Tempo de leitura deste artigo:4 minutos

Quem estuda aleitamento materno sabe que colostro também é leite e é muito poderoso, inclusive.

No entanto, muitas pessoas, algumas mães e até mesmo profissionais de saúde desconsideram e se esquecem do colostro o tempo inteiro. Quando se fala que o “leite da mãe desce de 5 a 7 dias pós-parto” por exemplo e que o bebê neste período não mama, se comete um grande equívoco a respeito do colostro. Colostro também é leite!

Até o leite de transição e abundante de fato ser produzido, que é aquele que todas nós conhecemos, o bebê mama o colostro e este colostro é amarelado, tem uma textura um pouco pegajosa, no entanto, ele é cheio de vitaminas e anticorpos para o bebê. É conhecido como a primeira vacina que o bebê toma a partir do momento em que nasce, a vacina da natureza, e ali os anticorpos da mãe estão presentes em alta quantidade para que o bebê seja protegido inicialmente a entrada no mundo.

Com muitos anticorpos e componetes imunoprotetores, o bebê fica protegido de infecções quando mama o colostro. Enquanto 1ml de leite maduro tem em torno de 4.000 macrófagos/ml, o colostro chega a ter até 100.000 macrófagos/ml. Você sabe o que são os macrógafos? São leucócitos que perseguem, fagocitam e destroem bactérias. Uau!

Quando mama o colostro e ingere os anticorpos da mãe, o bebê também se torna protegido de todas as doenças que a mãe já teve.

O colostro é o primeiro leite que o bebê mama, ele é produzido geralmente até o terceiro dia pós-parto e pode chegar até o sétimo dia. Aos poucos o colostro vai sendo substituído pelo leite de transição e até o final da primeira semana ele já foi totalmente substituído gradativamente pelo leite maduro. Este processo pode acontecer até os primeiros quinze dias.

Colostro também é leite

Colostro também é leite

Ah, mas não sai quase nada!

Sim, é isso mesmo! A quantidade é pequena mas é muito poderosa. de 10 a 100ml por dia, quantidade inclusive mais do que suficiente para o bebê que tem o estômago bem pequeno. Veja aqui: Tamanho do estômago do bebê e mamadas frequentes.

A capacidade gástrica de um recém nascido é basicamente de 20ml, o que equivale a 4 colheres de chá. Já a criança com 1 ano de idade tem uma capacidade gástrica de 200ml, equivalente a 40 colheres de chá. São variáveis médias que podem ter pequenas (atenção, pequenas) alterações de bebê para bebê.

Dentre todos os benefícios do colostro, ele ainda é laxante. Ajuda o bebê a eliminar o mecônio e previne a icterícia, porque ele diminui o ciclo entero-hepático da bilirrubina.

A mamadeira da maternidade inserida sem justificativas plausíveis

A demora da apojadura, de até 7 dias, quando o leite maduro vai substituindo o colostro é um dos motivos que levam muitas pessoas, inclusive profissionais de saúde a inserir uma mamadeira de leite artificial na vida do bebê recém-nascido.

Esta pratica além de equivocada e desatualizada, quando alega que a mãe não tem leite (ela tem sim, o colostro) pode dificultar o processo de amamentação para muitas mães e criar um ciclo de problemas. E falo mais disto aqui: O ciclo de problemas: chupeta, mamadeira e baixa produção de leite materno.

O recém-nascido só deve tomar o colostro até que o leite maduro o substitua. O conhecimento da mãe sobre o tempo em que a apojadura pode acontecer é também importante para ela se sentir menos ansiosa e não ficar preocupada com o choro do recém-nascido o associando sempre à fome, mesmo porque, ele mama o colostro e bebês choram normalmente. Veja aqui: Console seu bebê que chora: colo, carinho, consolo e companhia é o melhor para o bebê

Resista ao terrorismo de familiares e profissionais de saúde desatualizados, confie no seu corpo, saiba que o colostro é importante para o seu bebê e ele precisa mamá-lo e as coisas fluirão melhor para você e seu bebê.

Leia também:

Deixe um Comentário

comments