muitas mães lutam contra ele, porque a saúde e o bem estar de seus filhos esta acima desta falha.

Estas mães lutam ordenhando leite diariamente no trabalho em lugares que não são próprios para isso, acordando mais cedo, dormindo mais tarde, carregando o leite ordenhado do seu filho no ônibus, no metrô, até sua casa, levando este mesmo leite para a creche.

Não é fácil, exige muita determinação, exige muito de uma mãe que esta sendo exigida o tempo inteiro. Sinta meu abraço apertado. Mas saiba que mesmo com todas essas dificuldade, é recompensador e muito gratificante poder oferecer o seu leitinho para o seu bebê. O que quero dizer com tudo isso é que é possível! Tenha força, tenha fé.

A volta ao trabalho com 4 meses não significa ter que introduzir alimentos na dieta do bebê e fazer isto não é recomendado pelos orgãos de saúde, não importa se foi o pediatra que indicou.

A volta ao trabalho com 6 meses não significa ter que desmamar um bebê, justamente pelo que foi dito acima e principalmente porque nos dois casos a amamentação continua antes da mãe sair de casa, quando chega em casa e nos fins de semana. Sempre em livre demanda.

Dicas para armazenar e ordenhar o leite materno:

• Se programe com dias de antecedência para não precisar correr contra o tempo

A ordenha pode começar a ser feita com pelo menos 15 dias de antecedência e o leite pode ser congelado em potes de vidros com tampa de plástico de rosca esterilizados. A mãe pode ir colocando leite líquido por cima do leite congelado para encher o pote. Não encher o pote até o fim pois depois de congelado o leite aumenta de volume e pode quebrar o pote de vidro fazendo você perder aquele leite ordenhado com tanto esforço.

• Prepare tudo o que você vai usar

Disponha de vidros, uma bomba de extração que melhor se adapte ao seu peito, uma bolsa térmica para trazer o leite congelado do trabalho.
Se a ordenha manual for melhor para você, faça a ordenha manual mesmo, o importante é encontrar uma forma para fazer isso que te agrade.

• Tenha a cabeça livre de preocupações e pense no bebê durante a ordenha

Ordenhar requer treino e nem sempre a mãe consegue tirar leite nas primeiras tentativas, não desista. Com o tempo você percebe que para fazer uma ordenha de sucesso, você precisa estar com a cabeça livre de problemas, relaxar, pensar no bebê e não se esquecer de preparar as mamas para a ordenha com massagens e pequenas sacudidas nos ombros, isso ajuda na descida do leite.

• Não se preocupe com a quantidade ordenhada

Muitas mães acham que 30ml, 50ml são muito pouco para um ordenha, mas não se apegue a isso. Tudo o que você conseguir ordenhar, vá juntando aos poucos nos vidros e logo você verá que com o tempo além de estar mais tranquila sobre isso, você terá um pequeno estoque para começar. A idéia é esta mesmo, ir juntando de pouco em pouco, por isso que é importante começar com antecedência.

Veja mais dois artigos importantes para continuar amamentando mesmo voltando ao trabalho:

Depois dessas dicas, tente, vá em frente no seu propósito. E quando você se der conta, estará fazendo todo o processo de olhos vendados.

Deixe um Comentário

comments