O que é refluxo em bebês: tipos de refluxo e como aliviar

4 min


1.5k shares
O que é refluxo em bebês

Todos os bebês golfam, mas como você pode dizer o que é refluxo em bebês e o que é normal?

Existem diferenças entre refluxo-doença e refluxo fisiológico. Saber o que é refluxo em bebês é fundamental para evitar a auto-medicação ou medicamentos desnecessários que possuem muitos efeitos colaterais no bebê. Isto significa que nem sempre um bebê que golfa todo o leite após as mamadas tem o refluxo-doença.

Refluxo gastroesofágico é um termo que médicos usam para descrever uma condição onde os alimentos e ácidos do estômago voltam para o esôfago. Um anel de músculos localizado no fundo do esôfago – o esfíncter esofágico inferior – abre e fecha para permitir que o alimento entre no estômago. O esfíncter esofágico interior então se abre para liberar gás após as refeições.

Mais do que gás pode escapar, no entanto. O esfíncter esofágico inferior também pode permitir que o conteúdo do estômago volte para o esôfago e para fora da boca.

Desde golfadas até vômitos em jatos de leite, são situações que podem acontecer nestes episódios. Muito comuns durante ou após a mamada, a volta do leite também pode acontecer quando o bebê tosse, chora ou é colocado deitado.

Diferenças entre refluxo fisiológico x refluxo doença:

O refluxo fisiológico ocorre durante os primeiros 3 meses de idade em mais da metade de todos os bebês. Bebês com este tipo de refluxo não necessitam de tratamento. Referidos como “golfadores felizes”, seus sintomas geralmente desaparecem entre 12 e 18 meses de idade. Este tipo de refluxo não interfere no ganho do peso do bebê, ele não sente dor quando golfa e nem sofre com sintomas mais graves com o refluxo fisiológico.

O refluxo doença, geralmente precisa de tratamento médico, bem como exames para comprovar sua existência. A quantidade de bebês com o refluxo doença é bem menor do que os que possuem o refluxo fisiológico. Para um pequeno número de bebês, os sintomas de refluxo doença são graves e a avaliação médica e tratamento são necessários.

Sintomas de refluxo em bebês (ainda considerados como sintomas do refluxo fisiológico):

  • Esguichos de leite freqüentes ou vômitos
  • Irritação durante a mamada
  • Recusam mamar ou comem apenas pequenas quantidades
  • Choro súbito ou constante
  • Arqueiam as costas e se jogam para traz enquanto mamam
  • Arrotos molhados
  • Soluço freqüente
  • Tosse frequente
  • Dificuldades para dormir com acordadas frequentes (até mesmo para um bebê)
  • Se recusa a ficar deitado, preferindo sempre uma posição vertical em pé no colo
  • Mal hálito

Um pequeno número de crianças (principalmente as que tem o refluxo-doença) irão experimentar os seguintes sintomas menos comuns:

  • Dificuldade para engolir
  • Frequentes dor de garganta
  • Perda de peso ou baixo ganho de peso
  • Problemas respiratórios como asma, pneumonia, bronquite e chiado
  • Frequentes infecções como otites ou sinusite
  • Baba excessiva
  • Voz rouca

Diagnóstico do refluxo:

Se um bebê está saudável e cresce bem, um médico pode fazer um diagnóstico de refluxo-fisiológico com base em um exame físico e descrição pela mãe dos sintomas e história de alimentação. No entanto, os testes podem ser encomendados se um médico suspeita de uma condição mais grave, como o refluxo-doença.

No caso de refluxo-doença, os testes diagnósticos podem incluir:

  • Testes de laboratório. Isso pode consistir em vários testes de sangue e urina para identificar ou descartar possíveis causas de vômitos recorrentes e pouco ganho de peso.
  • Monitorização do pH esofágico. Este teste medirá a acidez no esôfago do bebê.
  • Endoscopia. Um tubo com uma lente de câmera e luz (um endoscópio) é inserido através da boca do bebê para o esôfago e estômago. O médico pode usar este procedimento para ver se há um estreitamento (estenose) ou inflamação (esofagite) no esôfago.

Como o refluxo é tratado?
O tratamento do refluxo infantil depende da gravidade do problema.

O médico do seu bebê pode decidir que nenhum tratamento é necessário e que o refluxo desaparecerá por conta própria à medida que seu bebê cresce. Para a maioria dos bebês, o refluxo-fisiológico se resolve durante o primeiro ano de vida. Se seu bebê for saudável, feliz e crescer, seu médico pode recomendar algumas mudanças de estilo de vida para o bebê ou medidas posturais para aliviar o refluxo.

Se o refluxo é mais grave e seu bebê foi diagnosticado com refluxo-doença, seu médico pode, além das medidas posturais, prescrever um medicamento para ajudar a tratar o refluxo.

É muito importante discutir as opções de tratamento do refluxo-doença com o médico antes de iniciar qualquer método de tratamento, especialmente antes de usar qualquer remédio indicado em grupos maternos ou pelo farmacêutico sem prescrição.

Medidas posturais que podem auxiliar na redução dos episódios de refluxo:

  • Esperar pelo menos 20 minutos com o bebê no colo em posição vertical após as mamadas
  • Usar travesseiros anti-refluxo no berço, carrinhos e cama onde o bebê dorme
  • Inclinar berço e carrinhos em pelo menos 30 graus (os travesseiros anti-refluxo ajudam)
  • Não apertar a fralda do bebê
  • Não usar roupas apertadas na região do estômago do bebê ou faixas
  • Não enrolar o bebê apertado
  • Evitar trocar a fralda após as mamadas. Troque as fraldas ANTES de amamentar.
  • Não fazer movimentos com o bebê que façam o leite voltar como brincadeiras muito agitadas
  • Colocá-lo para arrotar em posição elevada, de preferência sem ficar sentado, para que a pressão abdominal seja minimizada, por cerca de 30 minutos
  • Amamentar em livre demanda, sem horários rígidos.
  • Amamentar na posição cavalinho, com o bebê sentado entre suas pernas, o que favorece a descida do leite ao estômago pela força da gravidade e dificulta o refluxo.

Uma grande preocupação para mães que amamentam e o bebê tem refluxo, é sobre ele estar ingerindo quantidades suficientes de leite materno, já que golfa ou vômita grande parte do que mama. Não se preocupe com isto se o seu bebê estiver ganhando peso normalmente durante o mês, pois, isto significa que ele esta recebendo o quanto precisa de leite, mesmo quando golfa ou vomita.

Outra questão a se considerar é que muitos médicos indicam o fim da livre-demanda do bebê insinuando (sem a menor comprovação científica) que isto piora o refluxo do bebê, no entanto, a livre demanda deve continuar pois, o leite materno é de fácil e rápida digestão e ainda protege o trato gastrointestinal e respiratório do bebê no caso de refluxo. O uso do leite materno é a melhor forma de alimentar o bebê com refluxo, seja fisiológico ou patológico.

Veja aqui:


Like it? Share with your friends!

1.5k shares

What's Your Reaction?

Uau Uau
3
Uau
Gostei Gostei
10
Gostei
Amei Amei
2
Amei
Ouwn Ouwn
0
Ouwn

Deixe um Comentário

comments

error: Este conteúdo é protegido pelas leis de direitos autorais, não copie, compartilhe. :)