Tristeza e desmame: 5 motivos que podem te abalar durante e após o desmame

2 min


564 shares
Tristeza e desmame

Em grande parte dos casos tristeza e desmame são duas palavras que caminham juntas, principalmente quando o desmame acontece de forma precoce.

O desmame é um momento de mudança. Pode ser um alívio para algumas mulheres, mas para outras, pode ser como uma grande perda. Mesmo se você estiver contando os dias até que seu bebê finalmente pare de mamar, você pode se surpreender ao descobrir que vai se sentir triste quando o dia realmente chegar.

Pode ser mais difícil do que você espera dizer adeus a este momento especial com seu filho. E, enquanto o desmame pode ser uma parte natural do desenvolvimento de seu pequenino que sinaliza crescimento e independência, pode também ser um momento de tristeza e depressão para você.

Esses sentimentos são normais e mais comuns do que você imagina.

5 razões pelas quais você pode se sentir triste ou deprimida durante o processo de desmame:

1. Desmame precoce

Se você tem que desmamar seu bebê mais cedo do que o planejado, você pode se sentir triste e decepcionada por ter que parar de amamentar. Você também pode se sentir irritada ou culpada que seu filho não será capaz de obter todos os benefícios da amamentação durante o tempo que você queria.

Quando é inesperado e não como você gostaria, tristeza e depressão são compreensíveis. É bom deixar-se chorar, mas não seja muito dura consigo mesma. Saiba que você está fazendo o melhor que pode para você e seu filho. E, se você não puder fornecer seu leite materno a seu filho, lembre-se que fórmula infantil é uma alternativa segura.

De qualquer forma é importante saber que a volta ao trabalho não é motivo para desmame, ainda que você não consiga ordenhar e deixar seu leite, pode amamentar quando chega em casa, a noite, de manhã e nos fins de semana normalmente.

Não são todas as doenças também que te impedem de amamentar, há tratamento para muitas doenças, mesmo amamentando. Veja aqui: Doenças maternas e amamentação.

E algumas ações podem evitar um desmame precoce como se manter longe de bicos artificiais e amamentar em livre demanda. Veja mais sobre isto aqui: O ciclo de problemas, chupeta, mamadeira e baixa produção de leite e aqui: o que é livre demanda e por que precisamos dela.

2. Perda do vínculo da amamentação

Há um vínculo especial que se forma entre a mãe e seu filho durante a amamentação. Quando seu filho pára de mamar, pode haver um sentimento de vazio como se você tivesse perdido alguém de um relacionamento próximo. Tente lembrar-se de que há outras coisas além do aleitamento materno que você e seu filho podem fazer juntos para manter esse vínculo forte.

Passe algum tempo com seu filho de outras maneiras. Por exemplo, vocês ainda podem aconchegar-se no sofá enquanto conversam, dão risadas, cantam uma música ou lêem uma história juntos.

3. Seu filho está crescendo

Seu filho está ficando mais velho e se tornando mais independente. Você pode sentir que seu filho não precisa mais de você. No entanto, mesmo que ele não precise mais de você para satisfazer suas necessidades nutricionais e de sucção, ele ainda precisa de você para confortá-lo de muitas outras maneiras. Tente se concentrar em todas as experiências novas e maravilhosas que você vai começar a compartilhar com seu filho.

4. É seu único ou último filho

Pode ser mais fácil encarar o desmame do seu filho quando estiver planejando ter outro bebê. Mas, se você sabe que este é o último ou o único bebê que pretende ter, o desmame pode trazer um monte de emoções. Pode ser difícil aceitar que este capítulo de sua vida está chegando ao fim.
No entanto, com cada final, há um novo começo, e pode ser emocionante se preparar para o próximo capítulo de sua vida.

5. Seu corpo está mudando

Quando seu filho passar pelo processo de desmame, os hormônios em seu corpo passam por mudanças. Hormônios como prolactina, estrogênio e progesterona, começam a retornar aos níveis que eram antes de você engravidar e amamentar. Se o seu filho largou o peito de repente, essas mudanças podem afetar suas emoções mais do que quando ele desmama lentamente.

Se o desmame para vocês for um processo determinado por você, e você pretende fazê-lo, faça isto gradualmente e opte sempre pelo desmame gentil. O desmame gradual dá ao seu corpo mais tempo para se adaptar às mudanças hormonais. Isso não significa que você ainda não estará triste, mas a tristeza pode não ser tão esmagadora quando seus hormônios cairem a uma taxa mais estável.

Quando procurar ajuda para tristeza ou depressão

Existe uma quantidade razoável de tristeza que vem junto com o fim da amamentação. Você pode até chorar, e isso é OK. É saudável falar sobre como você se sente e se expressar através de suas emoções. Você pode conversar com seu parceiro, família, amigos e outras mulheres que também passaram pelo desmame para encontrar apoio. Grupos de amamentação também podem fornecer dicas e conselhos para ajudá-la a superar os sentimentos que vem junto com o desmame.

No entanto, às vezes a tristeza junto com as alterações hormonais em seu corpo podem levar a uma depressão mais grave. Se você está chorando o tempo todo e sua tristeza é esmagadora e esta interferindo em sua vida, é hora de procurar a ajuda de um médico.

Leia também:


Like it? Share with your friends!

564 shares

What's Your Reaction?

Uau Uau
1
Uau
Gostei Gostei
1
Gostei
Amei Amei
1
Amei
Ouwn Ouwn
0
Ouwn

Deixe um Comentário

comments

error: Este conteúdo é protegido pelas leis de direitos autorais, não copie, compartilhe. :)