Tempo de leitura deste artigo:4 minutos

O leite materno se adapta às necessidades do bebê em cada momento de sua vida. É um alimento único.

Como organismo vivo o leite materno se adapta e se transforma para que o bebê receba tudo o que ele precisa. Se o seu bebê é prematuro, seu corpo produz um tipo de leite específico para ele.

Se o seu bebê esta doente, seu corpo produz um leite com mais anticorpos para que o bebê lute contra a doença com uma força a mais. Se o seu bebê passou dos 6 meses, dos 12, dos 24 meses, o leite materno se adapta a cada nova fase. A cada nova idade. A cada momento importante de desenvolvimento.

E é por estes e outros motivos que leite materno é considerado como ouro líquido. O padrão ouro de alimentação para os bebês. O melhor e mais completo alimento do mundo.

O que há de tão especial no leite materno ou em nosso “ouro líquido”?

O colostro é espesso, tem uma cor dourada e serve um propósito valioso. Ele fornece anticorpos para que o recém-nascido comece sua vida bem protegido.

Produzido durante a gravidez e durante alguns dias após o parto. É rico em carboidratos e proteínas, mas com baixo teor de gordura e tem uma maior concentração de anticorpos do que o leite maduro.

O colostro é fácil para um recém-nascido digerir e tem um leve efeito laxante. Essas coisas facilitam a passagem das fezes precoce (mecônio), o que ajuda a prevenir a icterícia.

O colostro também possui altas concentrações de leucócitos (glóbulos brancos) para ajudar a destruir bactérias e vírus que causam doenças.

O leite irá mudar conforme as necessidades do bebê mudam.

“Há muitas respostas fisiológicas que ocorrem entre mãe e bebê que resultam em mudanças em algumas células no leite materno”, disse Nancy Hurst, Ph.D., RN, IBCLC.

Fatores hormonais no leite materno, imunológicos, bem como componentes nutricionais em um processo dinâmico, adaptável e surpreendente.

Quando um bebê suga a mama da mãe, a saliva entra nos ductos de leite da mama da mãe e envia um sinal. O corpo materno por sua vez, recebe o sinal e responde a ele. Assim, se o bebê estiver doente, o leite passará a conter anticorpos especiais para esta fase como uma vacina para proteger o bebê reduzindo a duração da doença, intensidade ou impedindo-a.

Mudanças de dia e de noite.

Durante a noite, os níveis de melatonina no leite materno aumenta, ajudando o bebê a dormir melhor e a regular seu sono.

Mudanças de acordo com o clima.

O leite materno pode conter mais água para hidratar o bebê de acordo com o clima. E à medida que o bebê cresce, os nutrientes no leite materno tornam-se mais concentrados.

Muda de quantidade de acordo com a demanda do bebê.

Sim, o leite materno pode variar em quantidade para mais ou menos em sua produção porque assim ele atende a demanda do bebê e também mantêm o corpo da mãe confortável, mesmo porque, o excesso de produção de leite pode causar problemas para mãe e bebê também. Veja mais aqui: Peito murcho não tem leite? Saiba a verdade sobre isto

Mesmo que você não amamente exclusivamente, um bebê que recebe um pouco de leite materno terá um sistema imunológico mais forte do que um bebê que não recebe nenhum.

Leia mais:

Deixe um Comentário

comments