Tempo de leitura deste artigo:7 minutos

Quando você fala em lanches saudáveis para a escola, muitas pessoas se sentem ofendidas.

Porque o conceito de lanches saudáveis para a escola pode parecer algo difícil e caro de se fazer no dia a dia. Eu garanto que não é.

Eu levantei um questionamento em minha fanpage a respeito de enviar salgadinho (e aqui pode ser qualquer outra coisa como doces, balas, biscoitos recheados e super industrializados, entre outros) na lancheira em vez de algo mais saudável e o quanto isto afetava a alimentação dos demais alunos. Muitos se ofenderam e acharam grave eu questionar as escolhas para a lancheira de outros pais.

Lanches saudáveis para a escola

No entanto para mim e muitos nutricionistas, grave é uma criança comer salgadinho e outras besteiras como lanche da tarde todo santo dia. Grave é o filho das outras acabarem comendo por tabela porque as crianças dividem os lanches nas escolas.

Vejo mães agindo como se oferecer salgadinho para crianças menores de 4 anos fosse algo normal. Vocês comeram na infância, vocês estão vivas até hoje, mas não é normal e nem saudável. Como pais precisamos pensar na saúde dos filhos e não ser inconsequentes sem parar para pensar a respeito. E sim, o grupo interfere no resto. Vivemos em sociedade. Até parece que falar para uma criança de 2, 3 anos que não pode experimentar o lanche do amigo é simples assim. Não é.

Alguns disseram para eu trocar de escola caso me sentisse insatisfeita com a alimentação dividida entre os alunos. Imagina se toda vez que a gente se deparasse com algo que não é o adequado no grupo, tirássemos o nosso da escola e pronto. Se todos os nossos problemas fossem resolvidos trocando pessoas e lugares. A maioria é assim e enquanto ninguém se colocar em uma posição desconfortável, as vezes de confronto, mesmo que seja por um questionamento benéfico, nada muda.

Outros disseram que isto é criar o filho em uma bolha. Se for a bolha saudável que vai torná-lo um adulto com uma ótima saúde e com uma expectativa de vida mais alta, que ótimo!

Mas vamos pensar um pouco mais sobre isto: a bolha de verdade é aquela onde os pais se preocupam apenas com o que é cômodo para eles sem pensar na saúde do próprio filho, na saúde dos demais que convivem com ele e em todo o meio que o cerca.

Saiam da bolha!

Então questionar o que nossas crianças estão comendo na escola e tentar fazer algo para mudar isto é uma atitude cidadã responsável.

Nas palavras da Luciane Raffin, psicóloga e psicoterapeuta, em um comentário para mim:

“Em 2017 o que ofende é a falta de informação reconhecida. A consciência da ignorância e a responsabilidade pelo envenenamento dos próprios filhos. Se saber ignorante é uma afronta. Parabéns por oferecer mais um espaço de diálogo e reflexão para mudança de paradigmas. Super apoio.”

Então, repense, caso comentar que salgadinho é pior que banana esteja te ofendendo. E vamos ao mais importante deste artigo que é o quê seria realmente uma opção melhor em termos de lancheira para nossos filhos.

O quê deve idealmente compor uma lancheira?

Fique atenta se o seu filho estuda de manhã ou de tarde. Isto pode mudar alguns itens do lanche. Tente montar lanches que estejam dentro de grupos alimentares adequados como:

  1. Fruta ou legumes (possuem vitaminas, mineirais e fibras)
  2. Carboidrato (pães e cereais)
  3. Proteína ou produto lácteo (lembrando que para menores de 1 ano que mamam no peito, o leite de vaca não deve ser oferecido – queijo, leite de vaca, iogurte)
  4. Bebida (não é suco de caixinha, viu? – água, água saborizada, água de coco, suco natural – outro lembrete: crianças menores de 1 ano não devem tomar sucos, de nenhum tipo)

Veja aqui: Suco para bebê: a partir de qual idade?

Agora vamos as dicas de possíveis lanches saudáveis para a lancheira

  1. Manga picadinha + mini pãozinho integral com manteiga de verdade (aviação é uma de verdade) ou requeijão + suco de uva integral (eu mando água também)
  2. Banana + Bolo caseiro + fatia de queijo branco + suco
  3. Pêra + pão integral com geléia natural + castanhas de caju + suco
  4. Maça + biscoito de arroz camil + requeijão + água de coco
  5. Banana + cereal integral + iogurte + água
  6. Mexerica + milho cozido + queijo branco + suco
  7. Mamão picadinho + bolo caseiro + queijo branco + água saborizada de hortelã e abacaxi
  8. Melancia + mini pão integral com requeijão + nozes + água
  9. Salada de frutas + cereal integral + iogurte + água
  10. Manga picada + granola + queijo branco + água de coco
  11. Mexerica + pão de queijo caseiro + iogurte + água
  12. Cenourinhas baby + mini pão integral + requeijão + suco
  13. Banana + biscoito de arroz com geléia + queijo branco em cubinhos + suco
  14. Maça + torradinha integral + Nuts com frutas secas (castanhas, nozes, uva passa, amêndoas) + iogurte + água
  15. Salada de fruta + cereais + mel (apenas acima de 1 ano) + iogurte

Veja: existem crianças que não comem tudo isso. Nem sempre você mandará tudo isto, com o tempo você vai aprender sobre a quantidade que seu filho come e o que deve ou não mandar.

Faça listas de compras semanais pensando nas frutas da estação e na lancheira diária.

Você pode mudar as combinações. Haverá fases que seu filho irá preferir levar maça ou outra fruta todo santo dia e ok. Antes a mesma fruta todo santo dia do que o salgadinho, não é mesmo?

O suco de uva integral é uma mão na roda no dia a dia. Você consegue evitar o suco de caixinha e envia algo mais saudável. Mas veja, nem sempre precisa de suco. O meu filho toma água no lugar de suco sem problema e adora.

Se você quiser enviar suco mesmo assim, tente preparar antes da saída para a escola ou congelar cubinhos da fruta batida e colocar no squeeze de seu filho congelado, até a hora dele tomar, terá descongelado, basta avisar as professoras para sacudir o suco na hora de oferecer.

Chame seu filho para montar a lancheira com você. Aqui em casa eu chamo meu filho para me “ajudar” a fazer a lancheira dele e ele participa do processo, assim fica mais animado com o que leva.

Mas as frutas tem agrotóxico! Não posso comprar orgânicas.

Nem eu. Antes comer a fruta com agrotóxico do que não comer nenhuma. Os benefícios da fruta mesmo sem ser orgânica é maior do que itens industrializados. Frutas da estação possuem menos agrotóxicos e são mais baratas, opte por elas.

Invista em uma boa lancheira com compartimentos separados e em potes pequenos, onde você pode enviar os itens separados e protegidos uns dos outros. Sempre envie as frutas lavadas e secas.

Uma boa alimentação começa no mercado. Não adianta querer que seu filho leve itens saudáveis se em casa ele sabe que tem guloseimas, na verdade, o ideal é não ter salgadinhos, bolachas recheadas, balas, doces e industrializado em casa.

Se você se sente insegura sobre o que oferecer, vá a uma consulta com uma nutricionista para que ela te ajude a montar um cardápio de acordo com as necessidades nutricionais do seu filho.

E sempre: converse com a escola sobre o que eles oferecem, participe ativamente da vida escolar do seu filho e questione a escola caso algo que eles ofereçam não seja adequado para a idade e nem saudável.

Leia também:

Deixe um Comentário

comments