Tempo de leitura deste artigo:3 minutos

Top Of The Lake é um seriado intenso da Netflix e nos faz pensar e questionar o quanto nossas crianças estão seguras.

O primeiro episódio de Top Of The Lake começa com uma menina entrando em um lago gelado para se afogar. Mas muito além desta tentativa há segredos sombrios que rondam aquela pequena cidade de Queenstown, na Nova Zelândia.

O clima frio e a direção de arte cinzenta nos ajuda a entrar na narrativa lenta, porém intensa do seriado.

Esta série não é para pessoas que querem diversão ou assistir algo sem pensar em nada. Ela te cativa do início ao fim. Te faz sentir vontade de ver todos os outros episódios em uma ânsia para descobrir como serão as próximas cenas.

De forma comovente aborda a pedofilia e o abuso de incapazes, além de uma investigação constante em busca dos responsáveis.

Traz a tona um sentimento dolorido de indignação pela garota do lago e todas as outras. Traz a tona a vontade e sensação para que a investigadora Robin Griffin interpretada por Elisabeth Moss (Peggy Olson em Mad Man) consiga de fato ajudar estas crianças e descobrir o que acontece nesta cidade.

Leia também:

Quem são os suspeitos? Quem são os responsáveis por esta atrocidade?

A beleza do local que ironicamente se chama Paradise, se mistura com o despertar de um sonho trágico e que muitas vezes são deixados de lado, passam despercebidos aos olhos de muitos.

Robin (Elizabeth Moss) enfrenta ao mesmo tempo que investiga, o passado que a fez ir embora desta cidade, mas que agora a trouxe de volta para um acerto de contas.

Intenso, dramático, absurdo e trágico. Bem produzido, bem estrelado, imprevisível e de uma estética fora de clichês. Vale a pena ver.

A primeira temporada já esta disponível no Netflix e como são poucos episódios você consegue assistir quase inteira em um fim de semana.

Criada por Jane Campion (vencedora do Oscar de Melhor Roteiro Original por O Piano), Top Of The Lake, não só vai ganhar uma segunda temporada como também já tem o seu primeiro grande nome a ingressar no elenco: Nicole Kidman.

 

Como denunciar o abuso infantil?

Por meio do 100, o usuário pode denunciar violências contra crianças e adolescentes, colher informações acerca do paradeiro de crianças e adolescentes desaparecidos, tráfico de pessoas – independentemente da idade da vítima – e obter informações sobre os Conselhos Tutelares.

Contatar as autoridades competentes através do disque 100 também é fundamental após a forte suspeita ou confirmação do abuso. O serviço funciona diariamente de 8h às 22h, inclusive nos finais de semana e feriados. As denúncias recebidas são analisadas e encaminhadas aos órgãos de defesa e responsabilização, conforme a competência, num prazo de 24h. A identidade do denunciante é mantida em absoluto sigilo.

Deixe um Comentário

comments