Tempo de leitura deste artigo:6 minutos

A pergunta se existe dieta para mãe que amamenta é uma das mais constantes entre mães.

E a grande verdade é que não existe dieta para mãe que amamenta. Uma mulher amamentando pode comer o que quiser sem restrição alguma. A única restrição para uma mãe que amamenta ou uma gestante é a de bebidas alcóolicas e alguns chás específicos, nada além. Estes sim, podem prejudicar o bebê.

Da mesma forma que comer determinados alimentos não são capazes de aumentar a produção de leite, isto é um grande mito. Veja aqui: Como aumentar o leite materno.

Nenhum alimento ou chá tem a capacidade de aumentar o leite materno e isto não tem nenhum respaldo científico, é apenas um mito que espalharam entre mães. Inclusive alguns tipos de chás podem fazer mal e causar intoxicação, veja aqui: Chá aumenta a produção de leite? Mitos da amamentação, gestação e riscos

Os alimentos que consumo podem causar cólicas no bebê?

Não, as cólicas são normais em recém-nascidos e fazem parte do desenvolvimento normal do seu sistema digestivo e adaptação a alimentação, portanto, elas podem acontecer em maior ou menor intensidade em praticamente todos os bebês independente do tipo de alimentação da mãe.

Não há evidências de que a alimentação da mãe cause cólicas.

O choro de cólica é de dor, estridente, agudo, crescente, na maioria das vezes sem tratamento, pois ele é um fenômeno biológico. Que são resultantes de:

  • Alterações gastrointestinais: pela imaturidade fisiológica do sistema gastrointestinal (alteração da motilidade intestinal, hipertonicidade congênita, alergias, contrações intestinais exacerbadas resultantes da liberação de hormônios intestinais ou ação vagal, aumento da pressão retal, excesso de deglutição de ar)
  • Alterações não gastrointestinais: temperamento da criança, tensão e ansiedade dos pais, depressão materna, personalidade materna, problemas na dinâmica familiar e a possibilidade de sequelas emocionais (Murahovisch, 2003)

Nem todo choro do bebê é causado por cólicas

Veja, um bebê recém nascido chora por vários motivos, mas geralmente as pessoas sempre associam a cólicas ou fome. Não. Um bebê pode chorar simplesmente por querer o colo da mãe e se sentir acolhido em seus braços, já que durante meses ele esteve abrigado dentro da barriga e seu espaço era acolhedor, quente e ali ele ouvia a voz e o coração da mãe.

Veja alguns artigos sobre isto:

Posso comer de tudo então?

A mãe que amamenta não precisa restringir nada de sua alimentação, a idéia é que se alimente bem, de forma equilibrada e sem exageros. Isto significa que você pode comer aquele sorvete que sente vontade e adora de vez em quando ou tomar o seu cafezinho matinal. Tudo sem exagero. Você não irá viver de sorvete e nem passar o dia todo tomando café, entende? É preciso equilíbrio, somente isto: uma alimentação equilibrada e nutritiva.

Pense que se você se alimentar com opções saudáveis e nutritivas, estará no caminho certo.

Não me alimentar bem prejudica ou diminui o meu leite?

O corpo sempre favorece a amamentação, a fim de permitir que o bebê obtenha todos os elementos essenciais que ele precisa para o seu crescimento e desenvolvimento. Ao fazê-lo, se a mãe não tiver uma dieta equilibrada e variada, o corpo irá recorrer às suas reservas para garantir que o leite materno esteja completo para o bebê. Esta situação expõe a mãe a deficiências nutricionais, mas mantêm as qualidades e quantidade de leite materno.

Não há alimentos para evitar durante a amamentação.

Não há provas de que repolho, feijão ou legumes causem episódios de cólica em bebês. No entanto, a cafeína deve ser consumida com moderação. Deve também ser dada especial atenção ao consumo de álcool, uma vez que é encontrada no sangue e no leite materno e que o corpo precisa de tempo para eliminá-lo. Veja aqui: Álcool e amamentação: é seguro?

E se meu bebê for alérgico (APLV) ou a outros alimentos?

Mães que amamentam e que tem bebês portadores de APLV ou outras alergias alimentares precisam fazer dietas restritivas na alimentação, no entanto, só há como saber pelo exame clínico e isto significa que a mãe não faz dieta alguma quando esta com seu recém-nascido e observa.

Se alguma alimentação causar desconforto no bebê e ela nota isto, aí sim, conversa com o médico sobre prováveis alimentos que estão gerando desconforto e durante um mês ou mais estes alimentos são retirados da dieta materna para observação, de acordo com as orientações médicas. No caso de bebês APLV, os alimentos que causam desconforto são apenas os derivados de leite de vaca ou que possuam leite de vaca na composição e preparo. No caso de bebês alérgicos a outros alimentos, é preciso observar principalmente na introdução alimentar os que causam reações e conversar com o médico

Qualquer dieta de restrição para alérgicos pode ser complicada, mas não são todos os bebês que nascem com o problema. Ou seja, a dieta materna só é justificada quando existe a desconfiança de que o bebê seja portador de alergia alimentar. Em outros casos, não. Não existe dieta para mãe que amamenta.

Referências:

Dusdieker, L.B., Hemingway, D.L. et Stumbo, P.J. (1994). A produção de leite é prejudicada pela dieta durante a lactação? Revista americana de nutrição clínica, 59 (4), 833-840.
Alien, L.H. (1994). Desnutrição materna por micronutrientes: efeitos no leite materno e na nutrição infantil e nas prioridades de intervenção. 
Unicef. (1998). Desnutrição: causas, consequências e soluções. via:http://www.unicef.org/french/sowc98/pdf/presume.pdf

Deixe um Comentário

comments