Leite materno não é um vilão na alimentação e sim um apoio importante

3 min


3.2k shares
Leite materno não é um vilão na alimentação

Muitos culpam a amamentação pela má alimentação dos bebês, mas saiba que leite materno não é um vilão na alimentação, na verdade é um grande aliado.

Depois das preocupações de uma mãe sobre como amamentar e manter a amamentação de forma tranquila e feliz, um outro tema passa a ocupar a cabeça de uma grande maioria: a alimentação. E muitos confundem a amamentação como causa disto, mas não, reafirmo que o leite materno não é um vilão na alimentação e ele pode te ajudar nestes momentos difíceis sempre que for preciso.

Pois bem, iniciou a introdução alimentar após o sexto mês de idade, geralmente é um momento difícil para muitas porque além do medo inicial que o bebê largue o peito, ainda vem a fase de aprendizado onde o bebê mais cospe a comida do que come. Relaxem.

A introdução alimentar após o sexto mês é um processo de aprendizado para o bebê e também para a mãe.

Ele começa a identificar novas texturas e sabores, inicia uma experiência rica para conhecer os alimentos. Não é um momento para que se force a comida, nem de pressa e nem um momento onde a comida substitui o leite materno. Muito pelo contrário.

O leite materno continua sendo o principal alimento do bebê até 1 ano de idade.

Continua sendo um complemento importante até 2 anos ou mais. É normal uma possível rejeição a comida, é normal ele não comer grandes quantidades (lembre-se também do tamanho que tem o estômago de um bebê) e é normal que mães fiquem um pouco frustradas quando percebem que ele não aceita inicialmente tudo.

Saiba que é um processo que demanda tempo, paciência e que o leite materno nada tem a ver com isto.

Não é o vilão de forma alguma. Alguns pediatras tentam estipular horários de mamadas após a introdução alimentar para algumas mães, até parece que estes pediatras estão mais afobados que a maioria das mães em tentar fazer o bebê comer a todo custo. Calma lá.

Vamos pensar numa associação lógica: Se o bebê perceber que quando vem o “papá” não vem o leite materno poderoso, ele pode também rejeitar a comida porque claro que ele não quer fazer esta troca (e nem deve). Então precisamos desvincular estas duas coisas e não achar que uma interfere negativamente na outra.

Amamentar antes, durante e depois das refeições do bebê não tem problema algum. Leite materno não interfere na absorção de ferro, esta regra aplica-se apenas para o leite de vaca.

Cada bebê tem um tempo para tudo na vida. Para engatinhar, para andar, para falar, para comer, para crescer.

Cada um tem o seu ritmo pessoal porque como qualquer outra pessoa, são seres únicos e devem ser avaliados como tal. O bebê da sua amiga come muito e o seu não come? E o que tem isto? Característica dele, vamos respeitar. Se o bebê esta saudável e se desenvolvendo bem, sendo acompanhado por um pediatra atualizado periodicamente, não há motivos para desespero. De novo: relaxem.

Geralmente as expectativas dos outros em relação a quantidade que o bebê come é maior do que a capacidade dele de comer. 

É preciso levar em consideração que após o momento de introdução alimentar, muitas mudanças vem acontecendo na vida do bebê, uma delas e a que mais interfere no apetite e sono dele: nascimento dos dentes. Outro motivo que acompanha o desenvolvimento do bebê e que na maioria das vezes pode alterar sono e apetite: saltos de desenvolvimento.

Então esteja atenta aos fatores que contribuem para que mudanças ocorram durante a rotina. Pesquise sempre sobre estas mudanças antes de culpar o leite materno.

A idéia central é que: não esta comendo nada porque tem dente nascendo? Ainda bem que mama no peito! Não esta comendo nada porque esta passando por um salto de desenvolvimento? Ainda bem que mama no peito!

Leia também:

O leite materno é um aliado importante para todas as fases em que a vida do bebê muda, porque além de todos os seus benefícios imunológicos e nutricionais, ele é conforto, segurança, aconchego e proteção para o bebê.

Sabe aquele frio na barriga e mãos suadas que você sente quando esta prestes a vivenciar algo novo? O bebê também passa por momentos de ansiedade com mudanças na rotina e nada melhor do que colo, amor e peito de mãe para acalmar. Dar o peito principalmente em momentos como estes é como sinalizar para o bebê: “filho, esta tudo bem, mamãe esta aqui e vamos passar por esta mudança juntos.”


Like it? Share with your friends!

3.2k shares

What's Your Reaction?

Uau Uau
0
Uau
Gostei Gostei
1
Gostei
Amei Amei
9
Amei
Ouwn Ouwn
5
Ouwn

Deixe um Comentário

comments

error: Este conteúdo é protegido pelas leis de direitos autorais, não copie, compartilhe. :)