Por que mães estão sempre com sono

2 min


842 shares
Por que mães estão sempre com sono

Eu tenho sono, muito sono. Na verdade me sinto exausta, morta, cansada, estafada.

A fadiga, o esgotamento…os limites parecem que me alcançaram. E eu que sou tão faladeira…tenho até economizado nas palavras. Estou procrastinando faz semanas e essa pauta não sai da minha cabeça, na verdade ela não sai mais de mim!

Fui pesquisar sobre os malefícios que a falta de sono traz e encontrei na minha pesquisa, uma maioria de textos sobre mães sonolentas e acabadas, me deparei com o relato amigo de diversas mães de bebês que não dormem, bebês “naquela” fase dos primeiros noventa dias, das cólicas, dos narizes entupidos, madrugadas de dentes incomodativos.

Busquei textos sobre procedimentos, processos, modus operandis sonolentis (embora já tenhamos feito de tudo), mas a única realidade que me importa nesse momento é a de que eu estou exausta.

Exaurida agora, nesse exato momento…e nos próximos também. Quem me conhece deve ficar abismada, pois o meu pequeno primeiramente, não é tããão pequeno assim, já é um “carinha” de 18 meses, anda, tem vários dentes, mamou mais de um ano no peito, tem o quarto dele, come maravilhosamente bem, é calmo, feliz, não teve problemas de adaptação na creche, teve dois resfriados fracos e o marido divide com maestria todas as funções, enfim…um sonho de bebê!

MAS ELE NÃO DORME NOITES INTEIRAS AINDA.
e isso…
bem isso está me matando!

Leia também:

Fiquei três semanas sem conseguir escrever absolutamente nada e muito pouco fiz pelos meus projetos pessoais, fora a leitura dos livros. O meu home-office está organizadíssimo, mas somente porque pouco eu fiquei por lá, pois o meu laptop morreu e fiquei usando os computadores dos meninos. Nesse “falecimento digital” perdi meus arquivos, perdi meio livro que tinha rascunhado e perdi fotos e vídeos que NÃO, não estavam na nuvem, nem do HD externo (que me obrigarei a comprar) e agora não existem mais… Dei uma desanimada legal, uma cansada dos meus trabalhos…um “energy down” horroroso!

Mas resolvi me acalmar, até porque essas coisas acontecem…mas então veio a virose! Começou no bebê com um show digno do “exorcista” de vômito de mamá e um resto de sopa pelo quarto todo, pelo berço inteiro, quando peguei o pequeno fiquei eu coberta de leite azedo e tudo mais…

Esse era o prenúncio de como seria o resto da semana, mas mantive o mínimo de animação porque receberia um casal queridíssimo de amigos para o feriado e como ainda era sábado, achei que teria alguns dias à meu favor.

Engano meu! Depois de incontáveis diarreias vazadas, um ciclo de lavação de roupas eterno e um clima que não contribuía para a secagem, resolvi novamente respirar fundo e ficar feliz porque o bebê não tinha febre e estava se alimentando bem, então me restava hidratar, observar e limpar… (e lavar…lavar..lavar)

Um dia antes do feriado, fui eu é claro, a vítima virose maldita e na sequência o meu marido. Não vou relatar aqui detalhes do que se passou, mas o resultado era péssimo e parecia que eu tinha sido atropelada por um trator (ida e volta).

Na véspera do feriado, recebemos os amigos e eles foram super companheiros de sofá e de um final de semana sossegadíssimo, o que contribuiu para a minha recuperação, não tanto quanto o poder curativo de colo de amiga, como eu estava com saudades!

Fora o help com o bebê, que foi bom pra eles já irem dando uma treinada! Assim, tive essa “deliciosa desculpa” para me presentear com mini-férias dos meus afazeres profissionais, mas hoje voltou a segunda-feira…e com ela a culpa das coisas que eu não fiz como eu gostaria nessas três semanas. Veio a culpa pelo meu cabelo descabelado, minha cara de zumbi e a impressão de que eu vivo de pijama, mas são só as roupas mal enjambradas…

Veio o meu sono acumulado e que emoldurou em mim de forma escancarada, a falta que o sono me faz…me fez. Já nem sei direito. Geralmente me sobra energia, positividade, entusiasmo e dicas para otimizar os trabalhos no home office, hoje não.

Espero trazer para vocês na próxima semana um post cheio de entusiasmo e com notícias de um bebê que dorme a noite toda e uma receita de suco energizante, MAS hoje eu somente gostaria de compartilhar com vocês O MEU SONO. Seguimos avante meninas! Coragem para todas nós! (e umas noites de sono…se possível!)

Texto por: Maíra


Like it? Share with your friends!

842 shares

What's Your Reaction?

Uau Uau
0
Uau
Gostei Gostei
0
Gostei
Amei Amei
0
Amei
Ouwn Ouwn
0
Ouwn

Deixe um Comentário

comments

error: Este conteúdo é protegido pelas leis de direitos autorais, não copie, compartilhe. :)