Tempo de leitura deste artigo:5 minutos

Segundo um estudo, o contato pele a pele pode beneficiar seu bebê não apenas na infância, mas pelo resto de sua vida.

Você pode já estar familiarizada com o termo “mãe-canguru”, “carregadores”, “slings”, “exterogestação” ou “contato pele a pele” nos cuidados com o bebê, porque é realmente uma maneira importante não só para se relacionar com o bebê, mas também para ajudá-lo a crescer saudável. Mas talvez você ainda não saiba como o contato pele a pele pode beneficiar sua bebê e por toda a sua vida.

E agora, um estudo revelou que existem benefícios mais importantes nos cuidados pele a pele que podem ajudar seu bebê, mesmo muito mais tarde, na vida.

O que é contato pele a pele?

Trata-se de uma maneira muito simples de se relacionar com seu bebê e fornecer-lhe benefícios para a saúde.

Para realizar a técnica de cuidado pele a pele, basta colocar o seu bebé no peito. Seu pequeno pode estar em uma fralda e ser colocado em sua pele nua, ou você pode simplesmente abrir sua camisa para colocá-lo perto de você, sob seu peito sem a interferência de qualquer outro tecido entre vocês.

Tanto a mãe ou o pai ou outros parceiros e cuidadores podem realizar o contato pele a pele e é especialmente benéfico para bebês de baixo peso e bebês prematuros em UTIs Neonatais, tanto que alguns hospitais amigo da criança já usam a técnica de contato pele a pele e a chamam de “mãe-canguru”.

O contato pele a pele  ajuda a estabilizar a temperatura do recém-nascido, sua respiração e freqüência cardíaca.

Acalma os recém-nascidos, beneficia e aumenta o vínculo entre o cuidador e o bebê. Para as mães que deram à luz, pode ajudar a aumentar a oferta de leite e até mesmo diminuir o sangramento, promovendo a produção de hormônio ocitocina.

Você pode realizar pele a pele  com seu bebê em casa, no hospital e a qualquer hora do dia ou da noite.

Benefícios do contato pele a pele para o bebê:

Embora os médicos sempre souberam que o cuidado pele a pele tem enormes benefícios tanto para bebês como para cuidadores, um estudo revelou que os benefícios são ainda mais duradouros do que se pensava.

Uma revisão publicada na revista Pediatrics analisou todas as pesquisas disponíveis sobre cuidados pele a pele e discutiu algumas das maneiras pelas quais a técnica tem benefícios duradouros, especialmente para bebês prematuros e de baixo peso. Alguns dos benefícios incluem:

  • Estabilização de peso em lactentes com baixo peso ao nascer,
  • Taxas mais baixas de infecção,
  • Taxas de mortalidade mais baixas,
  • Taxas mais altas de aleitamento materno,
  • Aumento do vínculo entre mãe e bebê ou cuidadores,
  • Aumenta a oferta de leite pela livre-demanda,
  • Diminuição do estresse no bebê.

Após descobrirem todos os benefícios que o contato pele a pele pode oferecer ao bebê nos estudos iniciais, os pesquisadores se debruçaram mais uma vez sobre o tema e avaliaram quais seriam os benefícios ao longo do tempo, na saúde dos bebês até mesmo em sua vida adulta.

E embora os resultados não tenham sido completamente objetivos, já que durante a vida uma série de outras questões podem ser fatores que beneficiam a saúde das crianças, os estudos evidenciaram que bebês que tinham tido cuidados com as técnicas de contato pele a pele tinham taxas menores de ausências escolares, tinham um ambiente familiar mais saudável e ideal, menor hiperatividade e eram mais calmos.

O que significa este estudo?

Então, o que exatamente este estudo significa para você? Essencialmente, a evidência está sugerindo que a técnica promoverá um efeito positivo sobre a vida do seu bebê, mesmo quando ele for maior, em idade escolar. E estes benefícios que se acumulam ao longo da vida, em uma relação de crescimento saudável e ideal, bem como o vínculo criado com pais e cuidadores, promovem benefícios de longo prazo.

Especialmente se seu bebê nasce prematuramente ou tem baixo peso ao nascer, a técnica é uma maneira simples de ajudá-lo. Todos os bebês podem se beneficiar do contato pele a pele, independente de quaisquer outros fatores que favoreçam o vínculo ao longo de sua vida. Esta técnica na verdade se torna mais uma aliada que desempenha um importante papel na saúde das crianças ao longo do tempo.

Fonte: Furman, L. (2016, December.) Kangaroo mother care 20 years later: Connecting infants and families. Pediatrics. Retrieved from Publicação

Deixe um Comentário

comments