Tempo de leitura deste artigo:3 minutos

Os filhos vão crescer sem se dar conta do tempo que passa.

Nós desejaremos que eles cresçam lentamente. Os filhos vão crescer e sequer vão perceber, nós vamos pedir mais tempo ao próprio tempo.

E então você se dá conta que seu filho esta crescendo, o tempo esta passando e enquanto pra ele tudo é novidade e diversão, pra você é só seu bebê ganhando o mundo aos poucos.

Foi em uma conversa no café da manhã que eu descobri o quanto crescer para meu filho era algo que ele sequer percebia que estava acontecendo.

-Mamãe, minhas pernas ainda não alcançam o chão quando eu sento na cadeira.
-Filho, suas pernas vão crescer com você e um dia você vai tocar o chão com o pés (eu lá achando que isso pra ele era um problema).
-Ahh não mamãe, eu quero que minha perna continue assim!
-Tudo bem!

E aí eu me dei conta: os filhos crescem e não percebem. A gente acompanha nosso pequeno bebê virando uma pequena criança e logo um adolescente, um jovem. Mas eles, que presente mais bonito da vida…quando se derem conta, já foi.

Você lembra quando foi que você teve consciência de quê sua infância tinha acabado? Que você não era mais uma criança que corre para o colo materno a qualquer sinal de problema? Não foi com 5 anos, nem com 10…

Quando você se deu conta, já tinha passado. Ainda, a vida presenteia nossos jovens filhos com toda a empolgação da adolescência, da vida jovem e o quanto se pode conquistar com isso.

É la frente, talvez quando se tornarem mães ou pais que vão se dar conta: ahh, como era bom ser criança!

Dentro do peito foi um aperto quando me dei conta que ele cresce a cada dia, deixou de ser um bebê e agora é um pequeno garoto e em breve crescerá mais e mais. Mas o coração logo se aqueceu quando também descobri que pra ele, o tempo hoje, não é nada mais do que um dia por vez, uma conquista por vez, uma nova aventura por vez.

Uma nova dúvida por vez. Um novo aprendizado por vez.

– Filho, mamãe ama você!
– Eu também te amo, mamãe!

Foi assim que terminamos nosso pequeno papo sobre pernas que não alcançam o chão para ele e o quanto tempo passa rápido demais para mim. E sim, um dia eles passam a responder nossos infinitos “eu te amo” com “eu também te amo”. Não é sensacional?

Leia também:

Deixe um Comentário

comments