Perda de peso no bebê amamentado: quando se preocupar?

3 min


662 shares
Perda de peso no bebê

A maioria das mães estão preocupadas constantemente com a perda de peso no bebê.

Quando ele mama exclusivamente no peito, a preocupação com a perda de peso no bebê geralmente aumenta.

É normal que um recém-nascido amamentado tenha uma perda de até 10% do seu peso corporal durante a primeira semana de vida. Depois disso, seu bebê deve ganhar uma média de 22 gr por dia, variando entre alguns dias e entre alguns pediatras. Veja mais aqui: Ganho de peso de bebê: entenda mais

Seu recém-nascido não está recebendo leite materno suficiente e perdendo peso se:

  • Perde mais do que 10% de seu peso ao nascer
  • Continua perdendo peso após a primeira semana de vida
  • Ainda está com o mesmo peso de nascimento depois de 2 semanas de vida
  • Não faz mais do que 4 ou 5 fraldas de xixi por dia depois de uma semana de vida (antes disto é normal ter menos fraldas)

Causas da perda de peso no recém-nascido amamentado

Não mamar o suficiente: é importante que você coloque seu bebê no peito pelo menos a cada 2 a 3 horas se ele não pede para mamar antes, para fornecer ao seu bebê leite materno suficiente para ganhar peso.

Amamentar em livre demanda também significa oferecer o peito para o bebê quando ele não pede e/ou já se passaram mais de 1 hora sem mamar para recém-nascidos.

Pega incorreta

Quando seu bebê não faz a pega corretamente, ele não pode efetivamente ordenhar leite suficiente de seu peito para crescer em uma taxa saudável e consistente.
Veja aqui: como fazer a pega correta para amamentar

Algum problema quem impede seu bebê de fazer a pega correta

Se suas mamas estão ingurgitadas pode ser difícil para o bebê fazer a pega com a mama dura demais e cheia demais, ordenhar o excesso e deixar a mama macia pode facilitar a pega.

Se seus mamilos são muito grandes, mamilos planos ou mamilos invertidos, seu filho pode ter dificuldade de fazer e pega e precisar de ajuda. Lembrando que mamilos planos ou invertidos não te impedem de amamentar se você e o bebê conseguem fazer a pega correta juntos ou pedem ajuda para fazer a pega, estando sempre longe de bicos artificiais. Veja aqui: Tipos de mamas na amamentação

Os bebês também podem ter problemas físicos ou neurológicos que interferem com a sua capacidade de fazer a pega correta para mamar. Sem uma boa pega, seu bebê não será capaz de obter leite suficiente. Avaliar se é esta a questão é importante desde o nascimento.

Uso de bicos intermediários de silicone para mamas

Os bicos intermediários geralmente são oferecidos para mães com bicos planos ou invertidos, no entanto, eles podem piorar a situação. Neles, o bebê precisa fazer uma esforço maior para sugar o leite, mamar menos e isto interfere em seu ganho de peso. Consequentemente, o estímulo inadequado da mama causado pelo bico intermediário, diminui a produção de leite. O que vira um ciclo de problemas interminável.

Eles também estão associados a possibilidade de ter fungos e bactérias na mama e na boca do bebê. Ou seja, muitas desvantagens. Veja aqui: produtos para amamentação, será?

Um bebê sonolento

Recém-nascidos sonolentos precisam ser despertados para mamar a cada 2 a 3 horas. Amamentar um bebê sonolento pode ser um desafio, mas é muito importante certificar-se de que seu bebê está mamando com freqüência e recebendo leite materno suficiente para ganhar peso. Se ele esta perdendo peso, este intervalo de mamadas deve diminuir mais ainda.

Dificuldades na ejeção do leite

Um parto difícil, estresse ou retenção de placenta são algumas das causas que interferem na ejeção do leite materno. Tentar relaxar e manter a calma pode fazer diferença na sua ejeção de leite materno. O problema é temporário e passa assim que você se acalma, no entanto, se ele acontece várias vezes durante o dia ou semana, pode começar a interferir no ganho de peso de seu bebê.

Se você se sentir esgotada demais e estressada, peça sempre ajuda e não deixe as dificuldades diárias se transformarem em problemas maiores do que são. 😉

Baixa produção de leite

Raramente mulheres são incapazes de produzir leite materno. Algumas vezes mulheres tem sua produção de leite diminuída por uma série de problemas que foram virando ciclos e se tornando maiores.

O uso de chupetas e mamadeiras são causas frequentes para diminuição da produção de leite materno, bem como recusa do bebê em mamar no peito da mãe causada pela confusão de bicos.

Entenda mais sobre isto aqui: O ciclo de problemas: chupeta, mamadeira e baixa produção de leite materno.

Assim que os agentes causadores deste problema são eliminados e a mãe começa a amamentar em livre demanda, a produção volta ao normal.

Mães com certas questões físicas ou hormonais, como mamas tuberosas (condição rara que interfere no desenvolvimento das mamas, precisando em grande parte dos casos de cirurgia plástica), hipotireoidismo (associado em algumas pesquisas com diminuição da produção de leite materno) ou uma cirurgia de redução de mamas (raramente impeditiva para amamentação hoje em dia – poucos casos precisam de acompanhamento) podem ter dificuldades em produzir a quantidade adequada de leite materno.

Mas logo que a causa é descoberta e o atendimento com profissional de lactação se inicia, o processo de amamentação se torna mais tranquilo com técnicas para estimular a produção de leite materno destas mães.

O que fazer quando o bebê começa a perder peso?

  • Procure ajuda imediatamente: banco de leite humano ou consultora em amamentação e pediatra.
  • Avalie a pega do bebê para saber se esta correta. Uma consultora de lactação, banco de leite ou um grupo de apoio à amamentação podem te ajudar com isto.
  • Peça ao médico do seu bebê que verifique se o seu filho tem alguma doença ou qualquer outro problema que possa interferir na amamentação. Infecções, disfunções orais, icterícia e outros problemas em recém-nascidos podem causar problemas na amamentação e interferir no ganho de peso.
  • Monitore o peso do bebê com o pediatra.
  • Acompanhe a quantidade de fraldas molhadas do bebê todos os dias.
  • Amamente seu bebê frequentemente, pelo menos a cada 2-3 horas ou menos tempo.
  • Se você tem um bebê sonolento, acorde o bebê a cada duas horas para amamentar, pelo menos.
  • Amamente por mais tempo. Deixe o bebê mamar a vontade em cada um dos peitos.
  • Consulte o seu médico para saber se existe uma questão física ou hormonal que está a interferindo em sua produção de leite (hipotireoidismo, por exemplo).
  • Se você percebe realmente uma baixa produção de leite, você pode ordenhar seu leite nos intervalos de mamada do seu filho para ajudar a estimular as mamas a produzirem mais.

Lembre-se:

Perder peso é diferente de “não ganhar” peso no mês e também diferente de um “ganho de peso abaixo do esperado”.

As vezes o bebê tem um ganho de peso menor do que o esperado, porém ele cresceu em centímetros mais do que a maioria e não apresenta nenhum sinal de quê não esteja recebendo leite materno suficiente.

As vezes o bebê tem um baixo ganho de peso que serve de alerta para corrigir algumas técnicas na amamentação. A preocupação maior é principalmente quando o bebê “perde” peso no mês e isto também vai depender de sua idade. Recém-nascidos requerem maior atenção quando não estão ganhando peso.

Quando o bebê esta acima de 1 ano de idade, seu ganho de peso reduz muito, as vezes ele também não ganha peso durante o mês porque a partir de agora seu ritmo de ganho de peso irá mudar completamente e ele irá ganhar menos do que quando era recém-nascido e isto é completamente normal.

Leia também:

Fontes: American Academy of Pediatrics. New Mother’s Guide To Breastfeeding. Bantam Books. New York. 2011.
Lawrence, Ruth A., MD, Lawrence, Robert M., MD. Breastfeeding A Guide For The Medical Profession Sixth Edition.  Mosby. Philadelphia. 2005.
Riordan, J., Wambach, K. Breastfeeding and Human Lactation Fourth Edition. Jones and Bartlett Learning. 2010.


Like it? Share with your friends!

662 shares

What's Your Reaction?

Uau Uau
0
Uau
Gostei Gostei
0
Gostei
Amei Amei
0
Amei
Ouwn Ouwn
0
Ouwn

Deixe um Comentário

comments

error: Este conteúdo é protegido pelas leis de direitos autorais, não copie, compartilhe. :)