Tempo de leitura deste artigo:3 minutos

Se você tiver mais ou menos a minha idade, deve ter assitido Ursinho Pooh na infância.

Pois bem, eu adorava Ursinho Pooh e não perdia um episódio. Esta é a história de um ursinho guloso que ama mel e ao lado de seus amigos, vivem algumas aventuras.

Hoje resolvi colocar o Ursinho Pooh para meu filho ver e ele simplesmente amou. Mas eu nem imaginava que seria diferente. O desenho é cheio de musiquinhas delicadas com uma narrativa descontraída e leve, bem no estilo slow down.

A turminha de amigos animais e seu amigo humano Cristóvão são unidos e sua amizade é forte e verdadeira. O Ursinho Pooh acaba se colocando em várias enrascadas por causa da sua louca vontade de comer mel o tempo inteiro, seus amigos sempre aparecem para ajudá-lo. No meio do caminho esta turminha acaba aprendendo várias lições sobre a amizade, bondade e união.

Leia também:

O desenho é antigo e dá um pouco de saudade da infância. Aquela onde crianças só pensavam em coisas de crianças mesmo. Um narrador com uma voz doce e simpática narra vários pedaços da história. Eu particularmente adoro desenhos e filmes onde um narrador nos coloca a par de algumas situações criando um diálogo entre o expectador e a história.

E a trilha sonora? Ahh, doces e suaves canções combinadas com melodias acolhedoras. Que saudade de ser criança!

Dá uma olhadinha na versão original do desenho, que é a mais linda, obviamente.

Curiosidades sobre o desenho:

  • Ursinho Pooh é uma história de um livro livro escrito por A. A. Milne em 1926 e mais tarde adquirido pela Disney, o Ursinho Pooh se tornou uma das mais bem sucedidas histórias infantis de todos os tempos.
  • Winnie the Pooh, também conhecido como Ursinho Pooh ou Puff no Brasil, é fêmea, havendo uma diferença entre o personagem dos desenhos e o urso original, diz a escritora Lindsay Mattick.
  • Pooh, era o melhor amigo do Cristóvão (ou Christopher Robin no original) ganhou este nome por causa de uma ursa chamada Winnie, que viveu em um zoológico de Londres. Toda a história da origem de Pooh é descrita no livro “Finding Winnie: The True Story of the World’s Most Famous Bear”.
  • Lindsay Mattick é bisneta do tenente Harry Colebourn, um veterinário que comprou a filhote Winnie durante a Primeira Guerra Mundial. O nome da ursa foi uma homenagem à cidade canadense de Winnipeg.
  • A Winnie de verdade, o ursinho Pooh pra gente, era frequentemente visitada por um garoto chamado Christopher Robin, que mais tarde se tornou o Cristóvão do desenho. O menino amava tanto Winnie que deu o nome dela a seu próprio urso de brinquedo. O pai de Christopher Robin era o escritor Alan Alexander Milne, autor das histórias de Winnie the Pooh.

Existe toda uma história real por traz deste desenho tão lindo que inspirou o autor. Que bonito, não é mesmo?

Deixe um Comentário

comments