Fumar durante a amamentação: prejudica o bebê?

3 min


Fumar durante a amamentação

Fumar durante a amamentação pode prejudicar seu bebê e diminuir seu leite.

No entanto, entre fumar durante a amamentação e não amamentar seu bebê, a melhor escolha será continuar amamentando mesmo se você for uma fumante.

Amamentar proporciona benefícios para mãe e bebê que quando comparados os custos x benefícios da amamentação para mães fumantes, ainda há benefícios para o bebê e para a mãe mesmo para as que fumam.

Importância do leite materno: 20 benefícios para mãe e bebê

No entanto, fumar durante a amamentação não é uma prática aconselhada.

Pesquisas mostram que bebês de mães fumantes, possuem mais cólicas, infecções respiratórias e maiores riscos de Síndrome da Morte Súbita Infantil.

Mesmo os bebês de mães fumantes que são amamentados, possuem menos riscos para estas doenças do que os bebês alimentados apenas com leite artificial. Amamentar protege o bebês dos riscos potenciais da fumaça do cigarro também.

Isto significa que amamentar sendo fumante é menos prejudicial do que ser fumante e não amamentar.

Mulheres que fumam podem ter baixa produção de leite materno.

E as que amamentam, tendem a desmamar mais cedo do que as que não fumam.

Estudos indicam que fumar mais de 10 cigarros por dia diminui a produção de leite e altera a composição do leite.

O que mães fumantes devem fazer para proteger seus bebês?

  1. Tentar reduzir a quantidade de vezes que fuma, iniciando um processo para parar de fumar e ficar longe do bebê quando o fizer
  2. Evitar amamentar após fumar
  3. Acompanhar o ganho de peso do bebê
  4. Proteger o bebê da Síndrome de Morte Súbita Infantil amamentando
  5. Terapia de reposição de nicotina
  6. Encontrar outras formas para relaxar e controlar a ansiedade
  7. Continue amamentando

1. Parar de fumar ou reduzir as vezes em que fuma

Menos cigarros significam menos fumaça em contato com o bebê. Menores níveis de nicotina no leite materno e mais saúde para todos. Evite fumar perto do seu bebê. Qualquer fumante da casa deve fazer isto do lado de fora da casa ou no mínimo em outra sala, longe do bebê.

  • Todo fumante deve lavar as mãos antes de tocar ou pegar o bebê.
  • Uma idéia é usar uma peça de roupa (como um casaco) enquanto fuma e depois tira-lo ao entrar em contato com o bebê ou trocar de roupa.

2. Evitar amamentar após fumar

A nicotina e outros produtos químicos do tabaco são transferidos para o leite materno em níveis relativamente altos. A quantidade de nicotina à qual o bebê é exposto depende do número de cigarros consumidos pela mãe por dia e também do intervalo de tempo entre o último cigarro e o início da amamentação.

Há produtos químicos tóxicos encontrados no leite materno de mulheres que fumam como arsênico, cianeto, formaldeído e chumbo.

Além disso, há um acúmulo de nicotina no leite materno, bem como a quantidade transferida para o leite materno é mais do que o dobro de uma grávida que fuma.

Fumar durante a amamentação não é uma prática recomendada e pode oferecer riscos, no entanto, não amamentar o bebê oferece riscos maiores.

Fumar após amamentar é uma estratégia para diminuir a quantidade de nicotina presente no leite materno. Após 95 min. os níveis de nicotina no leite materno caem pela metade.

Quando o bebê é recém-nascido, ele não poderá ficar tanto tempo sem mamar e irá solicitar mais o peito. O ideal é evitar fumar o máximo possível.

3. Acompanhar o ganho de peso do bebê

Pesquisas indicam que fumar pode interferir no ganho de peso do bebê, outras dizem que não há relação. Na dúvida, o melhor é acompanhar e monitorar o ganho de peso do bebê, caso você seja fumante.

4. Proteger o bebê da Síndrome de Morte Súbita Infantil amamentando

Fumar aumenta a probabilidade de Síndrome de Morte Súbita Infantil. Amamentar diminui os riscos de Síndrome de Morte Súbita Infantil. Se você é uma mãe que fuma, amamentar seu bebê (mesmo sendo fumante – tente parar e seguir as dicas) irá diminuir os possíveis riscos.

Fique atenta: pessoas que fumam não devem compartilhar a cama com os bebês. Veja aqui: normas de segurança para cama compartilhada.

5. Terapia de reposição de nicotina

Pergunte a um médico como fazer este tipo de terapia e a dosagem recomendada. Há no mercado hoje adesivos de nicotina, gomas de mascar, pastilhas, sprays nasais e outra opções. Isto irá reduzir o monóxido de carbono que fumantes liberam no ar quando fumam.

Mesmo nestes casos, é importante usar a terapia DEPOIS de amamentar, pois a nicotina passa para o leite materno.

Hale 2012 afirma: “O risco de usar adesivos de nicotina durante a amamentação é muito menor do que o risco de uso de fórmula”.

Adesivos de nicotina fornecem um nível constante de nicotina no sangue e no leite. O nível pode ser menor do que o nível de nicotina ao fumar – use um adesivo com o menor nível de nicotina possível para satisfazer seus desejos. Remova o adesivo à noite para reduzir os níveis de nicotina durante os períodos noturnos. Pesquisas mostram que usar os adesivos é menos prejudicial do que continuar fumando.

Sprays de nicotina fornecem níveis sanguíneos mais baixos de nicotina do que os cigarros, e os níveis de nicotina são baixos demais para afetar um bebê amamentado. 

E cigarros eletrônicos?

Não há muitos dados de longo prazo sobre seus efeitos na saúde. As pessoas geralmente entendem que os cigarros eletrônicos são mais seguros do que os comuns. Embora possa haver certas vantagens nos cigarros eletrônicos, eles fornecem os mesmos níveis de nicotina.

Assim, devemos concluir que os cigarros eletrônicos, bem como qualquer produtos de reposição de nicotina carregam muitos dos mesmos riscos que os cigarros comuns e não são uma opção melhor para mães que amamentam. Fumar durante a amamentação cigarros eletrônicos possui riscos também.

NUNCA use produtos de reposição de nicotina e fume também. Os níveis de nicotina no sangue e no leite nestes casos podem ser altamente prejudiciais e perigosos ao bebê.

6. Encontrar outras formas para relaxar e controlar a ansiedade

Fumar pode ser um mecanismo de defesa contra o estresse e a ansiedade. Bem como, pessoas que fumam tendem a fazer isso mais vezes quando estão estressadas ou ansiosas. Tente diminuir a ansiedade e relaxar para te ajudar a controlar a vontade de fumar.

  • Brinque e passeie com seu bebê
  • Descanse sempre que possível
  • Faça exercícios de relaxamento
  • Leia um livro, tome um banho mais demorado, converse com outras mães
  • Encontre grupos de apoio
  • Vá para locais onde não é permitido fumar para evitar a tentação

7. Continue amamentando

Como dito no início deste post, não é preciso desmamar por ser fumante, apesar de fumar durante a amamentação não ser recomendado.

Mesmo sendo uma fumante, amamentar seu bebê ainda é a melhor opção para ele. Amamentar protege contra doenças respiratórias e muito mais.

Obviamente que há muitas razões para você evitar fumar durante a amamentação e parar de fumar. Principalmente relacionadas a sua saúde e de sua família. Seja realista e tente o máximo que puder, mas não deixe de amamentar se não conseguir. E trabalhe para minimizar os efeitos nocivos do cigarro durante a amamentação com as dicas acima.

Leia mais:

Referências:


Like it? Share with your friends!

What's Your Reaction?

Uau Uau
0
Uau
Gostei Gostei
0
Gostei
Amei Amei
0
Amei
Ouwn Ouwn
0
Ouwn

Deixe um Comentário

comments

error: Este conteúdo é protegido pelas leis de direitos autorais, não copie, compartilhe. :)