Quando é hora de desmamar? Quem decide?

3 min


2.1k shares
Quando é hora de desmamar
Quando é hora de desmamar

O assunto é sério e muito importante quando se trata de amamentação. Muitas mães ficam em dúvida e se perguntam até mesmo em tom de culpa: Quando é hora de desmamar?

A princípio vamos começar falando a respeito das recomendações dos Órgãos de Saúde a respeito da amamentação. A OMS – Organização Mundial de Saúde, a SBP – Sociedade Brasileira de Pediatria e o Ministério da Saúde, recomendam que mães amamentem por 2 anos ou mais seus filhos.

Sendo que os primeiros seis meses são de leite materno exclusivo e a partir daí, quando inicia a introdução alimentar e até o primeiro ano de vida do bebê, o leite materno continua sendo o principal alimento do bebê.

Depois de 1 ano de vida, o leite materno se torna complementar a alimentação por 2 anos ou mais. Veja aqui o que já escrevi sobre isto: Amamentação prolongada: 2 anos ou mais.

Na teoria parece bem fácil, mas não é. De qualquer forma saiba que apesar das possíveis dificuldades aparecerem no meio do caminho, é possível sim amamentar por mais de 2 anos caso a mãe assim deseje e caso ela espere pelo desmame natural.

E porquê esta recomendação de 2 anos ou mais? Pelas vantagens do aleitamento materno até esta idade e por garantir que o bebê seja nutrido física e emocionalmente no peito da mãe neste período, que são também conhecidos como parte dos primeiros mil dias do bebê.

Falei sobre os primeiros mil dias do bebê aqui: Os primeiros mil dias do bebê e sua importância.

Infelizmente alguns fatores podem atrapalhar o objetivo de amamentação como preconizam os Órgãos de Saúde, alguns destes motivos podem ser: falta de apoio e incentivo da família, do médico pediatra (pasmem!), das políticas públicas que dão muito pouco tempo de licença maternidade e da sociedade em geral.

Ainda com todos estes empecilhos, quando a mãe esta bem informada, ela pode conseguir amamentar prolongadamente.

Primeiro por que quando ela esta bem informada, nem mesmo o pediatra com a pressão que muitos fazem dizendo que leite materno não serve mais a partir do sexto mês, com sua falta de atualização e falta de entendimento no manejo adequado da amamentação conseguem impedi-la pois ela esta determinada, empoderada a respeito, se cercou de informação e outras pessoas que apoiam sua amamentação, o que também é essencial.

Sobre leite materno perder suas qualidades a partir de determinada idade, isto não acontece, veja o que escrevi sobre o assunto aqui: Até quando o leite materno tem nutrientes?

Segundo que, na volta ao trabalho, a mãe que se informa bastante percebe que pode deixar seu leite ordenhado para seu bebê e que pode continuar amamentando antes de sair de casa, quando chega do trabalho, durante a noite e nos fins de semana normalmente, ainda que seu filho durante o dia não mame no peito, ainda é possível manter a amamentação quando ela esta presente com o filho.

E o corpo da mãe irá se adaptar a esta nova realidade da amamentação. Para se empoderar a respeito da volta ao trabalho, veja nossos artigos da categoria: Volta ao trabalho.

Terceiro e último, é importante que a mãe se fortaleça para não se deixar levar por pitacos e palpites, mitos e desinformações a respeito de sua amamentação.

Neste caso, se informar ainda é o melhor caminho para se manter fortalecida para enfrentar terceiros que insistem em se envolver em assuntos que não lhe dizem respeito e para isto temos uma gama enorme de artigos de apoio e incentivo a mãe que amamenta bem aqui: Incentivo a amamentação.

E um artigo que gosto bastante aqui: Amamentação de todo dia, os pitacos da vida e silêncio.

Então, quando devo desmamar meu bebê?

A resposta é simples: enquanto você quiser amamentar e seu filho tiver interesse por mamar, você não precisa desmamar seu bebê.

Se você puder seguir as recomendações, será maravilhoso para você e para o seu bebê, se você não puder seguir as recomendações por fatores pessoais, pense bastante a respeito se sua decisão vem de você mesma, de um desejo pessoal ou é uma decisão por que esta se sentindo pressionada por terceiros.

A questão é que esta decisão é apenas sua e de mais ninguém e é preciso toma-la baseada em uma vontade completamente pessoal e não por pressão e interferências de terceiros.

Para isto é preciso se conhecer, conhecer seu filho e estar atenta. No artigo Desmame: Fatos e Mitos você poderá se informar sobre este tema tão delicado e descobrir se seu filho demonstra sinais de estar preparado para o desmame.

Então se esta decisão ronda seus pensamentos, tente descobrir de onde ela vem: de um desejo único e exclusivo seu ou porque esta se sentindo pressionada por uma série de fatores que tem a ver com terceiros.

Se pergunte: Por quê eu quero desmamar? Dependendo da resposta, você saberá “quando”.

Além disto saiba que não é preciso desmamar um bebê por causa de tratamentos médicos ou por causa de uma nova gravidez.

Hoje em dia existem uma série de medicamentos que tratam doenças comuns e virais e que são compatíveis com a amamentação, exija isto do médico que te atender.

Você pode conferir a lista aqui: Amamentação e uso de medicamentos. E gravidas podem continuar amamentando normalmente, veja aqui: Grávida pode continuar amamentando?

Você é a dona do poder em relação a sua história de amamentação, não permita que terceiros te desestruturem porque uma vez que você desmama por causa dos outros, acaba se sentindo culpada depois. Tente tomar essa decisão de forma muito esclarecida, informada e bem pensada. 😉


Like it? Share with your friends!

2.1k shares

What's Your Reaction?

Uau Uau
0
Uau
Gostei Gostei
0
Gostei
Amei Amei
0
Amei
Ouwn Ouwn
1
Ouwn

Deixe um Comentário

comments

error: Este conteúdo é protegido pelas leis de direitos autorais, não copie, compartilhe. :)