Tempo de leitura deste artigo:6 minutos

Você conhece qual o papel da ocitocina amamentação?

A ocitocina na amamentação é a responsável pela ejeção do leite e outras sensações de tranquilidade e relaxamento. Sabe quando você sente um formigamento nas mamas internamente e de repente seu leite começa a sair do bico como um chuveirinho? É a ocitocina em ação.

Claro que nem todas as mulheres sentem este formigamento e um chuveirinho de leite saindo do bico, mas as que sentem, conseguem perceber o momento de forma bem diferente do resto da amamentação. E veja, não sentir isto não tem nada a ver com falta de leite, ok?

O que é ocitocina?

A ocitocina é um hormônio produzido pela glândula pituitária no cérebro. Tem muitas funções no corpo humano. Aumenta o relaxamento, reduz o estresse e a ansiedade, reduz a pressão arterial e causa contrações musculares. A ocitocina também é o hormônio envolvido nas relações sociais, vínculo, confiança e amor.

A ocitocina esta presente até mesmo durante o orgasmo no ato sexual e a ocitocina na amamentação ajuda a ejetar o leite, relaxar a mãe (você sente aquele soninho e fica tranquila amamentando graças a ocitocina) e diminuir seu estado de alerta para um estado tranquilo e sereno.

A ocitocina também é conhecida como o hormônio materno, o hormônio anti-estresse e o hormônio do amor.

A ocitocina na amamentação:

A ocitocina na amamentação também é responsável pelo vínculo amoroso e emocional forte entre você e seu bebê. Durante a amamentação, a liberação da ocitocina pode te deixar sonolenta (eu dormia até de dia amamentando), tranquila e muito relaxada. Aumenta a temperatura do seu corpo (eu sentia muito calor, principalmente nos pés, mas muitas mães sentem as bochechas aquecerem). Todas estas sensações podem te dar sede também.

A ocitocina também desencadeia contrações do útero. Durante o parto a ocitocina ajuda o útero a se contrair e empurrar o bebê. Durante a amamentação ela ajuda a diminuir o tamanho do útero. Estas contrações uterinas são semelhantes às cólicas menstruais. As contrações uterinas ajudam a diminuir a quantidade de sangramento pós-parto e prevenir a hemorragia. Também permitem que o útero volte ao tamanho normal rapidamente.

Como funciona o reflexo de descida do leite causado pela ocitocina?

Quem acompanha os artigos deste portal sabe que em muitos dele eu falo bastante sobre os sinais que a sucção do bebê envia para o corpo, sobre o corpo entender os sinais do bebê, sobre nossa “máquina interna“, e como nosso corpo e a natureza são perfeitos. Quando digo isto, estou falando de forma bastante simples sobre os mecanismos de funcionamento do corpo humano e todos os hormônios ativos durante a amamentação que fazem as coisas acontecerem.

Durante a sucção do bebê na amamentação, ou seja, quando a boca do bebê toca seus mamilos e ele faz a pega correta para mamar, as células nervosas nas suas mamas enviam um sinal para seu cérebro produzir ocitocina.

Este processo permite que o leite seja produzido por outro hormônio chamado prolactina ao mesmo tempo e logo em seguida, seja ejetado de suas mamas.

As glândulas produtoras de leite materno se contraem, espremendo o leite materno nos ductos de leite, que também se contraem empurrando este leite da sua mama para o mamilo e em seguida para a boca do bebê = ejeção de leite.

Este processo é chamado de reflexo de ejeção ou descida do leite. E isto também pode acontecer quando você esta longe do bebê e pensa nele ou vê outro bebê ou o ouve chorar.

O reflexo de ejeção do leite causado pela ocitocina não tem nada a ver com a produção de leite. O hormônio que produz o leite materno é a prolactina.

As cólicas que a ocitocina causa durante a amamentação são prejudiciais ao bebê que esta sendo gestado?

A amamentação durante uma nova gravidez geralmente é segura caso sua gravidez seja saudável. E falei mais sobre isto aqui: Pode amamentar grávida?

A ocitocina também é liberada durante a intimidade física e o orgasmo. Se sua gravidez for de alto risco, o médico também vai contra-indicar ter relações sexuais, pois o sexo também pode causar contrações uterinas. Se o seu médico te aconselha a não amamentar por estar grávida, logo, ele precisa fazer o mesmo em relação ao sexo. Se ele não contra-indica o sexo, mas contra-indica a amamentação, questione o embasamento para esta contra-indicação e peça uma outra opinião médica.

Ocitocina na amamentação e sua liberação:

  • Uma sensação de formigamento ou pontadas nas mamas.
  • Cólicas no útero quando você amamenta.
  • Ouvir seu bebê engolir enquanto está amamentando.
  • Leite materno vazando das mamas.
  • Sentir-se feliz e relaxada depois de amamentar seu bebê.

Ocitocina na amamentação, dor e estresse:

A dor pode interferir no reflexo de ejeção do leite, mas a dor não é capaz de secar o leite de um dia para o outro e logo que você se acalmar, o leite volta a fluir sem grandes problemas.

Estresse, cansaço, medo, constrangimento, consumo de álcool e fumar podem alterar a liberação da ocitocina, mas como mencionado acima, esta interrupção é momentânea e logo que você se acalmar e tentar respirar fundo, buscar apoio e colo (para você mesma), a ocitocina volta a fazer seu leite ejetar de suas mamas normalmente.

Leia também:

Referências:

Cadwell, Karin, Turner-Maffei, Cynthia, O’Connor, Barbara, Cadwell Blair, Anna, Arnold, Lois D.W., and Blair Elyse M. Maternal and Infant Assessment for Breastfeeding and Human Lactation A Guide for the Practitioner. Second Edition. Jones and Bartlett Publishers. 2006.
Lawrence, Ruth A., MD, Lawrence, Robert M., MD. Breastfeeding A Guide For The Medical Profession Seventh Edition. Mosby. 2011.
Riordan, J., and Wambach, K. Breastfeeding and Human Lactation Fourth Edition. Jones and Bartlett Learning. 2014.

Deixe um Comentário

comments