Tempo de leitura deste artigo:3 minutos

Esta é uma técnica de salvamento que te ajuda em momentos difíceis e emergenciais e com ela você aprende a como desengasgar o bebê.

E porquê mães deveriam saber como desengasgar o bebê? Por que ter conhecimento da técnica pode te ajudar em momentos complicados quando o bebê engasga com leite, alimentos, saliva e até pequenos objetos que ele pode ter levado a boca sem que a mãe perceba.

As pessoas confundem muito engasgos com aquela pequena falta de ar que de repente o bebê sente.

Muitas pessoas falam que “assoprar” a moleira do bebê pode fazer com que ele se desengasgue, mas atenção, isto não é de todo verdade, assoprar a moleira faz com quê o bebê “respire” fundo, mas se ele estiver realmente engasgando isto não servirá de nada.

Veja a técnica:

Lembre-se:

As vezes durante o nervosismo esquecemos o que é preciso fazer. Manter a calma durante o processo é fundamental e caso você não consiga desengasgar seu bebê por nervosismo ou porque se esqueceu do processo, não perca tempo, procure ajuda imediatamente e leve o bebê para o hospital mais próximo de sua casa.

Nem sempre conseguimos evitar que o bebê se engasgue mas algumas medidas de segurança podem ser tomadas para minimizar os riscos:

Evite deixar em sua mão ou ao alcance objetos pequenos que ele possa engolir, bem como bexigas, sacolas, saquinhos, pressilhas, lacinhos, tiaras que podem soltar pequenos objetos, colares, anéis, pilhas, tampas de caneta, preste atenção em peças de brinquedos que podem se soltar, sempre compre brinquedos que sejam adequados para a idade da criança justamente por conter peças pequenas que podem se soltar.

Cuidado com alimentos que são oferecidos aos bebês e campeões em engasgos:

Pipocas, uvas, cerejas, azeitonas, balas, pirulitos, chicletes, salsicha, leite, pedaços de ossos em carnes, espinhas de peixe, pedaços muito grandes de carnes, frutas secas e oleaginosas, frutas e legumes crus e em pedaços grandes.

Leia também:

Deixe um Comentário

comments