Tempo de leitura deste artigo:9 minutos

Cada fase de desenvolvimento é única e especial, mas o desenvolvimento dos bebês depois que começam a andar pode gerar dúvidas.

Isto porque os bebês são pequenos exploradores do mundo e começam com o engatinhar e andar a sair do colo protegido da mãe e se voltar para tudo que há ao seu redor.

Cada fase nova dos bebês estão recheadas de novos desafios tanto para os bebês quanto para os pais.

Como pais, precisamos lidar diariamente com estes novos desafios e ainda assim ter em mente que cada criança é única. Apesar de existir marcos de desenvolvimento, não existem idades que são uma regra para que todos os bebês os alcancem. Então, tenha calma.

 Falar sobre cada fase pode parecer uma maneira simples de examinar as demandas de desenvolvimento e criação.

De 12 a 14 meses de idade

Quando chega aos 12 meses de idade, pode ser que alguns bebês já tenham dado seus primeiros passo ou estejam a ponto de dá-los. Alguns levarão um pouco mais de tempo e tudo bem! Nesta fase, junto a todas as novidades, há algumas primeiras palavras soltas e claro, o momento tão esperado pelas mães: o primeiro aniversário.

A partir de agora os bebês já podem consumir leite de vaca, mas se eles mamam no peito, não há a menor necessidade de oferecer o leite de vaca, afinal, nada melhor que o leite próprio de sua espécie, não é mesmo?

A rotina alimentar do seu bebê começará a se parecer com a do resto da família com 3 refeições e 2 lanches por dia. Embora algumas crianças aos 12 meses entrem em uma fase seletiva e diminuem seu apetite.

O que você precisa saber nesta idade:

  • Não há limites para a duração da amamentação e nenhuma evidência de danos psicológicos ou de desenvolvimento na amamentação a partir do segundo ou terceiro ano de vida ou mais.
  • Alguns bebês se interessam pelos talheres nesta fase e passam a querer usá-los para se alimentar.
  • A maioria das crianças tiram duas sonecas durante o dia nesta idade e são capazes de dormir durante a maior parte da noite (mais do que 5 horas horas).
  • Pode ser que a maioria dos dentes tenha nascido e os últimos dentes, o dos fundos, podem estar querendo dar o ar da graça: se prepare para acordadas noturnas, choro e irritação.

Artigos de apoio:

De 15 a 17 meses de idade

Aos 15 meses, a maioria dos bebês podem caminhar bem e estão começando a correr, subir degraus e podem até dizer algumas palavras.

A maioria das crianças de 15 meses de idade já estão comendo comida igual ao do resto da família, não que seja um problema iniciar a introdução alimentar com a mesma comida da família se ela for saudável.

Se você amamenta, então provavelmente seu bebê não precisa de leite.

Ofereça ao bebê sempre uma variedade de alimentos para incentivar bons hábitos alimentares mais tarde.

Lembre-se de que o apetite do seu bebê pode diminuir e tornar-se mais seletivo ao longo dos próximos anos à medida que sua taxa de crescimento diminui.

O que você precisa saber nesta idade:

  • As práticas de alimentação a serem evitadas incluem o fornecimento de grandes quantidades de sobremesas doces, refrigerantes, cereais revestidos com açúcar, batatas fritas ou doces. Todos estes têm pouco valor nutricional.
  • Evite fornecer alimentos que seu filho possa engasgar. Estes incluem amendoim, uvas inteiras, carnes resistentes, pipoca, chiclete e doces duros.
  • Você pode esperar que seu filho de quinze meses combine sílabas, diga “mama”, “dada”, ande bem sozinho, aproveite a leitura interativa e aponte para imagens.
  • Ele também provavelmente pode dizer 3 a 6 palavras, entender comandos simples e começar a usar uma colher ou garfo.
  • É provável que você tenha algumas situações de mal humor ou contestação para lidar.
  • Também é comum que as crianças se tornem seletivos para comer nesta fase, então tente ser criativa nas opções, não troque alimentação saudável por guloseimas e continue oferecendo com paciência e sem forçar.

Artigos de apoio:

De 18 a 23 meses de idade

Com dezoito meses, você pode estar pensando que o terrible Two esta chegando ou já chegou, mas isso também é um momento muito divertido com seus filhos.

Para evitar problemas de alimentação, ensine seu filho a se alimentar bem o mais cedo possível. Forneça-lhe escolhas saudáveis ​​e permita a experimentação. O horário de comer deve ser agradável e divertido  ​​e não uma guerra para ver o quanto ele come.

Tente não deixá-la beber muito leite ou suco, senão, ele não terá fome de alimentos sólidos. Também não é a melhor idéia forçá-lo a comer quando ele não está com fome ou forçá-lo a comer alimentos que ele não quer, respeite sua vontade.

Seu filho agora pode começar a se recusar a comer alguns alimentos, se tornar um comedor muito exigente ou mesmo decidir que só quer um certo tipo de alimento. (levante a mão que mãe nunca passou pela fase do filho só querer comer arroz ou alimentos de uma determinada cor)

Mesmo que seu filho não esteja comendo uma dieta tão redonda e rica como você gostaria, enquanto ele estiver crescendo normalmente e tiver um nível de energia normal, provavelmente não há muito que se preocupar.

Ainda que você deveria fornecer três refeições bem equilibradas todo dia, é importante ter em mente que muitas crianças só comerão uma ou duas refeições completas. Se o seu filho tiveram tomado um bom café da manhã e almoço, então geralmente pode ser que ele não queira comer muito no jantar. E tudo bem!

O que você precisa saber nesta idade:

  • Os bebês dessa idade são muito egocêntricos e podem preferir brincar sozinhos do que dividir seus brinquedos.
  • Pode demorar algum tempo para que as crianças desta idade comecem a brincar juntas e compartilhar seus brinquedos.
  • Estabelecer limites para determinadas coisas pode ser difícil porque eles ainda não entendem o “não” completamente e podem se sentir extremamente frustrados.
  • Suas reações a situações que eles não gostam são geralmente catarticas, tenha paciência e se mantenha em equilíbrio para ensinar para ele como agir nestas situações.
  • Nesta fase mais do que nunca, você é o espelho e seu filho como uma esponja que absorve tudo ao seu redor.

Artigos de apoio:

Os 2 anos de idade

Aos dois anos de idade, os bebês começam a se comunicar mais. Seu vocabulário provavelmente crescerá e eles começarão a juntar as palavras.

Embora a maioria das crianças não tenha uma dieta equilibrada todos os dias e eles podem ser comedores difíceis, ao longo de uma semana ou mais, sua dieta geralmente será bem equilibrada.

Nesta idade, você pode esperar que seu filho comece a aprender a vestir as próprias roupas, escove os dentes com ajuda e conheça as partes do seu corpo.

Ele também pode começar a usar pronomes (eu, eu, você, meu), que siga comandos de duas etapas e sua fala começa a se tornar mais compreensível. Fisicamente, ele pode ser capaz de subir degraus, chutar uma bola, pular e jogar a bola pra cima.

No próximo ano, seu discurso se tornará mais compreensível e ele poderá nomear imagens e cores.

O que você precisa saber nesta idade:

  • Agora que seu filho é capaz de sair de seu berço (especialmente se você já abaixou o colchão), é hora de mudá-lo para uma cama de criança.
  • Limite o tempo de televisão e telas como ipad, celulares e encoraje a leitura e a narração, lendo junto com seu filho.
  • As crises de raiva e contestação continuam a ser uma luta para muitos pais, embora a paciência, amor e a consistência sejam fundamentais para lidar comeste tipo de comportamento.
  • Seu filho já entende o mundo ao seu redor de forma particular e as vezes engraçada, pode ser que ele tenha perguntas sobre como as coisas funcionam ou são, sempre responda com amor e tente ser clara, isto o ajuda a entender as curiosidades do mundo e a estabelecer uma maneira simples de resolver suas questões internas. Tudo é um grande aprendizado.
  • Evite usar palavras que são gírias ou modos de falar que não sejam diretos, crianças nesta idade ainda não entendem o que significa “você não esta me obedecendo” ou “seja bonzinho”, afinal, o que é ‘obedecer ou ser bom’?. É mais fácil ser direta e óbvia como “ouça a mamãe”, “não machuque seu irmão”, “não jogue seu brinquedo no chão”.

Artigos de apoio:

Bibliografia:
American Academy of Pediatrics. Breastfeeding and the Use of Human Milk.
American Academy of Pediatric and Pediatric Endocrine Society. Vitamin D Deficiency and Rickets. 2015.
Centers for Disease Control and Prevention. Childhood Obesity Facts. U.S. Department of Health & Human Resources. 2015.

Deixe um Comentário

comments