Hora da bruxa em bebês: o choro no fim do dia que preocupa mães

2 min


5.6k shares
Hora da bruxa em bebês

Sempre que comento sobre a hora da bruxa em bebês, muitas mães acham estranho e outras nunca ouviram falar sobre isso.

Apesar do nome estranho, a hora da bruxa em bebês se trata basicamente de um acúmulo de irritação ao fim do dia, quando o bebê precisa extravasar todo o estresse do dia e chora muitas vezes sem um motivo aparente como dor, fome ou frio.

O motivo é cansaço, estresse e muita estimulação dele e da mãe. Quando falamos que bebês precisam de silêncio e ambientes calmos ao seu redor, pode até parecer frescura para muitos. E quando comentamos que tablets, celulares, muita TV ou música, cores em excesso e estímulo em excesso nem sempre é bom, muitos acham que não é verdade.

Todos temos limites, os bebês também. As vezes a informação é demais e cansa.

Muitos associam a cólicas este choro no fim do dia, e a mãe entra em desespero achando que alguma coisa que ela fez ou comeu causou o problema. Mas veja, cólica todo dia no mesmo horário? Meio estranho né.

Pode até ser que um dia ou outro seu bebê sofra com cólicas, mas é importante saber diferenciar alguns choros e os seus motivos. O choro da cólica é ardido, gritado e vem junto com um bebê se contorcendo as perninhas pra baixo e pra cima e um rostinho todo vermelho.

O choro da hora da bruxa é um choro inconsolável, cansado, contínuo e não cessa com bolsinha de sementes na barriga, nem com balanço e nem com aquela famosa posição de bruços nos seus braços.

Estranhamente a hora da bruxa em bebês costuma acontecer muito quando a mãe também esta exausta.

Imagina só, a mãe exausta e no seu limite no fim do dia, com tantos afazeres e cuidados com o bebê, de repente o bebê começa a chorar mais ainda. Tem mãe que chora junto com o bebê de tanto cansaço.

Mas além dos dois estarem cansados, os bebês são intimamente ligados as suas mães e conseguem intuir os sentimentos da mãe, logo, se ela esta cansada e exausta, como uma esponjinha, o bebê absorve esta nuvem que paira sobre a sua mãe e começa a sentir o mesmo.

Laura Gutman no livro “A maternidade e o encontro com a própria sombra” levanta muito a questão dos bebês como sombras de suas mães, expressando seus sentimentos mais internos de acordo com os da sua mãe e sentindo como um só no corpo de dois.

A hora da bruxa em bebês é praticamente o exemplo prático de quando a mãe, depois de um dia cansativo, sem forças e com vontade de chorar, vê em seu filho sua sombra a lembrando que sim, ela pode chorar também e pode se mostrar cansada.

Um outro problema de se associar todo choro com cólica é a auto-medicação dos bebês sem necessidade.

O problema de pais que querem o tempo inteiro fazer o choro do bebê cessar é tentar achar motivo para o choro, que nem sempre existe e acabam recorrendo a uma série de coisas que se resolveriam com paciência e colo.

Bebês também se comunicam chorando, simples assim. E quando eles precisam passar por uma catarse desses sentimentos, vontade de se comunicar, estresse e cansaço, tédio, ou mal humor, eles choram. Não é todo choro que precisa ser medicado, mas sim apenas acolhido. Colo é a solução.

Leia também:

Converse com seu bebê neste momento, abra seu coração, tente encarar sua maternidade e as dificuldades dos primeiros meses de forma mais serena, peça ajuda sempre, dê colo e amor para o bebê e provavelmente você verá a hora da bruxa em sua casa diminuir de intensidade ou ir embora de vez.


Like it? Share with your friends!

5.6k shares

What's Your Reaction?

Uau Uau
0
Uau
Gostei Gostei
0
Gostei
Amei Amei
1
Amei
Ouwn Ouwn
0
Ouwn

Deixe um Comentário

comments

error: Este conteúdo é protegido pelas leis de direitos autorais, não copie, compartilhe. :)